Erivaldo Gomes: Falecimento

De acordo com o site Jornal Pequeno, morreu em São Luís em 02.10.2022 o cantor, compositor e percussionista maranhense Erivaldo Gomes, aos 63 anos:

O músico não resistiu a complicações epáticas, após travar uma dura luta contra um câncer no fígado.

Erivaldo Gomes

Personagem muito conhecido na cena cultural do estado, principalmente em São Luís, Erivaldo integrou, na década de 70, o grupo Rabo de Vaca, ao lado de Beto Pereira e outros artistas locais. Nos anos 80, se mudou para São Paulo, onde tocou ao lado de grandes nomes da MPB, como o mineiro Dércio Marques e o baiano Xangai.

No Maranhão, fez parcerias com praticamente toda a cena musical, e se apresentou ao lado de Alcione, Carlinhos Veloz, César Nascimento, Cesar Teixeira, Chico Saldanha, Erasmo Dibell, Gerude, Josias Sobrinho, Lourival Tavares, Rita Benneditto, Rosa Reis, Sérgio Habibe, Tião Carvalho, Tutuca Zeca Baleiro, entre outros.

Leia mais clicando aqui.

Sebage: Falecimento

Sebage

De acordo com a GazetaWeb, faleceu em 01.10.2022 o jornalista e músico Jorge Barbosa, conhecido como Sebage:

A causa do óbito foi natural. Segundo informações de amigos e parentes, Sebage foi encontrado em casa, deitado na casa, após ter marcado um ensaio com membros de sua banda e não comparecer.

O jornalista de música já atuou no jornal Gazeta de Alagoas, assim como em redações do Jornal de Alagoas e Tribuna.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Morre Sebage, jornalista, músico e produtor cultural alagoano

João de Aquino (1945-2022)

João de Aquino

A coluna de Mauro Ferreira no portal G1 fala sobre o falecimento de João de Aquino:

Ao morrer por volta das 23h30 de ontem, aos 77 anos, vítima de parada cardíaca sofrida em decorrência de complicações de pneumonia, João de Aquino Monteiro (23 de julho de 1945 – 28 de setembro de 2022) fica eternizado como um dos grandes violonistas da música brasileira.

João de Aquino foi um músico tão expressivo que conseguiu fazer o próprio nome sendo primo de gênio inigualável do violão, Baden Powell (1937 – 2000). Contudo, João de Aquino foi também compositor, arranjador e produtor musical, tendo dado forma, por exemplo, ao álbum Axé! Gente amiga do samba (1978), obra-prima do bamba Candeia (1935 – 1978).

Para legitimar o compositor, basta dizer que saiu da inspiração de Aquino, ainda na adolescência, a belíssima melodia de Viagem (1972), música letrada por Paulo César Pinheiro, apresentada ao Brasil há 50 anos – em single da cantora Marisa Gata Mansa (1933 – 2003) – e desde então regravada por intérpretes do porte de Cida Moreira, Emilio Santiago (1946 – 2013), Nelson Gonçalves (1919 – 1998) e Selma Reis (1958 – 2015).

Com Paulo César Pinheiro, Aquino também compôs Sagarana (1969), tema que inspirou Antonio Carlos Jobim (1927 – 1994) a seguir a trilha do grande sertão que deu em Matita Perê (1973).

Além de ter tocado com grandes nomes da música brasileira, o violonista construiu a própria discografia, gravando álbuns como Violão viageiro (1974), Terreiro grande (1978), Asfalto (1980), Patuá (1991), Carta marcada (1994) e Sabor (2002).

O último título dessa pouco ouvida obra fonográfica, Elza Soares & João de Aquino (2021), foi lançado em dezembro, com o registro de sessão de estúdio feita pelo violonista com a cantora Elza Soares (1930 – 2022), presumivelmente em 1996, na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ).

Leia mais clicando aqui.

Coolio (1963-2022)

Coolio

De acordo com o portal G1, o rapper Coolio, conhecido pela música “Gangsta’s Paradise”, morreu aos 59 anos nesta quarta-feira (28), segundo informou o site TMZ:

O empresário do cantor, Jarez Posey, diz que Coolio morreu enquanto visitava a casa de um amigo em Los Angeles. Paramédicos foram chamados e declararam a morte no local. Uma causa oficial não foi determinada, mas a suspeita é de parada cardíaca.

Nascido Artis Leon Ivey Jr. e criado na cidade de Compton, nos Estados Unidos, Coolio vendeu ao longo da carreira cerca de 17 milhões de discos, de acordo com a biografia em seu site.

Leia mais clicando aqui.

Coolio

Amandio da Hora: Falecimento

O lendário DJ Amandio da Hora, de espaços como Sótão, Chez Castel e Regine´s, dentre tantas outras incursões pela noite carioca, faleceu em 23.09.2022. Ele estava passando por um tratamento de saúde e havia uma arrecadação online para ajudar nas despesas.

Mais informações em breve.
A notícia é de 23.09.2022.

Amandio da Hora

Jeong Joong Ji: Falecimento

De acordo com o site do jornal Extra, o cantor sul-coreano Jeong Joong Ji, que ficou conhecido entre fãs de K-pop por sua participação na segunda temporada do programa “Produce 101”, transmitido em 2017 pela emissora Mnet, morreu aos 30 anos, no último dia 09.09.2022:

O anúncio foi realizado publicamente pela família de Joong Ji num comunicado publicado em rede social na terça-feira. A causa da morte tem sido compartilhada na web acompanhada de avisos de gatilho.

Jeng Joong Ji

“Meu filho Joong Ji fez a escolha de acabar com sua vida”, diz a postagem, assinada pela mãe do cantor. “Eu não sei como colocar meus sentimentos agora em palavras”.

A morte de Joong Ji ocorreu apenas quatro dias depois de ele fazer aniversário.

Leia mais clicando aqui.

Jairo Severiano (1927-2022)

De acordo com o site do jornal O Dia, a Música Popular Brasileira perdeu um de seus maiores conhecedores. O escritor e pesquisador Jairo Severiano faleceu aos 95 anos:

A causa da morte não foi divulgada.

Jairo Severiano

Severiano, que morava em um apartamento na Zona Sul do Rio, sob os cuidados de uma enfermeira, faleceu no dia 27 de agosto. A notícia, no entanto, só veio à tona nesta quarta-feira (21), em uma postagem feita nas redes sociais pelo escritor e pesquisador Rodrigo Faour, que era muito próximo de Severiano.

Natural de Fortaleza, o pesquisador começou a se interessar pela música ainda na infância, quando morava ao lado de uma rádio. Após um período vivendo com a família no Recife, mudou-use para o Rio em 1950, com 23 anos. Na capital carioca, tornou-se torcedor do Fluminense, passou a trabalhar no Banco do Brasil e iniciou seu trabalho como pesquisador da área fonográfica.

Sua grande obra é o livro “Discografia Brasileira em 78 rpm (1902-1964)”, lançado em 1982, junto com Miguel Ângelo de Azevedo, Gracio Barbalho e Alcino Santos. Escreveu, ainda, uma importante biografia do compositor João de Barro, o Braguinha, além de outros três livros. Produziu também álbuns que entraram para a história da MPB.

Leia mais clicando aqui.

Rodrigo Pamplona da Silva: Falecimento

De acordo com o portal G1, o cantor Rodrigo Pamplona da Silva, de 43 anos, morreu após ter uma parada cardiorrespiratória dentro de uma casa em Pirenópolis, no Entorno do Distrito Federal, em 18.09.2022:

Um amigo dele contou que, quando os colegas foram acordá-lo, já o encontraram sem sinais vitais. O Corpo de Bombeiros foi chamado e levou a vítima para o hospital, onde foi confirmada a morte.

Rodrigo Pamplona da Silva

Os bombeiros foram acionados para a ocorrência por volta de 13h40, no domingo (18), no Setor Alto do Bonfim. Quando a equipe chegou, o cantor já estava sem sinais vitais, em parada cardiorrespiratória, mas a corporação fez procedimentos de reanimação e o levou para o Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime.

(…) Rodrigo cantava músicas de MPB, pop rock e sertanejo. Ele deixa um filho de 22 anos.

Leia mais clicando aqui.

Jesse Powell (1971-2022)

Jesse Powell

De acordo com o site do jornal O Dia, o cantor de R&B Jesse Powell morreu aos 51 anos, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Segundo o informações foram divulgadas pelo site TMZ, o artista norte-americano foi encontrado sem vida em casa:

A notícia do falecimento do músico foi confirmada pela sua irmã, Tamara, através do Instagram, nesta quarta-feira. A causa da morte ainda não foi revelada.

Leia mais clicando aqui.

No site da TMZ:
R&B Singer Jesse Powell Dead at 51

No UOL:

Nascido em Gary, Indiana, Jesse teve sua primeira chance no final da década de 1990, depois que um produtor musical o viu se apresentar em um show de talentos em sua cidade. Ele assinou contrato com uma gravadora e lançou seu primeiro álbum em 1996. No começo da carreira, Jesse teve algum sucesso moderado, mas ele realmente atingiu seu auge com o lançamento de sua música de 1998, “You”, que disparou para o segundo lugar nas paradas de R&B da Billboard. Seu segundo álbum, ‘Bout It’, foi certificado ouro depois de atingir a 15ª posição nas paradas. Jesse também recebeu muitos elogios por seu alcance vocal. Ele se aposentou após seu quarto lançamento de disco em 2003.

Leia mais clicando aqui.

Ery Holanda: Falecimento

De acordo com o site O Liberal, o cantor, compositor e músico Ery Holanda, Secretário de Cultura e Turismo de Castanhal (PA), morreu no começo da madrugada de 13.09.2022, logo após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento 24h do município:

De acordo com a filha, Luciana Holanda, o secretário tinha problemas renais, mas não era cardíaco. “Ele se sentiu mal no domingo à noite e piorou na noite de segunda e foi levado para a UPA onde teve uma parada cardíaca. Faleceu de madrugada. Meu pai fazia tratamento renal, mas não tinha nada no coração. Fui tudo tão rápido”, disse.

Ery Holanda

Ery Holanda era bastante conhecido no meio artístico paraense e muito querido no município. Era músico, cantor e compositor. Na década de 80 recebeu o título de “Príncipe do brega paraense” e gravou canções com artistas como Haroldo Reis, Tom Cléber e participou da Banda Sayonara. “Ele foi um grande nome da música brega paraense. E dono de uma discografia importante para a nossa cultura. Era um amigo e tínhamos muitos projetos que estavam para ser colocados em prática. Foi uma pena e uma perda lastimável. O Ery vai fazer muita falta”, contou o jornalista, Eládio Reis.

Ery Holanda completaria 61 anos de idade no sábado (17) e de acordo com os amigos, o secretário estava animado para as comemorações. “Não deu tempo. Mas certamente seria muito bem comemorado. O Ery fechou um ciclo. Ele terminou a vida como Secretário de Cultura, sendo que ele foi cantor, compositor e músico. Ele vivia e respirava a arte e a cultura”, disse a amiga, Janete Oliveira.

Leia mais clicando aqui.

Gildina Passos Gil Moreira: Falecimento

Gildina Gil

De acordo com o portal G1, Gildina Passos Gil Moreira, irmã caçula do cantor e compositor Gilberto Gil, morreu em 11.09.2022. O anúncio foi feito pela equipe do músico nas redes sociais:

Dina, como era chamada carinhosamente, passou a infância entre Salvador e Ituaçu, no sertão baiano, distante 450 quilômetros da capital, onde viveu durante a adolescência.

“São muitas as histórias dos dois, como a que envolve o primeiro violão do artista. Mais interessado em música do que a irmã, Beto “sequestrou” o instrumento que ela havia ganhado e assim começar a dedilhar seus primeiros acordes. Histórias que serão eternizadas na memória de toda a família”, publicou a equipe de Gil.

Leia mais clicando aqui.

Gildina e Gilberto Gil

Ito Bispo: Falecimento

De acordo com o site iBahia, morreu na tarde de 07.09.2022, em Salvador, o saxofonista, compositor e arranjador da banda Os Skanibais Evanailton Bispo, de 55 anos. Conhecido pelo nome artístico Ito Bispo, o músico atuava na área há 41 anos e já tocou com o É O Tchan, Olodum, Gerônimo, e outras bandas famosas de Salvador:

Ele estava com problemas de saúde e já tinha sido internado cerca de três vezes recentemente.

Ito Bispo

De acordo com familiares, Ito estava na casa onde morava com a esposa, no bairro do Lobato, quando passou mal. Ele chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas teve uma parada cardíaca e não resistiu. O corpo foi removido do imóvel pela funerária que ficará responsável pelo velório do músico.

Amigos do músico contaram que família pediu ajuda para custear o sepultamento, porque não estava preparada financeiramente. Em algumas horas, eles conseguiram arrecadar o dinheiro. O enterro foi marcado para as 14h de quinta-feira (8), no Cemitério Ordem Primeira de São Francisco, na Baixa de Quintas, em Salvador.

Leia mais clicando aqui.

Dave Sherman: Falecimento

De acordo com o site de Igor Miranda, o músico Dave Sherman, veterano do doom metal, morreu em 06.09.2022 aos 55 anos:

Ele ficou conhecido como baixista do Spirit Caravan, The Obsessed e King Valley, além de frontman do Wretched, Earthride, Weed Is Weed e Galactic Cross.

Dave Sherman

A causa do falecimento não foi revelada, embora fontes digam que o artista enfrentava problemas cardíacos.

Dave Sherman também participou da banda do outlaw country Hank Williams III. Além da música, trabalhava como eletricista.

Leia mais clicando aqui.

Pat Stay (1986-2022)

Pat Stay

De acordo com o site Splash do UOL, o rapper americano Pat Stay foi morto em 04.09.2022 em Halifax, no Canadá. O americano de 36 anos foi esfaqueado:

A morte foi confirmada por seu irmão, Pete Stay, ao canal CBC. Segundo o portal canadense, a polícia de Halifax atendeu a um chamado por volta de 0h36, e Stay foi levado ao hospital, onde veio a óbito nas primeiras horas da manhã.

Pat acumula 68,2 mil seguidores no Instagram, e 42,8 mil seguidores no Twitter. O artista é mais conhecido por suas participações em batalhas de rap, em que dois cantores protagonizam uma espécie de “batalha de rimas” em frente a um público com direito a alguns insultos e provocações.

Na última sexta-feira (02), ele havia lançado o clipe da canção “The Game DISS”, que conta inclusive com um elogio feito a ele pelo rapper canadense Drake: “Pat Stay é definitivamente um dos melhores, se não o melhor.”.

Leia mais clicando aqui.

Pat Stay

Luke Bell (1990-2022)

Luke Bell

De acordo com o site Splash, do UOL, o cantor country Luke Bell, de 32 anos, foi encontrado morto ontem, em Tuscon, no estado do Arizona, nos Estados Unidos. O artista foi dado como desaparecido no último dia 20 de agosto e teve o corpo reconhecido por seu amigo Matt Kinmann:

É o que informou o site “Independent”. Segundo a publicação, a causa da morte do músico ainda não foi revela. Familiares e amigos acreditavam que ele havia ido para Tuscon para a participação em um show.

Natural de Cody, em Wyoming, nos Estados Unidos, Bell se lançou na música country em 2012, com um álbum com seu nome. Dois anos depois, ele ganhou notoriedade com o álbum “Don’t Mind If I Do”.

Em 2016, o artista teve sua chance na música country quando assinou um contrato com a gravadora Thirty Tigers, com sede em Nashville. Ele ganhou o prêmio de Melhor Homem Honky Tonk no Ameripolitan Music Awards em 2018.

Leia mais clicando aqui.

Luke Bell

Update 22.09.2022 – Leia também:
Revelada causa da morte de cantor Luke Bell

Luke Bell

Creed Taylor (1929-2022)

Creed Taylor

De acordo com o site Acessa, morreu em 23.08.2022 o produtor musical americano Creed Taylor, um dos responsáveis por ampliar a divulgação da bossa nova no mundo:

Entre seus feitos mais notáveis em relação ao gênero brasileiro estão a produção do disco “Getz/Gilberto”, de 1964, o clássico que uniu João Gilberto e o saxofonista Stan Getz. Ele morreu em Nuremberg, na Alemanha, aos 93 anos, após complicações de um derrame no início do mês.

Fundador dos selos Impulse! e da gravadora CTI, ele se destacou por trazer o melhor das gravações em estúdio para o jazz. Após perceber que não seria um trompetista excelente, dedicou-se à produção, num portfólio que soma mais de 300 álbuns ao longo de 50 anos de carreira.

Com a Impulse! ele ergue ainda a casa da “nova onda do jazz”, com LPs chamativos de artistas como John Coltrane. Taylor deixou a empresa em 1961, e foi sob o selo Verve que fez o álbum que uniu Getz, João Gilberto e ainda tinha Astrud Gilberto cantando a versão em inglês de “Garota de Ipanema”.

Creed Taylor

Em 1967 ele despontaria com o selo independente CTI –ou Creed Taylor Inc.–, que lançou sucessos de George Benson, Stanley Turrentine, Grover Washington Jr. e outros, equilibrando o jazz entre o artístico e o vendável. Além do jazz americano, ele se destacou por contratar artistas de outros países para tocar nos EUA, incluindo Tom Jobim, Eumir Deodato e Airto Moreira.

A notícia foi encontrada aqui.

Cecil ‘Skelly’ Spence: Falecimento

Cecil Spence

De acordo com o portal O Tempo, o cantor Cecil Spence, mais conhecido como Skelly, do Israel Vibration, teve sua morte anunciada na noite de 26.08.2022, aos 70 anos:

Em tratamento por conta de uma artrite, ele passou mal na semana passada e foi a um hospital, onde descobriu que sofria com um câncer em estado avançado.

O grupo teve início ainda na década de 1970, no auge do reggae jamaicano, e também contava com Lascelle Bulgin, o Wiss, e Albert Craig, o Apple Gabriel, que deixou o grupo nos anos 1990 para trilhar carreira solo. Gabriel morreu em 23 de março de 2020. Em 2012, o Israel Vibration recebeu uma indicação na categoria de Melhor Álbum de Reggae nos prêmios Grammy, por seu trabalho no disco Reggae Knights.

Skelly já esteve algumas vezes no Brasil para shows da banda. As oportunidades mais recentes se deram em 2019, 2018 e 2013.

A notícia foi encontrada aqui.

Joey DeFrancesco (1971-2022)

Joey DeFrancesco

De acordo com The New York Times, organista Joey DeFrancesco faleceu aos 51 anos:

Joey DeFrancesco, who was widely credited with bringing the organ back into vogue in jazz circles in recent decades, died on Thursday. He was 51.

His death was announced by his record company, Mack Avenue, which did not say where he died or cite the cause.

Mr. DeFrancesco had musicianship in his genes: His father, John DeFrancesco, has been playing jazz organ since the 1950s. He was dazzling listeners when he was a teenager.

“DeFrancesco — whose infectious, imp-of-the-perverse expressions make him as much fun to watch as listen to — can stride, flatten fifths and string together quotes from Bird, Diz, Monk and Miles with the polished resourcefulness of the eight-year veteran that he is,” Gene Seymour of The Philadelphia Daily News wrote in 1986 after observing the Settlement Jazz Ensemble at the Settlement Music School in Philadelphia, where the young Mr. DeFrancesco was then a student.

Leia mais clicando aqui.

Joey DeFrancesco

Manolo Sanlúcar (1943-2022)

Manolo Sanlúcar

De acordo com o site Cultura ao Minuto, morreu em 27.08.2022 o guitarrista espanhol Manuel Muñoz Alcón, mais conhecido como Manolo Sanlúcar:

O artista morreu este sábado, aos 78 anos, confirmaram fontes do Ayuntamiento de Sanlúcar (Cádiz), Espanha.

Manolo foi uma das figuras que orientou a evolução da guitarra flamenca desde a última metade do século XX até aos dias de hoje. Dedicou quinze anos da sua vida à construção da sua “enciclopédia audiovisual do flamenco”, escreve o La Vanguardia.

Leia mais clicando aqui.

Jorge Milchberg (1928-2022)

Jorge Milchberg

De acordo com o Estado de Minas, a embaixada da Argentina na França informou em 26.08.2022 a morte do músico e compositor argentino Jorge Milchberg, famoso por produzir e gravar “El Cóndor Pasa”, um hino do repertório latino-americano. Ele morreu em Paris, aos 93 anos:

Milchberg, que por décadas aumentou o número das turnês com seu grupo musical andino “Los Incas”, faleceu no dia 20 de agosto de 2022. Entretanto, a informação foi divulgada nesta sexta-feira pela missão diplomática argentina, que não especificou a causa da morte.

Com “Los Incas”, grupo-chave na história internacional da música latino-americana, gravou “El Cóndor Pasa” em 1963.

Com arranjos de Milchbeg, letra de Paul Simon e um título diferente em inglês, “If I could” foi sucesso mundial da dupla novaiorquina do folk Simon & Garfunkel em seu quinto LP de 1970, o sucesso de vendas “Bridge over trouble water”.

A canção “El Cóndor Pasa” pertenceu a uma zarzuela de mesmo nome e foi criado pelo compositor peruano Daniel Alomía Robles em 1913.

Leia mais clicando aqui.

Jorge Milchberg

Jorge Vargas: Falecimento

De acordo com o site Correio do Povo, o músico porto-alegrense Jorge Vargas morreu em 24.08.2022 em um hospital de Tubarão (SC), conforme informação da produtora musical Luciane Leal:

O artista foi para a cidade catarinense com o objetivo de tratar uma pneumonia e por ter uma irmã que mora lá. Ele teve que ser hospitalizado no dia 2 de agosto, em função da saturação, que estava muito baixa, foi entubado e faleceu.

Jorge Vargas

Compositor, cantor e instrumentista, Jorge Vargas era um representante local do folk rock em Porto Alegre. Entre suas canções, estavam “Are You Loving Another Man” composta em parceria com Veco Marques (Nenhum de Nós), e “Nunca Mais”, cujo videoclipe foi lançado recentemente no estilo quarentena, com seus parceiros da banda Cavalo Doido.

Jorge iniciou sua carreira nos anos 80, na banda Hallai Hallai, com a qual gravou dois discos. Passou um período em São Paulo e depois retornou a Porto Alegre. Nos anos 90, montou sua banda Cavalo Doido, tendo como referência o guerreiro Sioux Crazy Horse, inspirado nas canções de Neil Young.

Leia mais clicando aqui.

Glênio Fagundes: Falecimento

Glênio Fagundes

De acordo com o portal G1, o músico e comunicador Glênio Fagundes morreu na manhã de 25.08.2022 aos 88 anos, em Porto Alegre:

De acordo com a família, ele não estava doente e morreu de causas naturais, enquanto dormia em casa.

Natural de Cacequi, na Região Central do RS, Glênio tornou-se figura importante do regionalismo local, apresentando e produzindo programas de rádio e TV, além de ter atuado como escritor, músico, pesquisador e artista visual.

Em 1958, criou o grupo de música típica gaúcha Os Teatinos. Como apresentador e produtor de rádio, atuou nas rádios Guaíba, por três anos, Farroupilha, por dois, e Rádio Gaúcha, por quase uma década. Na Rádio FM Cultura, apresentou os programas Pátria Y Querência e América Nativa, transmitidos para todo o Brasil.

Na TV, tornou-se parte central da cultura gaúcha à frente do programa Galpão Nativo, na TVE, por mais de 30 anos.

Leia mais clicando aqui.

Glênio Fagundes deixa seis filhos, a esposa e seis netos.

Monielly Beatriz: Falecimento

Monielly Beatriz

De acordo com o portal G1, a cantora Monielly Beatriz faleceu em um acidente em Valentim Gentil, SP:

Um casal de jovens morreu após uma batida entre um carro e uma carreta. O acidente foi na avenida Tiradentes, em Valentim Gentil (SP), na noite de segunda-feira (22).

Segundo a Polícia Militar, o caminhão fazia uma conversão para entrar na avenida quando o carro, em alta velocidade, entrou debaixo da carreta.

A cantora Monielly Beatriz, de 20 anos, e o namorado dela, Rony Luiz, de 25, ficaram presos na ferragens, ainda de acordo com a PM.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas as vítimas não resistiram aos ferimentos.

Até julho deste ano, Monielly era integrante da Banda Bonde do Barão, de Votuporanga (SP). Nas redes sociais, o grupo lamentou a morte da cantora.

“Hoje nossa Mony, amiga e parceira de tanto tempo foi brilhar e soltar sua voz no céu. Ela havia se desligado da banda em julho, mas continuava e continuará sempre em nossos corações”, publicou a banda.

As causas do acidente serão investigadas.

A notícia foi encontrada aqui.

Joselito Miranda (1953-2022)

Matéria de Franco Adailton no UOL fala sobre o falecimento de Joselito Miranda. Nascido em 30 de agosto de 1953, o artista faleceu em 12.08.2022 em decorrência de complicações pulmonares, aos 68 anos:

A cabeleira inconfundível anunciava a presença de Joselito Miranda em qualquer lugar, mesmo fora dos palcos que o alçaram à fama. Ficou popularmente mais conhecido como Zelito, “o cabeludo”, também autodenominado como “o rei do forró temperado”.

Joselito Miranda

O filho caçula de dona Clarice com seu Miguel saiu da cidade de Serrinha, no sertão baiano (a 175 km de Salvador), em meados da década de 1970, para “fazer arte”. Cursou teatro profissional por nove anos, ao mesmo tempo que estudava música.

Discípulo de Lindembergue Cardoso, da escola de música da Universidade Federal da Bahia, Zelito transitou pelo rock, MPB, cantou nos trios elétricos pelo grupo Novos Bárbaros, até vencer um concurso com a música “Nos olhos da onça”, já embalado pelo ritmo do forró.

Após gravar o primeiro dos 12 discos, Zelito rodou o Brasil com sua “música popular nordestina”, como ele gostava de chamar. A mistura de ritmos lhe rendeu o apelido de “rei do forró temperado”. Também gravou um DVD com sucessos dos 40 anos de carreira.

Leia mais clicando aqui.

Q Lazzarus: Falecimento

De acordo com o site Splash, a cantora Q Lazzarus morreu aos 59 anos em 19.07.2022, segundo um obituário publicado no site de uma funerária em sua cidade natal. Ela era autora do hit “Goodbye Horses”, que está na trilha sonora dos filmes “O Silêncio dos Inocentes” e “De caso com a máfia”:

A causa da morte não foi divulgada.

Q Lazzarus não era vista em público desde 1996, e rumores apontam que nos últimos anos estava vivendo longe dos holofotes como motorista de ônibus.

Q Lazzarus

Sua carreira musical começou em meados da década de 80, quando ela foi descoberta por Jonathan Demme, diretor de “O Silêncio dos Inocentes” e “De caso com a máfia”. Q Lazzarus, na época ainda conhecida como Diane Luckey, trabalhava como taxista e mostrou suas músicas ao diretor durante uma corrida.

Após o sucesso de “Goodbye Horses”, a cantora apareceu no filme “Filadélfia” (1993) cantando a música “Heaven”, da banda Talking Heads. Em 1996, no entanto, a banda que acompanhava Q Lazzarus se desfez, e desde então a artista não fazia aparições como cantora.

Os fãs passaram as últimas décadas tentando encontrá-la em vão: alguns acreditavam que ela tinha problemas de dependência química, outros diziam que ela estava num relacionamento abusivo e ainda havia quem especulasse que Q Lazzarus estava morta.

Tudo não passava de especulação até 2017, quando um fã questionou no Twitter por onde a cantora andava e recebeu uma resposta de uma mulher chamada Diane Luckey que dizia ser Q Lazzarus:

“Oi, desculpe incomodar. Eu só queria que as pessoas soubessem que eu ainda estou viva e não tenho mais interesse em cantar. Sou uma motorista de ônibus em Staten Island (há ANOS). Eu vejo centenas de passageiros todos os dias, então não estou me escondendo (e nem morta!). Eu passei meu telefone e endereço ao jornalista Thomas Gorton (da revista Dazed) para provar que sou ‘real’, desculpe se esse for um desfecho chato para a história. Vou sair do Twitter em breve porque acho isso esquisito, por favor guarde essa mensagem caso mais alguém esteja interessado. Obrigada.”.

O fã compartilhou a mensagem no Facebook e em fóruns sobre a cantora dizendo que a conta tinha uma foto muito semelhante a Q Lazzarus. No mesmo dia, no entanto, o perfil foi deletado. “Eu decidi procurar ‘Diane Luckey’ no Google porque esse era o nome que ela usava no Twitter, e para a minha surpresa tem uma mulher chamada Diane Luckey que abriu um processo contra uma companhia de ônibus de Staten Island em 2015 por não ter uma única mulher motorista”, relatou o fã.

Leia mais clicando aqui.

Steve Grimmett (1959-2022)

Steve Grimmett

De acordo com o site Igor Miranda, Morreu o cantor Steve Grimmett, conhecido especialmente pelo trabalho com o Grim Reaper:

A informação foi confirmada pela família em contato com amigos. Ele tinha 62 anos – completaria 63 na próxima sexta-feira (19).

Uma captura de tela com uma publicação nas redes sociais de Mark Grimmett, irmão de Steve, diz:

“[…] Meu talentoso irmão Steve Grimmett tristemente faleceu hoje. Meu coração está com sua esposa Millie, meu pai e minha mãe, Russell, Sami e Ethan. Vou sentir sua falta mais do que palavras podem descrever. Te amo, irmão.”

Nascido em Swindon, Inglaterra, Steve Grimmett ganhou destaque na cena metálica com o Grim Reaper, que lançou três álbuns em sua primeira existência, nos anos 1980. Na metade da década passada, o grupo retornou, com formação totalmente distinta, exceto por seu frontman.

Em 1989, o cantor gravou o terceiro álbum da banda thrash britânica Onslaught. “In Search of Sanity” chegou ao top 50 da parada local, apesar das reações divididas dos fãs à sonoridade mais variada em comparação aos antecessores.

Nos anos 1990, fundou o Lionsheart, com sonoridade mais direcionada ao hard rock. O grupo lançou quatro álbuns de estúdio e um ao vivo.

Leia mais clicando aqui.