Floyd Sneed (1942-2023)

Floyd Sneed

De acordo com o site português Correio da Manhã, Floyd Sneed, baterista dos lendários Three Dog Night, morreu aos 80 anos:

Nasceu no Canadá e foi para Los Angeles aos 22 anos. Nos EUA, conheceu os vocalistas Danny Hutton, Chuck Negron e Cory Wells, o guitarrista Ron Morgan, o baixista Joe Schermie e o teclista Jimmy Greenspoon e formou os Three Dog Night (Morgan foi substituído pelo guitarrista Michael Allsup antes de gravarem o primeiro álbum). Para a história ficaram músicas como ‘Joy to the World’, ‘Mama Told Me Not to Come’ e ‘An Old Fashioned Love Song’.

A notícia foi encontrada aqui. Leia mais em:

Floyd Sneed Dies: Three Dog Night Drummer Was 80

Three Dog Night

Jefferson Machado: Falecimento

De acordo com o portal Terra, o cantor sertanejo Jefferson Machado, de 27 anos, morreu após sofrer um acidente de carro na noite de 30.01.2023, no município de Estrela, no Rio Grande do Sul:

Ele estava acompanhado da namorada, quando um homem que conduzia um veículo roubado e fugia da polícia atingiu o automóvel do casal. A informação foi confirmada ao Terra pelo empresário do cantor.

Jefferson Machado

(…) Jefferson Machado tinha mais de 20 mil seguidores e era conhecido no Rio Grande do Sul. Nas redes sociais, amigos e pessoas do ramo musical lamentaram a morte do sertanejo. A Banda Sul Brass, da qual ele já fez parte, afirmou que o artista conquistou a admiração e respeito de todos pelo seu talento e humildade.

Leia mais clicando aqui.

Barrett Strong (1941-2023)

Barrett Strong

De acordo com o portal G1, Barrett Strong, artista pioneiro da Motown, morreu aos 81 anos. O anúncio foi feito pelas redes sociais do Motown Museum na noite de 29.01.2023:

A causa da morte não foi informada.

Strong cantou o primeiro sucesso da gravadora, “Money (That’s what I want)”, em 1959. Ele também co-escreveu, ao lado de Norman Whitfield, outros hits da Motown, como “I Heard It Through the Grapevine”, para Marvin Gaye, “War”, para Edwin Starr, e “Papa Was a Rollin’ Stone”, para The Temptations, música pela qual dividiu um prêmio Grammy.

“É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do lendário @ClassicMotown cantor e compositor Barrett Strong. A voz por trás do primeiro sucesso da @motown o icônico ‘Money (That’s What I Want)’, nasceu em West Point, Mississippi, em 5 de fevereiro de 1941 e foi criado em Detroit”, diz a nota.

Em comunicado enviado à BBC News, Berry Gordy diz que os sucessos escritor por Strong foram “revolucionários no som e capturaram o espírito da época.”

Leia mais clicando aqui.

Marcelo Sena: Falecimento

De acordo com o UOL, o cantor Marcelo Sena, vocalista da banda Coisa Nossa, morreu aos 58 anos em Brasília:

A informação foi confirmada na noite de domingo pela assessoria do grupo em contato com Splash.

Considerado um dos ícones do samba na capital federal, ele lutava contra um câncer de próstata com metástase nos ossos desde 2018.

Leia mais clicando aqui.

Marcelo Sena

No Correio Braziliense:

Brasília perdeu, neste domingo (29/1), uma das presenças mais marcantes no circuito do samba: Marcelo Sena, vocalista e um dos fundadores do grupo Coisa Nossa. Ele morreu, aos 58 anos, em decorrência de câncer de próstata, com metástase nos ossos. O agravamento no quadro de saúde do cantor resultou em internação, ao final de 2022, e necessidade de transfusão de sangue. Em entrevista ao Correio, em 2020, o artista contou das ações de voluntariado, numa rede de doações. “Criei o Instituto de Holística do Amor, junto à minha esposa (Nívea). A intenção é passar todo o conhecimento que adquirimos nesse percurso e ajudar as pessoas a manter a imunidade e a autoestima lá em cima”, disse.

Leia mais clicando aqui.

Claudete Macêdo: Falecimento

De acordo com o portal G1, morreu na noite de 27.01.2023 a cantora, compositora e sambista Claudete Macêdo, aos 89 anos:]

A causa da morte não foi divulgada.

Claudete começou a carreira cantando em alto-falantes em bairros da capital baiana. Ela também foi cantora de rádio e ficou conhecida com a música “Flor de Laranjeira”, além de ter sido uma das figuras mais importantes do Centro Histórico de Salvador.

A notícia foi encontrada aqui. O corpo da artista foi sepultado em 28.01.2023 no Cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas, na capital baiana.

Claudete Macêdo

Tom Verlaine (1949-2023)

Tom Verlaine

De acordo com o portal G1, Tom Verlaine, vocalista, compositor e guitarrista da banda norte-americana Television, morreu aos 73 anos em 28.01.2023 em Nova York:

Ele ajudou a consolidar a cena punk rock nos Estados Unidos e seu estilo de tocar serve de inspiração até hoje.

Sua morte foi anunciada por Jesse Paris Smith, filha da colega de Verlaine e ex-companheira, Patti Smith. Ela não especificou a causa da morte e disse apenas que ele morreu “após uma breve doença”.

No Instagram Jesse postou uma homenagem a Verlaine: “O amor é gigante e eterno”, escreveu. “Nunca existiu alguém como você, nem nunca existirá.”

Leia mais clicando aqui.

Gilson Ricardo (1948-2023)

Gilson Ricardo

De acordo com o site do Globo Esporte, o jornalista Gilson Ricardo, da Rádio Tupi, morreu em 22.01.2023 no Rio de Janeiro, aos 74 anos, de infarto fulminante:

A informação foi anunciada durante a noite pelo perfil oficial da rádio nas redes sociais.

Natural de Petrópolis, na região serrana do Rio, Gilsão, como era conhecido, foi um ícone na história do rádio carioca. Ele começou sua carreira aos 20 anos, na Rádio Difusora de sua cidade natal, e trabalhou durante 35 anos na Rádio Globo, onde foi apresentador e comentarista esportivo.

Formou um famoso trio no jornalismo esportivo com o narrador José Carlos Araújo e Gerson, o “Canhotinha de Ouro”. Gilsão também passou pelas TVs Band e SBT e pelas rádios Bradesco Esportes FC, Transamérica e Rádio Tupi, onde estava desde 2015.

Gilsão chegou a apresentar normalmente neste domingo o programa “Bola em Jogo”, da Rádio Tupi, entre 12h e 15h. Segundo a rádio, ele sofreu um infarto quando estava em sua casa, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e não resistiu.

A notícia foi encontrada aqui.

No portal G1:

O radialista foi locutor de programa de esporte da Rádio Globo por 35 anos e atualmente era comentarista esportivo da Rádio Tupi — que emitiu uma nota de luto.

Times de futebol do Rio também lamentaram a morte do radialista.

O Flamengo lembrou que Gilsão era rubro-negro e desejou força aos familiares e amigos “neste momento tão triste”.

O Botafogo destacou que o radialista “embalou gerações e levou emoção com seus comentários esportivos”. “Sem dúvidas, um grande personagem do futebol carioca”, disse na nota.

O Fluminense afirmou que Gilson Ricardo “foi uma lenda do rádio esportivo carioca”.

O prefeito Eduardo Paes (PSD) também se manifestou. “Na minha infância e juventude, ele foi um dos responsáveis pela minha paixão pelo futebol com sua forma direta e bem-humorada de nos contar o que acontecia naquele universo. Na minha vida adulta, pude conhecer um ser humano incrível. Que perda! Vai em paz!”

Leia mais clicando aqui.

David Crosby (1941-2023)

David Crosby

De acordo com o portal G1, David Crosby, cantor e guitarrista, integrante dos grupos The Byrds, Crosby, Stills & Nash e Crosby, Stills, Nash & Young e CPR, morreu aos 81 anos, após um “longo período doente”, segundo informação confirmada pela mulher do músico, Jan Dance, à revista “Variety”:

“É com grande tristeza, depois de uma longo período doente, que nosso amado David (Croz) Crosby morreu. Ele estava cercado de amor por sua mulher e alma gêmea Jan e seu filho Django”, afirmou Jan, em comunicado.

“Por mais que ele não esteja mais conosco aqui, sua humanidade e alma gentil vão continuar a nos guiar e a nos inspirar. Seu legado vai continuar a viver em sua música lendária. Paz, amor e harmonia para todos que conheceram David e aqueles que ele tocou. Ele vai fazer muita falta.”

O guitarrista, cantor e compositor foi uma das grandes figuras do rock e do folk dos Estados Unidos, em especial nos anos 1960 e 70, em carreira solo e com os grupos The Byrds e Crosby, Stills, Nash & Young.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
David Crosby, Iconoclastic Rocker, Dead at 81

Um trecho:

Crosby was born in Los Angeles in 1941. His father Floyd Crosby was an Academy Award winning cinematographer. He briefly attended Santa Barbara City College but dropped out to pursue music. In 1964, he joined a band called the Jet Set, consisting Roger McGuinn and Gene Clark. They changed their name to the Beefeaters, and then the Byrds. Crosby’s gorgeous harmonizing, heard on hits like the Bob Dylan cover “Mr. Tambourine Man” and “Turn Turn Turn,” was an essential component in the Byrds’ folk-rock sound. By 1967, tensions within the band had mounted to a breaking point, and Crosby left. Crosby and Stephen Stills, of the recently disbanded Buffalo Springfield, began writing songs together in 1968. They were soon joined by Graham Nash, who had just quit the Hollies, and the trio performed together for the first time at the L.A. home of Cass Elliot of the Mamas and the Papas. Their self-titled 1969 debut was a hit, producing the classic single “Judy Blues Eyes,” about Judy Collins.

Igor Moreira: Falecimento

Igor Moreira

De acordo com o UOL, o cantor sertanejo Igor Moreira, de 29 anos, que foi assassinado com mais de 20 tiros em 04.01.2023, no bairro Colônia Santo Antônio, zona norte de Manaus, no Amazonas, acabou morto por engano:

Os criminosos confessaram que mataram a pessoa errada. A informação da causa da morte do artista foi confirmada pelo delegado Ricardo Cunha, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a Splash.

Após dez dias de investigações, dois homens foram presos suspeitos pelo envolvimento no crime. No depoimento, eles confessaram que foram contratados para tirar a vida de um desafeto de um grupo rival.

“Logo após o delito, iniciamos as investigações e conseguimos identificar os autores desse delito. Prendemos Wala e Gabriel e agora seguimos à procura dos outros dois envolvidos”, disse Cunha.

Os criminosos afirmaram que Igor Moreira foi assassinado por engano. O artista perdeu a vida, segundo depoimentos dos assassinos, por estar transitando por Manaus em um veículo de características semelhantes ao do alvo.

Leia mais clicando aqui.

Igor Moreira

Frei Chico: Falecimento

Texto de Rubinho do Vale sobre o falecimento de Frei Chico:

Amigos e amigas, uma notícia triste nesta manhã de 14/01/2023. Partiu para os braços do Pai o querido amigo Frei Chico, Francisco Van der Poel. O holandês mais brasileiro que existe. Foi morar em Araçuaí, no vale do Jequitinhonha, fundou o Coral Trovadores do Vale, membro da Comissão Mineira de Folclore, teólogo, filósofo, professor e pesquisador apaixonado pela cultura popular, um ser humano maravilhoso, generoso, de um desprendimento incrível.

Frei Chico

Conheci o Frei em 1980 quando fui conhecer também o Coral Trovadores do Vale, desde então construímos uma grande amizade. Sempre fui visitá-lo em todos os lugares que ele morou, tocamos e cantamos juntos, tenho uma imensa e eterna gratidão pela amizade do Frei Chico, guardarei comigo seus ensinos e seu exemplo de humildade e generosidade. Ele nos ensinou que Cultura é Vida, dedicou sua vida na defesa da Cultura Popular, amou como poucos o Vale do Jequitinhonha, seu povo, sua arte e sua cultura. Cultura é vida, Frei, sua vida será sempre referencial, inspiração, luz, ensinamentos de amor e esperança pra mim e para muita gente que te respeita, te admira e te ama. Siga na Luz e na Paz querido amigo Frei Chico.

Leia também no portal G1:
Frei Chico morre aos 82 anos em Belo Horizonte

Carlos Colla (1944-2023)

Carlos Colla

De acordo com o portal G1, o cantor, compositor e produtor musical Carlos Colla morreu na manhã de 13.01.2023, aos 78 anos, no Rio de Janeiro:

Ele estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, onde passou por uma cirurgia para tratar dois aneurismas na aorta abdominal. Segundo o filho, Carlos Colla Jr., o pai teve uma parada cardiorrespiratória, fruto de uma pneumonia e insuficiência renal.

O filho postou em uma rede social lamentando a morte do pai.

“Você lutou muito e eu vi de perto! Obrigado por me dar a vida. Você foi muito mais que o Carlos Colla que conheceram. Foi nosso pai e nosso ídolo! Te admiro muito e agradeço a Deus por ter tido você aqui. Vai com Deus e descansa. Te amo sempre”, afirmou o filho do músico.

Daniela Colla, que seguiu os passos do pai e é cantora e compositora, também lamentou a morte do pai.

“Pai, você sempre foi meu herói, minha inspiração, um exemplo de fortaleza e determinação. O compositor da minha vida, um contador e cantador de histórias. Te amo infinita e eternamente. Que você descanse em paz e que no palco da eternidade Deus te receba com muita luz. Te amo”, disse Daniela, em uma rede social.

Colla nasceu no dia 5 de agosto de 1944, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, mas passou parte infância e adolescência na cidade de Teresópolis, na Região Serrana. No fim da década de 60, ele passou a viver no Rio de Janeiro, onde estudou Direito.

Iniciou a carreira artística nos anos 70, como guitarrista da banda O Grupo. Após um show no Canecão, ele foi apresentado ao cantor e compositor Roberto Carlos. Ele pediu uma música para o Rei e, em troca, Roberto pediu uma música também.

Assim, Colla e o parceiro Maurício Duboc escreveram duas músicas: “A namorada” e “Negra”, que foram gravadas pelo cantor em 1971 e 1972, respectivamente.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Colla foi um compositor importante na carreira de diversos artistas. Alcione, por exemplo, fez sucesso com canções como “Meu Vício é Você”, “Além da Cama”, “Não Pense em Mim”, “O Mundo é De Nós Dois”, “Delírios de Amor”, “Se Não é Amor”, “Amor Surreal”, entre outras.

Mais sobre a carreira e a obra de Carlos Colla em
https://dicionariompb.com.br/artista/carlos-colla/

Jeff Beck (1944-2023)

Jeff Beck

De acordo com o portal G1, o histórico guitarrista Jeff Beck morreu aos 78 anos nesta em 11.01.2023:

Alçado à fama ao entrar nos Yardbirds nos anos 1960, ele foi considerado um dos maiores de todos os tempos.

De acordo com a família, Beck tinha contraído meningite bacteriana e “morreu pacificamente”.

Nascido na Inglaterra em 1944, Geoffrey Arnold Beck ficou conhecido ao ser recrutado para os Yardbirds para substituir Eric Clapton.

Ao longo dos cerca de 20 meses com o grupo, ele esteve em apenas um disco, mas participou das gravações de grande parte de seus maiores sucesso.

Leia mais clicando aqui.

Jeff Beck

No Terra:

A morte foi confirmada em comunicado publicado nas redes sociais do artista nesta quarta-feira, 11.

“Em nome de sua família, é com profunda tristeza que compartilhamos a notícia da morte de Jeff Beck. Depois de contrair repentinamente meningite bacteriana, ele faleceu pacificamente ontem. A família dele pede privacidade enquanto processa esta tremenda perda”, dizia o texto.

Leia mais clicando aqui.

No site da Isto É:

Beck completou recentemente uma turnê de divulgação de seu álbum com Johnny Depp, “18”.

Ele recebeu sete Grammys por performances instrumentais e um oitavo por seu trabalho de 2009 em “The Imagine Project” de Herbie Hancock.

Leia mais clicando aqui.

No Estado de Minas:

Beck foi sete vezes ganhador do Grammy com suas performances na guitarra. O trabalho “The imagine Project”, sobre a obra de Herbie Hancock, lhe rendeu um oitavo gramofone.

Ele entrou para a banda Yardbirds em 1965, substituindo Eric Clapton, e se tornou conhecido por seus solos incendiários.

Considerado um solista inventivo, contribuiu para consolidar o rock’n’roll ao mesmo tempo em que se aventurava a fundi-lo com outros ritmos.

Ao sair do Yardbirds, no qual foi substituído por Jimmy Page, ele fundou o Jeff Beck Group, tendo Rod Stewart como vocalista. O grupo gravou dois álbuns, antes que Stewart optasse pela carreira solo.

Leia mais clicando aqui.

Renatinho Bokaloka: Falecimento

Renatinho Bokaloka

De acordo com o site da Revista Quem, Renato Cesar Alves de Oliveira, de 48 anos de idade, mais conhecido como Renatinho, vocalista do grupo de pagode Bokaloka:

O cantor sofreu um infarto em 04.01.2023 durante um show no Rio e foi internado no Hospital Municipal Lourenço Jorge em estado grave, mas não resistiu. A informação foi confirmada à Quem pelo empresário do artista, Claudio Soares.

“É com imenso pesar que informamos o falecimento do cantor Renatinho Bokaloka. Ele foi internado às pressas na noite de ontem (04) devido ao início de infarto e foi conduzido ao Hospital Lourenço Jorge na Barra da Tijuca para medicação e alguns exames. O mesmo estava estável e foi transferido para o Instituto Nacional de Cardiologia em Laranjeiras no início da tarde, onde veio a falecer. Renatinho sempre será lembrado como um dos grandes nomes do Pagode dos anos 90, fazendo história na música brasileira. O samba e pagode está em luto. Em breve informaremos a data e local de velório e sepultamento”, diz o comunicado enviado por sua equipe.

Claudio também gravou um vídeo emocionado confirmando a morte. Veja o vídeo e leia mais clicando aqui.

Renatinho Bokaloka

No site do jornal O Dia:

O artista foi vítima de um choque cardiogênico devido ao infarto agudo do miocárdio que sofreu na noite de quarta-feira. Ele estava internado no Instituto Nacional de Cardiologia, localizado em Laranjeiras, Zona Sul do Rio, quando veio a óbito, às 17h38, após ser submetido a um procedimento de identificação de obstrução das artérias coronárias. A data e local do velório e sepultamento ainda não foram informados.

Leia mais clicando aqui.

Simões da Mangueira: Falecimento

De acordo com o site do jornal O Dia, a Estação Primeira de Mangueira perdeu um de seus integrantes mais antigos, o compositor Simões da Mangueira, aos 84 anos:

Ex-locutor da agremiação, Simões, que foi parceiro de nomes como Leci Brandão e Ivo Meirelles em concursos de samba-enredo, também atuou como radialista.

Simões da Mangueira

No início da década de 1970, fez parte da diretoria que construiu o Palácio do Samba, a quadra da agremiação, na Rua Visconde de Niterói.

Leia mais clicando aqui.

Rita de Cássia: Falecimento

De acordo com o Diário do Nordeste, a compositora e cantora Rita de Cássia, conhecida por ser autora de clássicos do forró eletrônico como “Meu Vaqueiro, Meu Peão” e “Saga de Um Vaqueiro”, morreu na noite de 03.01.2023, em Fortaleza:

Ela estava internada em uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) de um hospital privado. A artista lutava contra o diagnóstico de fibrose pulmonar.

Rita de Cássia

A doença é caracterizada quando o pulmão do indivíduo fica com cicatrizes no tecido ou passa a ser mais endurecido. A enfermidade reduz a capacidade de expansão do órgão no processo de respiração.

Leia mais clicando aqui.

No portal G1:

Rita de Cássia é conhecida como uma das principais compositoras do forró, tendo suas músicas gravadas por bandas e artistas como Mastruz com Leite, Amelinha, Aviões do Forró e Frank Aguiar. É dele composições como “Meu Vaqueiro, Meu Peão”, “Saga de um Vaqueiro” e “Jeito de Amar”.

Leia mais clicando aqui.

Rita de Cássia

No UOL:

Amigo pessoal de Rita, o poeta Bráulio Bessa lamentou em seu Instagram a morte da cantora. “Rita de Cássia, minha conterrânea e amiga, sua partida partiu nossos corações. Siga encantando os anjos com seu forró que tanto cantou o amor.”.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Rita de Cássia é velada em cerimônia aberta ao público em Alto Santo, no Ceará

Fred White (1955-2023)

Fred White

De acordo com o portal G1, Fred White, baterista do Earth, Wind & Fire, morreu em 01.01.2023, aos 67 anos:

A morte foi confirmada pela banda e pelo irmão do músico e a causa da morte não foi revelada.

White começou a carreira bem novo, saindo em turnês com artistas como Donny Hathaway antes mesmo de terminar o ensino médio. O sucesso veio quando se juntou aos irmãos em Earth, Wind & Fire, pouco antes de completar 20 anos, em 1974.

Nos anos 70, o Earth, Wind & Fire foi uma máquina de hits, com destaque para clássicos da disco music que até hoje tocam em rádios e pistas de dança como “September”, “Boogie Wonderland”, “Shining Star” e “Saturday Nite”.

White deixou o grupo no início dos anos 1980, mas voltou para tocar com a banda quando ela foi incluída no Hall da Fama do Rock & Roll, em 2000.

Leia mais clicando aqui.

Fred White

Linda de Suza (1948-2022)

Linda de Suza

De acordo com o UOL, a cantora portuguesa Linda de Suza faleceu em 28.12.2022 no hospital Gisors (Normandia, norte de França), para onde tinha sido transferida, “devido a uma insuficiência respiratória e diagnóstico positivo para covid-19”, segundo informou seu agente à AFP:

“Seu filho João Lança e eu estamos tristes em informar sobre o falecimento de Linda de Suza esta manhã, às 10h10”, escreveu Fabien Lecoeuvre.

A cantora foi muito popular na França na década de 1980 e comoveu com a história de sua travessia clandestina da fronteira francesa com o filho.

Ela relatou essa experiência no livro “La valise de carton”, publicado em 1984. Foram vendidos dois milhões de exemplares.

Linda de Suza, cujo verdadeiro nome era Teolinda Joaquina de Sousa Lança, nasceu em 22 de fevereiro de 1948 em Beringel, no sul de Portugal.

Ela teve de fugir de “uma família tirânica” no Portugal muito conservador de Salazar, onde mulheres jovens como ela que tinham filhos não eram aceitas.

A notícia foi encontrada aqui.

Linda de Suza

Na Wikipedia:

Linda de Suza foi uma das mais reconhecidas cantoras portuguesas em França, terra de “emigrantes”, como assim era caracterizada. Nascida no Baixo Alentejo, mais precisamente em Beringel, concelho de Beja, atravessou a fronteira ‘a salto’ em 1970, para fugir das dificuldades económicas e opressivas de um Portugal não-democrático, veio a transformar-se num importante símbolo da liberdade nacional, pela sua atitude corajosa.

A sua chegada a França com uma criança nos braços e com escassos recursos económicos dificilmente fazia antever que, poucos anos depois, graças à sua voz melodiosa e melancólica, Linda de Suza esgotava plateias sucessivas no Olympia de Paris e conquistava milhares de admiradores que atribuíram à sua discografia imensos galardões de ouro e platina. Amada pelos franceses, chegou mesmo a ser chamada Amália de França por uns, ou Linda Portuguesa por outros. O facto é que nunca negou as suas origens, mantendo nas letras das canções a história da sua vida e do seu país natal.

Leia mais em
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linda_de_Suza

Leia também:
Lista de músicos recordistas de vendas em Portugal

Maxi Jazz (1957-2022)

Maxi Jazz

De acordo com o site Itatiaia, Maxi Jazz, vocalista do grupo britânico de música eletrônica Faithless, morreu em 23.12.2022, aos 65 anos, segundo anunciou a banda sem informar a causa da morte:

O músico e DJ, cujo nome verdadeiro era Maxwell Fraser, morreu em sua residência, em Londres, indicou o grupo, conhecido por sucessos dos anos 1990 como “Insomnia” e “God is a DJ”.

“Com o coração partido, anunciamos que Maxi Jazz morreu serenamente na noite passada, enquanto dormia”, tuitou a banda, fundada em 1995. “Foi um homem que mudou nossas vidas de várias formas. Deu um significado próprio e uma mensagem à nossa música.”

Leia mais clicando aqui.

No portal G1:

A banda disse no Twitter que Jazz morreu pacificamente enquanto dormia. O grupo não informou a causa da morte.

Maxi Jazz, nome artístico de Maxwell Fraser, nasceu em Brixton, no sul de Londres, em 1957. Ele ajudou a formar os Faithless em 1995, que então se tornaram uma das bandas do gênero dance music mais populares do Reino Unido e do mundo.

“Ele era o homem mais gentil com toda uma aura sobre ele. Suas palavras e apresentações tocaram muitos de nós”, escreveu o DJ britânico MistaJam sobre Jazz no Twitter.

A canção “Insomnia” dos Faithless, de 1995, que apresenta um rap de Jazz sobre dificuldades para dormir com o refrão “I can’t get no sleep” (“Não consigo dormir”, na tradução livre), foi eleita a quinta gravação de dance music mais importante de todos os tempos pelos leitores da revista do setor Mixmag em 2013.

Leia mais clicando aqui.

Jo Mersa Marley (1991-2022)

Jo Mersa Marley

De acordo com o UOL, o cantor Joseph “Jo” Mersa Marley morreu aos 31 anos nos EUA, segundo confirmou o site TMZ. O artista é um dos netos de Bob Marley:

A família não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. O jornal britânico Daily Mail relatou que, segundo informações divulgadas pela estação de rádio Flórida WZPP, o artista morreu após um ataque de asma, problema que tratou durante toda a vida. A publicação também detalha que Jo Mersa Marley foi encontrado inconsciente em um carro.

Jo Mersa Marley seguia carreira no reggae, estilo musical em que seu avô é uma das principais referências. Foi o mesmo caminho de Sthephen Marley, pai de Jo e filho de Bob Marley.

O músico morou na Jamaica durante seus primeiros anos de vida, mas se mudou para a Flórida para concluir os estudos. Ele foi aluno do Miami Dade College, instituição em que concluiu o curso de engenheiro de áudio, informou o Daily Mail. O músico era casado e deixa uma filha.

Entre os principais trabalhos estão o EP “Comfortable” (2014) e o single “Burn It Down” (2016). O último EP lançado pelo artista foi “Eternal”, de 2021.

A notícia foi encontrada aqui.

Leia também:
Jo Mersa Marley, Grandson of Bob Marley and Son of Stephen, Dead at 31

Rosy Mel: Falecimento

De acordo com o site PlenoNews, a cantora sertaneja Rosy Mel, de 29 anos, morreu em um acidente de carro na Rodovia GO-306, no sudoeste de Goiás em 25.12.2022:

Seu cunhado, Adalberto Gomes Macedo, de 33 anos, dirigia o veículo e também veio a óbito. A tragédia ocorreu neste domingo de Natal (25).

Rosy Mel

De acordo com o Corpo de Bombeiros, Adalberto havia se desentendido com um motociclista que seguia no mesmo sentido na pista, situada na Zona Rural de Mineiros. Após a discussão, o carro com a cantora saiu da pista e bateu com grande impacto contra uma cerca. Rosy morreu no local. Já seu cunhado chegou a ser levado a uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos.

Rosy Mel era o nome artístico de Rosivane Santos Silva. Ela morava em Mineiros e, além de cantora, também era estudante de Direito na Faculdade Morgana Potrich (FAMP).

Leia mais clicando aqui.

Osman Martins: Falecimento

O músico Osman Martins faleceu aos 61 anos em 24.12.2022:

Osman Martins

O brasileiro morador e atuante em Bruxelas era cavaquinista, violonista, cantor e compositor.

Daniel Duarte: Falecimento

Texto de Vinicius Canova, em colaboração para o site Rondônia Dinâmica, sobre o músico porto-velhense Daniel Duarte, que morreu em 21.12.2022 e foi sepultado no Cemitério Recanto da Paz. Daniel era era vocalista da Banda Semaforo e filho do museólogo e ex-presidente da Fundação Cultural de Porto Velho, Antônio Ocampo Fernande:

Daniel Duarte é um grande artista. Não é possível rotulá-lo. Não dá para descrevê-lo apenas como vocalista. Isto seria uma ofensa. Seria banalizar a potência de sua presença marcante nas inúmeras vezes em que subiu nos palcos rondonienses para promover espetáculos.

Daniel Duarte

Uma força da natureza: talentoso, espontâneo, expressivo, performático, enfim, histórico, memorável e certamente inesquecível a quem presenciou de perto a sua áurea fora do comum, cheia de presença, recheada de vigor, ligada, sempre, no 220.

Eu vi. Eu ouvi. Logo, sou um desses privilegiados. Portanto, antes de qualquer coisa, quero registrar que me sinto honrado.

Leia o texto completo clicando aqui.

Terry Hall (1959-2022)

Terry Hall

De acordo com o site da CNN, Terry Hall, vocalista da banda inglesa The Specials, morreu aos 63 anos, conforme notícia compartilhada nas mídias sociais oficiais da banda:

De acordo com o comunicado, ele adoenceu brevemente e morreu.

A postagem chamava Hall de “nosso lindo amigo, irmão e um dos mais brilhantes cantores, compositores e letristas que este país já produziu”, dizendo que “sua música e suas performances encapsulavam a própria essência da vida… a alegria, o dor, o humor, a luta por justiça, mas principalmente o amor.”

Hall tinha 63 anos e deixou a mulher, Lindy Heymann, uma cineasta, e os filhos Leo e Felix Hall.

(…) Os The Specials são conhecidos por faixas como “Gangsters” e “Ghost Town”, a última das quais permaneceu em primeiro lugar por três semanas no Reino Unido em 1981, passando 10 semanas no Top 40.

A banda, também conhecida por sua firme oposição à injustiça racial, frequentemente comentava sobre política e reforma social na Inglaterra.

Leia mais clicando aqui.

Terry Hall

Roberto Leão (1985-2022)

Roberto Leão

Crônica de Luis Nassif sobre o falecimento de Roberto Leão, de infarto, aos 37 anos:

Conheci Roberto Leão integrado à troupe musical de Renato Braz. Cantor excepcional, tornou-se integrante permanente de um grupos de amigos, todos músicos de primeira, como o próprio Renato, Breno Ruiz e Mário Gil.

Trabalhava em alguma empresa. Só agora, conferindo seu Facebook, descobri que foi diretor de recursos humanos de empresas do porte da Deleite e da EDP. Nas nossas rodadas só falava, respirava e consumia músicas. E era de uma gentileza e doçura incomparáveis, como na festa de aniversário com amigos de trabalho e de música, “minha família no Brasil”. Lá percebemos que a arte de conquistar amigos se estendera também para os colegas de empresa.

Apresentou Renato Braz a algumas canções portuguesas belíssimas, como “Francisca Santos das Flores”.

Ontem tivemos nosso sarau anual Renato e Breno tinham um compromisso em festa de empresas. Não conseguiram chegar a tempo. Mas às 18 horas, Roberto morria, derrubado por um segundo infarto.

Teve covid recentemente. Ontem, sofreu o primeiro infarto, mas pensou tratar-se de uma convulsão, algum problema menor. Como não melhorasse, foi levado a um hospital. Lá sofreu o segundo. Já tinha passagens compradas para passar o Natal com a mãe, em Portugal.

Roberto Leão

Morre aos 37 anos, deixando lembranças inesquecíveis com o círculo de pessoas que o conheceram, dos amigos de trabalho.

Fonte: site GGN.

Nas redes sociais do Cineteatro António Lamoso:

Partiu cedo demais o feirense Roberto Leão. O músico faleceu de forma súbita, esta madrugada, aos 37 anos, no Brasil, horas antes de uma viagem até às suas origens, a sua terra natal, Santa Maria da Feira.

Roberto Leão era um músico talentoso, promissor, aclamado por muitos nos dois lados do Atlântico.

Pisou o palco do Cineteatro António Lamoso pela última vez em setembro de 2016, para a única apresentação de “Mar Aberto” em Portugal, juntamente com os músicos brasileiros Renato Braz, Breno Ruiz e Mário Gil.

Roberto Leão

O Município de Santa Maria da Feira e a equipa do Cineteatro António Lamoso endereçam sentidas condolências aos familiares e amigos de Roberto Leão, um filho da terra, filho do presidente da União das Freguesias de Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins e Espargo, Fernando Leão.

Roberto Leão nasceu em 26 de julho de 1985 em Santa Maria da Feira, Portugal. Estudou Sociologia na Universidade do Porto. Nesse período pertenceu ao Orfeão Universitário do Porto e co-fundou o primeiro Clube de Empreendedorismo Português – CEdUP. Na música, foram 10 anos de trabalho com o grupo português Hepta. No Brasil, depois de projetos com o carioca Caio Márcio, a primeira participação em disco foi com Dori Caymmi. Seguiu-se o disco Mar Aberto com Mário Gil, Renato Braz e Breno Ruiz. Também com Breno, editou primeiro disco solo “Alegria”. A escrita deu origem ao primeiro livro de poesia – “Em Branco” em 2019.

Leia também:
“Alegria” é ouro em pó musical de Breno Ruiz e Roberto Leão
Uma homenagem a Roberto Leão (por Professor Pasquale)
Roberto Leão e os fados que nunca terminam

Shirley Eikhard (1955-2022)

Shirley Eikhard

De acordo com o Estadão, morreu em 15.12.2022, em decorrência de complicações de um câncer, a cantora e compositora Shirley Eikhard, que teve suas músicas cantadas por nomes como Cher, Emmylou Harris, Anne Murray e Chef Atkins e escreveu a música Something to Talk About, vencedora do Grammy em 1991 na voz de Bonnie Raitt:

Ela estava internada no Headquarters Health Care Center em Orangeville, Ontario, no Canadá, e a morte foi confirmada por seu assessor, Eric Alper.

Raitt, cuja música ficou 20 semanas no Top 100 da Billboard, chegando à 5.ª colocação, lamentou a morte de Eikhard no Twitter, se dizendo profundamente triste: “Serei eternamente grata por nossa bela conexão e amizade”.

Shirley Eikhard lançou 18 álbuns entre 1972 e 2021, e aprendeu sozinha a tocar violão, piano, baixo, bateria, percussão, saxofone, banjo e bandolim.

A notícia foi encontrada aqui.

Shirley Eikhard