Imagem

GRÁTIS – Série Música no Museu – 30 e 31.01.2018

Anúncios

Ruy Faria (1937-2018)

A notícia do falecimento de Ruy Faria foi publicada no Facebook:

Cynara (amiga/parceira de muitos anos), João, Irene e Francisco comunicam aos amigos e fãs, o falecimento do cantor Ruy Faria, nessa tarde de 5ª feira, dia 11/01/18.
Pedimos a todos que elevem os seus pensamentos para um homem que valorizou a alegria de viver, o bom humor, a amizade e principalmente a criatividade.
Vamos lembrá-lo sempre com esses requisitos que eram a sua marca.

(…)

Update – O velório será em 12.01.2018, no São João Batista, às 14h, capela 9, com sepultamento às 16h.

Abaixo, o post com o texto acima:

No site oficial:

Nascido no dia 31 de Julho de 1937, no Município de Cambuci, no Rio de Janeiro, Ruy Alexandre Faria é um cantor, compositor e produtor musical. Filho de Enedina Alexandre Faria, que tocava piano e Octávio Faria, segundo pistom de uma banda, iniciou suas atividades musicais como crooner do “Boêmios do Ritmo”, um conjunto de baile de Santo Antônio de Pádua (RJ). Em Niterói, com Gerardo, Gilberto Peruzinho formou o Trio Alvorada, cover do Trio Irakitan e atuou como músico, cantor e ator no Centro Popular de Cultura (CPC) da União Nacional dos Estudantes (UNE), ao lado de Carlos Vereza, João das Neves e Oduvaldo Viana Filho, entre outros.

Em 1964, integrou o Conjunto do CPC, um embrião do que viria a ser o MPB-4, que em 1965 por força do golpe militar de 64, virou profissional, em São Paulo. Formou então um dos principais grupos musicais da MPB, ao lado de Magro, Miltinho e Aquiles e fez parte do MPB-4 até o ano de 2004

Paralelamente ao seu trabalho com o MPB-4, Ruy gravou, com produção e direção próprias, o álbum solo “Amigo é pra essas coisas”, remasterizado e relançado em CD pela gravadora Velas. Fez shows individuais em várias cidades cantando músicas do disco.

Atuou como diretor artístico e produtor musical de um disco de Roberto Nascimento e do LP “Pronta pra consumo”, de Cynara, do Quarteto em Cy, com quem foi casado e teve três filhos: João, Irene e Francisco.

Leia mais clicando aqui:
http://www.ruyfaria.com

Leia também:
CYB4 – Um Novo Quarteto Vocal

No Wikipedia:

Integrou o grupo MPB-4 entre os anos de 1964 e 2004. (…) Em 2004, saiu do grupo após desentendimentos com Miltinho (Milton Lima dos Santos Filho), pois não concordava que ele assumisse a dianteira nos assuntos empresariais do grupo:

http://www.ruyfaria.com/a-minha-saida-do-mpb4/

Em seguida, foi substituído por Dalmo Medeiros, que ocupa atualmente sua posição vocal.

Ruy Faria

Ruy Faria

Em 2005, lançou em parceria com Carlinhos Vergueiro o disco “Só pra Chatear”, com excelentes arranjos musicais e entrosamento entre os dois músicos. A marca vocal de Ruy continua vigorosa neste trabalho.

Em 2007, após 43 anos de formado pela Universidade Federal Fluminense – UFF, Ruy Faria conseguiu emitir seu registro como advogado pela Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, seccional do Rio de Janeiro. Atua em um dos conceituados escritórios na cidade.

O grupo se manifestou oficialmente:

Mais homenagens: