Sarita Montiel: Um mito espanhol

Leia sobre o falecimento de Sarita Montiel, com fotos e matérias a respeito desta grande artista da Espanha, no Cinema é Magia:

Sarita Montiel (1928-2013)

Magic Slim (1937-2013)

Magic Slim

Magic Slim

A primeira nota encontrada sobre a morte de Magic Slim está em inglês:

Morris “Magic Slim” Holt, the Chicago bluesman who called Lincoln home for two decades, died Wednesday at a Philadelphia hospital. He was 75.

Holt was on tour with his band the Teardrops in late January when he became ill with breathing problems and was hospitalized in Phoenixville, Pa. He was transferred later to Philadelphia.

By far Lincoln’s best-known and most-hailed musician, Magic Slim and the Teardrops was considered the last of the Mississippi-to-Chicago electric blues bands that took root in the 1950s.

In 2003, Magic Slim and the Teardrops received the Blues Music Award as “Blues Band Of The Year,” the sixth time he won a Blues Music Award, considered the highest honor in the blues.

Leia mais (em inglês) clicando aqui.

Em 2002, em entrevista por telefone a Zero Hora sobre o show que faria no Opinião, ele falou sobre sua paixão pelo “blues verdadeiro”:

– Não sei nada sobre isso de tecnologia. Em um show de blues, não cai bem toda essa coisa de computadores. A melhor opção é o som puro e cru dos instrumentos – opinou.

Ao longo da carreira, veio algumas vezes ao Brasil: em 2007, aos 70 anos, se apresentou no bar Abbey Road, na capital gaúcha, mas já havia estado na cidade em 1990, em 1993 e em 2002.

Nenê Benvenuti: Falecimento

De acordo com a Folha Online, morreu nesta quarta-feira [30.01.2013] o músico Lívio Benvenuti Júnior, mais conhecido como Nenê:

Ele tinha 65 anos. Nenê foi baixista da banda de rock Os Incríveis entre 1966 e 1972, quando a banda se separou. Ele foi diagnosticado com câncer de pulmão em outubro de 2012.

O músico começou a carreira aos 12 anos de idade como baterista da banda The Rebels. Na década de 1960 chegou a fazer parte de um grupo cover dos Beatles até entrar na banda Os Incríveis, que fez parte da Jovem Guarda.

Além do grupo de rock, Nenê chegou a tocar com nomes como Elis Regina e Raul Seixas nas décadas de 1970 e 1980.

Nenê Benvenuti

Nenê Benvenuti

Em 2009, o músico lançou o livro de memórias “Os Incríveis Anos 60 e 70… e Eu Estava Lá”, com histórias dos primeiros anos do rock nacional.

O velório de Nenê Benvenuti acontece no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. A família não divulgou o local do sepultamento.

A nota foi encontrada aqui.

Mais fotos e informações:
http://www.jovem-guarda.com/osincriveis.htm

Ravi Shankar (1920-2012)

Ravi Shankar

Ravi Shankar

De acordo com o Globo Online, o músico e compositor Ravi Shankar, que ajudou a introduzir a cítara para o mundo ocidental através de suas colaborações com os Beatles, morreu aos 92 anos na terça-feira [11.12.2012] no Scripps Mercy Hospital, em San Diego, informou sua família. Ravi era pai da cantora Norah Jones:

Shankar, um vencedor de três Grammys com aparições lendárias no Festival de Monterey e Woodstock, tinha uma saúde frágil e passou por uma cirurgia na quinta-feira, disse sua família em um comunicado.

“Embora seja um momento de sofrimento e tristeza, é também um momento para agradecer portê-lo como uma parte de nossas vidas. Ele vai viver para sempre em nossos corações e em sua música”, disse o comunicado.

Shankar sofreu problemas respiratórios e cardíacos no ano passado e foi submetido a uma cirurgia para substituição de válvula cardíaca na semana passada. A operação foi bem-sucedida, mas ele não foi capaz de se recuperar.

Leia mais clicando aqui.

Site oficial:
http://www.ravishankar.org/

Veja também:
The Cinema Of Ravi Shankar
– “Namastê e obrigada, Ravi Shankar“, por Ana Maria Bahiana

Ravi Shankar (1920-2012)2

Dave Brubeck (1920-2012)

Dave Brubeck

Dave Brubeck

Faleceu nesta quarta [05.12.2012] o pioneiro do jazz, compositor e pianista Dave Brubeck:

Segundo o empresário Russell Gloyd, o músico foi vítima de insuficiência cardíaca, enquanto estava a caminho de uma consulta com um cardiologista, ao lado de seu filho. Brubeck completaria 92 anos na próxima quinta.

Obras do The Dave Brubeck Quartet como “Take five” conquistaram os ouvidos dos fãs com sua mistura de ritmos exóticos e desafiadores, que se tornaram clássicos da música americana. “Time out”, álbum de 1959 lançado pelo músico e seu quarteto foi o primeiro disco de jazz a vender mais de um milhão de cópias.

A nota foi encontrada aqui.

A foto vem desta matéria (clique aqui):

Dave Brubeck studied composition before working as a jazz pianist and formed a quartet with saxophonist Paul Desmond in 1951. His use of unconventional meters contributed to his huge appeal: the recording of Desmond’s “Take Five” became the first jazz instrumental to sell more than a million copies and brought many new listeners to jazz, particularly on college campuses during the 1950s and ’60s.

Bradford Lee Parker: Falecimento

Bradford Lee Parker tinha 59 anos e era baterista da banda norte-americana “Generation Esmeralda” (sucessora do Santa Esmeralda) e morreu durante um show no interior de Minas Gerais. Ele teve um infarto fulminante e morreu na hora. Vídeo no R7 do show em que aconteceu a tragédia:

http://videos.r7.com/baterista-de-banda-norte-americana-morre-no-palco/idmedia/5060a6f5b61c1d38cfbc019f.html

Scott McKenzie (1939-2012)

Scott McKenzie

Scott McKenzie

De acordo com a Folha Online, o músico Scott McKenzie morreu no último sábado (18), em Los Angeles, aos 73 anos. As informações são do jornal “New York Times”.

“Se você for a San Francisco, lembre-se de usar flores em seus cabelos”, recomendava o cantor americano Scott McKenzie na canção “San Francisco (Be sure to wear flowers in your hair)”, um hino da contracultura da década de 1960.

“É com profunda dor que informamos a morte de Scott McKenzie”, afirma um comunicado divulgado no site do artista. “Scott estava muito doente ultimamente e sua morte aconteceu em casa, depois de duas semanas no hospital”, completa.

Segundo o site, Scott foi internado diversas desde 2010, depois que foi diagnosticada a síndrome de Guillain-Barre, doença que afeta o sistema nervoso. “San Francisco” foi escrita por John Phillips, o líder do grupo The Mamas and the Papas, mas foi interpretada por McKenzie.

Hino do movimento de contracultura norte-americano, “San Francisco” foi escrita por John Phillips, o líder do grupo The Mamas and the Papas, mas ganhou o mundo na voz de McKenzie.

Leia mais e veja vídeo clicando aqui.

Bill Tillman (1947-2012)

Bill Tillman

Bill Tillman

Faleceu em Houston, no dia 15 de agosto de 2012, aos 65 anos, Bill Tillman, ex-saxofonista da banda Blood, Sweat & Tears. Como não achei ainda nenhuma notícia em sites brasileiros, vai a nota no Huffinton Post:

Bill Tillman, a saxophonist best known for his work with Blood, Sweat & Tears, died Wednesday in Houston after hitting his head in the bathroom during an early-morning fall. He was 65.

According to the Dallas News, the musician and resident of Plano, Texas had been waiting for a kidney transplant and was in Houston for medical treatment at the time of the accident.

“Were it not for Bill Tillman, BRAVO! Entertainment may never have existed, we mourn his loss and celebrate his mighty mighty talent,” the company Tillman worked with over the years said in a statement on its site.

Tillman was named most outstanding musician in the Texas Public School Board system in 1965. Following a stint in the North Texas Lab Band he went on the road, touring with The Coasters, Chuck Berry, the late Roy Orbison and being the musical director for Gladys Knight.

In 1973, Tillman — an imposing figure at 6-foot, 4-inches and nearly 300 pounds — joined Blood, Sweat & Tears in the early 1970s. Tillman remained with the band for a string of the band’s studio and live releases up to 1978’s Live in Scandinavia. From there Tillman joined the Dallas Symphony Orchestra as a soloist and continued making music, releasing three solo albums in the 1980s. His last studio album was Altogether in 2000, but he continued performing with the Bill Tillman Band and playing an array of styles.

Leia mais clicando aqui.

Robert Wayne Birch (1956-2012)

De acordo com a Folha Online, Robert Wayne Birch, baixista da banda que acompanha Elton John, foi achado morto na quarta-feira [15.08.2012] na região de Los Angeles, com um tiro na cabeça, no que autoridades disseram ter provavelmente sido um suicídio:

O legista Ed Winter disse que o corpo de Birch foi encontrado depois da 1h (5h em Brasília) numa comunidade do Vale de San Fernando, em Los Angeles. O caso “está sendo investigado como um possível suicídio”, segundo ele.

Robert Wayne Birch e Elton John

Robert Wayne Birch e Elton John

Birch, que também tocava saxofone, atuava como baixista ao lado de John desde o começo da década de 1990. Ele também trabalhou com músicos famosos como Billy Joel, Keith Emerson, e The Replacements.

A nota foi encontrada aqui.

Tony Sly (1971-2012)

De acordo com o Globo Online, o vocalista da banda de punk rock No Use For a Name, Tony Sly, morreu nesta quarta-feira, 01.08.2012, aos 41 anos. A causa, porém, não foi informada:

Um comunicado no site da gravadora da banda, Fat Wreck Chords, lamenta a perda: “É com grande pesar que nos despedimos de Tony Sly, do No Use For a Name. Nós recebemos uma ligação hoje cedo sobre sua morte, e estamos arrasados. Perdemos um incrível talento, amigo e pai – um dos grandes.

Leia mais clicando aqui.

Tony Sly

Tony Sly

Jon Lord (1941-2012)

De acordo com o Globo Online, Jon Lord, cofundador do Deep Purple, morreu na manhã desta segunda-feira, 16.07.2012, aos 71 anos, devido a uma embolia pulmonar:

O tecladista da banda inglesa estava internado em um hospital em Londres, em tratamento contra um câncer no pâncreas. Lord é um dos autores do sucesso “Smoke on the water”, de 1973 e também fez parte do Whitesnake.

Segundo o site oficial do artista, Lord estava acompanhado pela família no momento de sua morte. O músico, que deixou o Deep Purple em 2002, revelou sofrer de câncer em agosto do ano passado. “Gostaria que meus amigos, seguidores e fãs soubessem que estou lutando contra o câncer e, por isso, farei uma parada em minha carreira enquanto faço o tratamento para buscar a cura”, disse o músico, na época.

Lord começou a carreira em grupos de jazz e rhythm & blues e tocou em várias bandas britânicas até formar o Deep Purple, em 1968, ao lado do baterista Chris Curtis, que logo deu lugar a Ian Paice. Ao lado de Ian Gillan, Ritchie Blackmore e Roger Glover, Lord e Paice ajudaram a criar as bases do hard rock e do heavy metal.

Leia mais clicando aqui.

Deep Purple (Jon Lord à esquerda)

Deep Purple (Jon Lord à esquerda)

Eduard Khil (1934-2012)

Eduard Khil

Eduard Khil

De acordo com o Globo Online, o cantor russo Eduard Khil, que ganhou fama na internet após a divulgação do hit conhecido como “Trololó”, em 2010, morreu na noite deste domingo [03.06.2012] em um hospital em São Petersburgo, aos 77 anos:

Na semana passada, Khil havia sofrido um derrame e os médicos alertaram que, se sobrevivesse, ele teria que passar por uma cirurgia arriscada e sem garantias de recuperação.

Ksenia Kachalova, porta-voz do Departamento de Cultura de São Petersburgo, confirmou o falecimento do artista, mas não informou a causa oficial da morte. A música conhecida como “Trololó” é na realidade uma composição do artista Arkady Ostrovsky, chamada “Estou muito feliz, pois finalmente estou voltando para casa”, criada na época da União Soviética.

A nota foi encontrada aqui.

Donna Summer (1948-2012)

Donna Summer

Donna Summer

A rainha da Disco Music se foi. De acordo com o portal Terra, a cantora Donna Summer morreu em 17.05.2012 aos 63 anos, na Flórida, depois de uma batalha contra o câncer:

A cantora Donna Summer morreu na manhã desta quinta-feira (17) após uma batalha contra o câncer. Conhecida como rainha da disco music, ela tinha 63 anos e estava na Flórida no momento de sua morte. As informações são do site TMZ.

De acordo com fontes do site, a cantora estava tentando manter a doença em segredo. No entanto, uma fonte teria dito que há duas semanas ela estava relativamente bem e que tinha planos de terminar o álbum no qual vinha trabalhando.

Donna ganhou cinco vezes o Grammy ao longo da carreira e fez muito sucesso nos anos 70 com hits como Last Dance, Hot Stuff e Bad Girls.

Leia mais clicando aqui.

Leia mais sobre a carreira da cantora no blog Cinema é Magia:
Donna Summer: Falecimento

Tinoco (1920-2012)

Tinoco

Tinoco

De acordo com o site da revista Veja, morreu aos 91 anos à 1h40min desta madrugada de sexta-feira, 04.05.2012, no Hospital Municipal Doutor Ignácio Proença de Gouvêa, na Mooca, zona leste da capital paulista, o cantor sertanejo José Perez, mas conhecido como Tinoco, da dupla Tonico e Tinoco, que se desfez em 1994 com a morte de Tonico, seu irmão:

Segundo José Carlos Perillo Perez, filho e empresário do cantor, o pai não vinha lutando contra alguma enfermidade considerada “gravíssima” e passou mal na tarde de quinta-feira, quando foi internado no hospital, onde deu entrada com crise respiratória por volta das 15 horas. Os médicos afirmaram aos familiares, segundo estes, que, pelos sinais apresentados pelo cantor, ele havia sofrido um enfarte dois dias atrás, apesar de não ter sentido sintoma algum em casa. Antes de falecer, Tinoco teve duas paradas cardíacas no hospital, afirmaram os parentes.

Leia mais clicando aqui.

Dicró (1946-2012)

Dicró

Dicró

O cantor Dicró (Carlos Roberto de Oliveira), nascido em 14 de fevereiro de 1946, em Mesquita, RJ, morreu na noite desta quarta-feira [25.04.2012] aos 66 anos em um hospital de Magé, na Baixada Fluminense. O compositor sofria de diabetes e de insuficiência renal, segundo o portal G1:

Depois de uma sessão de hemodiálise, ele passou mal em sua residência e foi levado para o hospital, onde sofreu um infarto e não resistiu.

Dicró era conhecido por compor sambas bem-humorados, recheados de sátira e brincadeiras com as sogras. Na década de 1990, formou parceria com os sambistas Moreira da Silva e Bezerra da Silva, encontro que resultou no álbum ‘Os 3 malandros in concert’.

No Wikipedia:

Dicró cresceu na favela do bairro de Jacutinga, na cidade de Mesquita. Desde cedo frequentava as rodas de samba organizadas por sua mãe em seu próprio terreiro. Eventualmente tornou-se compositor, integrando a ala da Beija-Flor de Nilópolis e da Grande Rio, em Caxias.

É dessa época o surgimento do apelido Dicró. De acordo com o poeta Sérgio Fonseca, os sambas da autoria de Carlos Roberto eram impressos com as iniciais de seu nome, “CRO”. Com o tempo, a pronúncia e os erros tipográficos, o “De CRO” mudou para “Di CRO”, para no fim se tornar “DICRÓ”.

Em 1991, estreou como dramaturgo com o texto “O dia em que eu morri”. Durante o governo de Anthony Garotinho no Rio de Janeiro, foi um dos principais incentivadores da criação do Piscinão de Ramos. Compôs diversas músicas para o projeto, passando a ser considerado “Prefeito do Piscinão”. Manteve um trailer no local, que se tornou ponto de encontro de sambistas e grupos de pagode.

Leia mais clicando aqui.

Ederaldo Gentil (1947-2012)

Ederaldo Gentil

Ederaldo Gentil

Morreu nesta sexta-feira [30.03.2012], aos 68 anos, devido a falência múltipla dos órgãos, o sambista Ederaldo Gentil:

Cantor e compositor da geração mais talentosa do samba baiano, Ederaldo Gentil nasceu no dia 7 de setembro de 1943. Ao lado de nomes como Edil Pacheco e Batatinha se notabilizou como um dos maiores sambistas da Bahia. Gravado por Clara Nunes, o maior sucesso de Ederaldo foi o poético samba “O Ouro E A Madeira”, que trazia a letra “O ouro afunda no mar, madeira fica por cima, ostra nasce do lodo, gerando pérolas finas”. O enterro está marcado para este sábado (31), às 16 horas, no Cemitério do Campo Santo.

Antes de se enveredar pela música teve uma rápida passagem pelo mundo da bola, atuando como meia-esquerda no Esporte Clube Guarany, onde fazia dupla com o ex-jogador André Catimba (que mais tarde fez história no Esporte Clube Vitória). Consta que Ederaldo Gentil chegou também a treinar no Vitória. Foi na música, no entanto, que acançou seu primor profissional.

Lançou cinco discos, entre álbuns de carreira e coletâneas, com apenas dois deles sendo editados em CD, além de um compacto simples. A estreia foi o compacto simples “Triste samba/O ouro e a madeira”, lançado em 1973 pela Chanteclair, no qual apresentou o maior sucesso da carreira. Em 1975, também pela Chanteclair, lançaria o primeiro disco “Samba, Canto Livre de um Povo”, que também trazia a clássica “O Ouro E A Madeira.

Leia mais no site Correio da Bahia, clicando aqui.

Ficha do músico no Dicionário Cravo Albin:
http://www.dicionariompb.com.br/ederaldo-gentil

Ademilde Fonseca (1921-2012)

Ademilde Fonseca

Ademilde Fonseca

De acordo com o Globo Online, a cantora Ademilde Fonseca, a “Rainha do Chorinho”, morreu no final da noite desta terça-feira, 27.03.2012:

Ademilde tinha 91 anos, e segundo sua família, sofreu um mal súbito. A cantora faleceu em sua casa, na Lagoa. Sua família informou que Ademilde sofria do coração, mas que enfrentava uma boa fase. No último final de semana ela fez shows em Porto Alegre e nesta terça-feira gravou dois programas de televisão. A família informou que o enterro será no Cemitério São João Batista, em Botafogo, mas o horário ainda não foi definido.

Ademilde nasceu em Pirituba, no município de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Suas interpretações a consagraram como a maior intérprete do choro. Trabalhou por mais de dez anos na extinta TV Tupi. Seus seis discos renderam mais de meio milhão de cópias. Ela ainda atuou muitos anos nas rádios Tupi e Nacional. Além de fazer sucesso no Brasil, regravou grandes sucessos internacionais e se apresentou em outros países. Ela é considerada a criadora do choro cantado e também foi a primeira cantora nordestina a encantar o país com esse gênero.

Leia mais clicando aqui.

João Mineiro (1937-2012)

João Mineiro

João Mineiro

O cantor sertanejo João Mineiro morreu na noite do dia 24.03.2012 aos 76 anos:

Mineiro estava internado em um hospital em Jundiaí, São Paulo, para a retirada da vesícula. Ele teve complicações após a operação e não resistiu.

João Mineiro havia sido internado na noite de sexta em um hospital de Campo Limpo Paulista após passar mal. Depois, foi transferido para Jundiaí. Ele sofria de diabetes e hipertensão e já havia tido problemas cardíacos.

O cantor ficou famoso ao formar dupla com Marciano. O duo fez sucesso com músicas como “Filha de Jesus” e “Chovisco da Madrugada”.

O corpo do cantor foi velado em Jundiaí. Depois foi levado para Andradas (MG), sua cidade natal. O enterro será nesta segunda, 26.03.2012. Leia mais clicando aqui.

Jorge Goulart (1926-2012)

Faleceu na noite deste sábado [17.03.2012] o grande cantor Jorge Goulart, aos 86 anos, no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio, onde estava internado:

Goulart interpretou sucessos de grande popularidade, tais como “A Voz do Morro”, “A cabeleira do Zezé” e “Fim de Semana em Paquetá”. No ano de 1952 recebeu a honraria do título de “Rei do Rádio”, além de interpretar sambas-enredo em rádio e puxar sambas no carnaval carioca por algumas escolas.

Leia mais e veja vídeo clicando aqui.

Davy Jones (1945-2012)

Davy Jones

Davy Jones

De acordo com o site Último Segundo, o músico britânico Davy Jones, vocalista do grupo The Monkees, morreu nesta quarta (29), aos 66 anos. O cantor, que vivia na Flórida, nos Estados Unidos, teria sido vítima de uma parada cardíaca:

Os Monkees foram criados em 1966 pelos produtores Robert Rafelson e Bert Schneider para estrelar o seriado homônimo, que acompanhava as aventuras de uma banda de rock. Além de Jones no vocal, a banda contava com Micky Dolenz, Michael Nesmith e Peter Tork.

Entre os sucessos emplacados pelo grupo estão “I’m a Believer”, “Daydream Believer” e “Last Train to Clarksville”.

Leia mais clicando aqui.

No site da revista Veja:

Contratado pela Screen Gems para lançar seu primeiro disco, Davy foi escalado pela produtora para fazer participações em séries da época, como Ben Casey e The Farmer’s Daughter. Buscando um veículo na TV para o ator, a Columbia o enviou a diversos testes de elenco, entre eles, a série Os Monkees. Apesar de apenas duas temporadas, a sitcom musical fez história ao trazer para a TV parte do movimento da contra cultura da época.

Depois de seu cancelamento, os jornais revelaram que Jones havia se casado secretamente com Linda Haines, em 1967. O fato dele ter afirmado em diversas entrevistas da época que ainda estava solteiro e de não ter intenção de se casar tão cedo fez com que suas fãs, decepcionadas, o acusassem de traição. Este incidente feriu sua carreira e popularidade durante os anos seguintes.

Davy manteve sua carreira de cantor e de ator, tendo participações em episódios de A Família Brady, O Jogo Perigoso do Amor, O Barco do Amor, Na Mira do Tira, My Two Dads, O Mundo é dos Jovens e Bob Esponja.

Leia mais clicando aqui.

Pery Ribeiro (1937-2012)

Pery Ribeiro

Pery Ribeiro

Infelizmente, foi confirmada a notícia de que o cantor e compositor Pery Ribeiro faleceu na manhã desta sexta-feira [24.02.2012], aos 74 anos, vítima de um infarto, em Niterói, no estado do Rio de Janeiro:

De acordo com a esposa de Pery, a empresária Ana Duarte, ele estava internado havia 30 dias no Hospital Universitário Pedro Ernesto para tratar de uma endocardite e tinha alta programada para esta semana. “Hoje [sexta-feira] pela manhã fomos surpreendidos com esse infarto fulminante”, lamentou Ana, casada há 20 anos com o artista. Ele deixa dois filhos: Paula, do seu primeiro casamento, e o produtor de comerciais Bernardo Martins.

Mais no portal G1, clicando aqui.

Site oficial…

http://www.peryribeiro.com/

… onde consta sua biografia:

Pery Oliveira Martins iniciou sua carreira artística aos três anos de idade, participando da dublagem de filmes de Walt Disney, ao lado de sua mãe Dalva de Oliveira, que interpretava Branca de Neve, o pequeno Pery dava a voz ao anão Dengoso.

Em 1941, com quatro anos de idade, apresentou-se no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Aos 5 anos, em 1942, participou de “It’s All True”, o filme inacabado de Orson Welles, escrito e dirigido por Orson e filmado no Brasil, durante o período da Campanha de Boa Vizinhança dos EUA com os países aliados na 2ª guerra.

Atuou, em 1944, no filme “Berlim na batucada”, de Luís de Barros.

Leia mais e veja galeria de fotos, além de vídeos do cantor, clicando aqui.

Whitney Houston (1963-2012)

Whitney Houston

Whitney Houston

Descoberta numa casa noturna em Nova York, logo considerada uma das maiores cantoras americanas surgidas a partir dos anos 80, diva do soul e do R&B, Whitney Houston faleceu precocemente, aos 48 anos, neste sábado, 11.02.2012. A cantora de sucessos como “The Greatest Love of All” e “I Will Always Love You” estaria, mesmo depois de tanto sucesso, à beira da falência: mesmo (segundo consta) apoiada por sua gravadora, Whitney e corria o risco de perder sua mansão avaliada em quase US$ 6 milhões, em Nova Jersey, afundada em processos que envolviam pagamentos de hipotecas em atraso e impostos, de acordo com o Globo Online: leia mais clicando aqui.

Da mesma matéria:

No seu auge nas décadas de 1980 e 1990, Houston a menina de ouro da indústria da música e um dos melhores do mundo de venda de artistas. Entre seus hits de maior sucesso estão “How Will I Know”,” Saving All My Love for You “e” I Will Always Love You”.

Vencedora de diversos Grammys, seu sucesso levou-a para as telas do cinema, onde atuou em filmes como “O Guarda-Costas”, com Kevin Costner. Sobre a carreira cinematográfica de Whitney, leia mais no blog Cinema é Magia:
Whitney Houston (1963-2012)

Sobre os problemas pessoais da cantora, leia também:
Whitney Houston: Vida nova longe das drogas ?
Whitney Houston: Falida ?

Whitney Houston

Whitney Houston

No Wikipedia:

Whitney Elizabeth Houston (Newark, 9 de agosto de 1963 — Los Angeles, 11 de fevereiro de 2012) foi uma cantora americana de R&B, pop, gospel, além de atriz e ex-modelo. Houston foi a artista mais premiada de todos os tempos, segundo o Guinness World Records, e sua lista de prêmios incluem 2 Emmy Awards, 6 Grammy awards, 30 Billboard Music Awards, 22 American Music Awards, num um total de 415 prêmios conquistados em sua carreira até 2010. Houston também foi um dos artistas mais bem sucedidos do mundo da música, tendo vendido mais de 200 milhões de gravações em todo o mundo.

Inspirada por vários cantores de soul de destaque em sua família, incluindo a mãe Cissy Houston, primos Dionne Warwick e Dee Dee Warwick, bem como sua madrinha, Aretha Franklin, Houston começou a cantar com o coral gospel júnior da Nova igreja de Jersey aos 11 anos de idade. Depois que ela começou a atuar ao lado de sua mãe em casas noturnas na cidade de Nova York, ela foi descoberta por Clive Davis, empresário da Arista Records. Até o presente, Houston lançou seis álbuns de estúdio e três álbuns de trilha sonora, todos eles certificados com diamante, multi-platina, platina e ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA).

Seu álbum de estreia auto-intitulado, lançado em 1985, se tornou o álbum de estreia mais vendido por uma artista feminina, com 25 milhões de cópias comercializadas. Seu segundo álbum, Whitney (1987), tornou-se o primeiro álbum de uma artista feminina a estrear em primeiro lugar na Billboard 200.

Leia mais clicando aqui.

Wando (1945-2012)

Wando

Wando

O cantor Wando não resistiu a seu grave quadro coronariano e faleceu em 08.02.2012, apesar dos últimos boletins médicos que divulgavam que o quadro clínico do cantor vinha apresentando melhora: Wando já estaria acordado, se comunicando com médicos e parentes e já passando pelo processo de retirada da aparelhagem que o ajudava a respirar.

Do Wikipedia:

Wanderley Alves dos Reis nasceu em Cajuri em 02 de outubro de 1945. O apelido Wando foi dado por sua avó. Ainda pequeno mudou-se de Cajuri para Juiz de Fora, onde formou-se em violão erudito e começou a lidar com música por volta dos 20 anos. Nessa época já participava de conjuntos e se apresentava em bailes na região. Mais tarde muda-se para Volta Redonda (RJ), onde trabalhou como caminhoneiro e feirante.

Sua carreira de cantor iniciou-se em 1969 e o sucesso veio em 1973. Seu maior sucesso é Fogo e Paixão, lançado no álbum O Mundo Romântico de Wando, de 1988.

Em 27 de janeiro de 2012, Wando foi internado na CTI de um hospital em Belo Horizonte com problemas cardíacos graves. Ele passou por uma angioplastia de emergência e passou a respirar por aparelhos.

No dia 8 de Fevereiro, Wando morreu vitima de infarto.

Update 09.02.2012 – Leia também:
Filha de Wando expulsa Agnaldo Timóteo do velório do pai

Leia mais sobre a carreira e o falecimento de Wando clicando aqui.

Roger Williams (1924-2011)

De acordo com a Folha Online, o músico Roger Williams, conhecido como o “pianista dos presidentes” por ter se apresentado para nove chefes de Governo americanos, morreu neste sábado, 08.10.2011, aos 87 anos, vítima de um câncer no pâncreas, conforme informou seu assessor:

Além das exibições na Casa Branca, o pianista também obteve vários sucessos em sua carreira, como o álbum “Autumn Leaves”, de 1958, que vendeu 2 milhões de cópias.

Roger Williams

Roger Williams

O disco foi o único de caráter instrumental que chegou ao topo da lista da Billboard.

Leia mais clicando aqui.

Redson, da banda Cólera: Falecimento

Redson

Redson

Redson, vocalista da lendária banda Cólera!, faleceu em 28.09.2011:

Para quem não o conhece, ele foi um dos principais nomes do punk brasileiro. Participou do primeiro álbum do estilo do Brasil, Grito Suburbano, e foi uma das primeiras bandas brasileiras a excursionar no exterior. Com mais de 30 anos de carreira Redson vai fazer muita falta!

Lembro que fui em um show deles ano passado aqui no Rio, e mesmo já tendo uma idade (ele morreu com 49 anos) os caras fizeram um show perfeito. Não pararam um só segundo para respirar. Domingo mesmo, dia 25, tinha entrado na comunidade deles no Orkut para ver datas dos próximos shows, não havia nada marcado. Hoje entrei novamente e me deparei com uma postagem do Val, baixista da banda, mandando esta notícia para todos:

“O Redson passou mau quando estava sozinho em sua residência por volta das 02:30hs da madrugado de 26 para 27, foi socorrido por um amigo “Marcio” que acionou o SAMU e o conduziu ao Hospital João XXIII na mooca (10 quadras da casa dele), onde foi atendido e medicado, por volta das 15:00hs ele recebeu a visita do Wendel, que conversou com ele por quase uma horo e meia, até que os seguranças pediram que ele se retirasse. As 22:00hs chegou o telefonema pedindo que os familiares comparecessem ao hospital levando os docs dele…” Disse o Val na comunidade do Cólera.

Leia mais clicando aqui.

No site de Música do UOL:

Morreu na noite desta terça-feira (28), em São Paulo, o músico Edson “Redson” Pozzi, guitarrista e vocalista do grupo punk Cólera, um dos mais importantes do cenário brasileiro. Apesar de poucos detalhes divulgados, a informação é a de que Redson teria sofrido uma parada cardiorrespiratória.

A notícia da morte foi dada na comunidade da banda no Orkut pelo baixista Val Pinheiro: “lamento informar a todos os nossos amigos, fãs e família que o nosso principal membro da banda Cólera, Redson, faleceu hoje, deixando um legado incalculável em nossas vidas”. No Twitter, o músico João Gordo, da banda Ratos de Porão, lamentou a morte do músico. “É com lágrimas nos olhos que recebo a notícia da morte prematura do maior ícone do punk brasileiro. Descanse em paz, Redson. É uma perda irreparável, estou chocado”, escreveu.

Formado em 1979 por Redson e seu irmão Carlos “Pierre” Lopes Pozzi, o Cólera é considerado um grupo seminal do punk no Brasil, com os álbuns “Tente Mudar o Amanhã” (1984) e “Pela Paz Em Todo Mundo” (1986) sendo dois dos principais discos do gênero no país. O grupo se caracterizava por sua mensagem pacifista e de caráter muitas vezes ecológico, algo que o diferenciava de nomes como Inocentes, Olho Seco e Ratos de Porão. Lançado em 2004, “Deixe a Terra em Paz!” é o sexto e mais recente álbum do Cólera.

A nota foi encontrada aqui.

Ary do Cavaco (1942-2011)

Ary do Cavaco, em foto de julho de 2011

Ary do Cavaco, em foto de julho de 2011

De acordo com o site do jornal O Dia, faleceu em 22.09.2011 o portelense Ary do Cavaco, autor do clássico ‘Lapa em três tempos’:

A Portela está de luto. Morreu na noite desta quarta-feira o compositor Ary Alves de Souza, o Ary do Cavaco. O veterano sambista, que tinha 69 anos e sofria de problemas cardíacos, morreu em casa, no bairro de Quintino, na Zona Norte. Horas antes, Ary esteve na quadra do River Futebol Clube para participar de mais uma eliminatória de samba-enredo na Portela, onde tinha uma obra na disputa. O enterro será realizado nesta sexta-feira, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, às 11h. O velório será realizado na capela C do mesmo cemitério, nesta quinta-feira.

Ari do Cavaco é autor de cinco sambas da Portela, dois deles em parceria com Rubens: “As Treze Naus” (1969) e “Lapa em Três Tempos” (1971), seu grande sucesso regravado por Paulinho da Viola e cantado até hoje em rodas de samba.

Leia mais clicando aqui.