Lulu Santos e Clebson Teixeira: O amor está (literalmente) no ar

De acordo com o site da revista Quem, Lulu Santos, de 65 anos, em 23.07.2018, compartilhou no Instagram uma foto de um passeio de helicóptero ao lado do baiano Clebson Teixeira, de 26 anos, assumindo uma relação amorosa com ele ao responder seus seguidores. Leia mais clicando aqui.

Clebson Teixeira e Lulu Santos (Foto: J C. Pereira/AgNews)

Clebson Teixeira e Lulu Santos (Foto: J C. Pereira/AgNews)

Lulu foi casado por 28 anos com a jornalista Scarlet Moon, de quem se separou em 2006. Vítima de uma doença degenerativa, Scarlet morreu em junho de 2013 após sofrer uma parada cardíaca.

Update 25.07.2018 – De acordo com o jornal O Dia, Bruno Azevedo, de 37 anos, ex-marido de Lulu, fez uma declaração ao colunista Leo Dias sobre o fato: “A gente foi casado por quase 14 anos. Era combinado entre nós que o relacionamento não fosse revelado. Terminamos o relacionamento em abril. Continuo cuidando da carreira dele, fechando shows.”

Barra Music: Fechada mais uma vez em dezembro de 2017

De acordo com o site do jornal O Dia, a casa de shows Barra Music, uma das maiores do Rio de Janeiro, foi fechada novamente, desta vez por falta de pagamento de IPTU:

Palco de grandes artistas como Anitta, Lulu Santos e Wesley Safadão, a dívida do Barra Music ultrapassa a quantia de R$ 50 milhões. O curioso é que a casa não tem alvará permanente. Para cada show que acontece, a empresa tem que tirar um alvará específico.

Mesmo com a ordem de despejo, a casa está anunciando o show de Jorge e Mateus, dia 15 de dezembro e do grupo de pagode Sorriso Maroto, dia 22. O último, inclusive, está sendo vendido por um site de compras coletivas por menos de R$20. Tanto o show de Jorge e Mateus quanto o do Sorriso Maroto estão confirmados e vão acontecer mesmo com o fechamento da casa de shows.

A notícia foi encontrada clicando aqui.

Leia também:
– [20.06.2013] Fechamento do Barra Music: Muito além do trânsito caótico
– [04.07.2016] Barra Music: Fechamento temporário por falta de alvará

Barão Vermelho: Sai Frejat, entra Rodrigo Suricato

Rodrigo Suricato

Rodrigo Suricato

O grupo Suricato já havia anunciado alterações na banda pelas redes sociais: Pompeo Pelosi e Guilherme Schwab sairam recentemente do grupo revaleado no programa Superstars. Agora, segundo o site do jornal O Globo, seu vocalista passa a ser vocalista do Barão Vermelho no lugar de Roberto Frejat:

É oficial: o Barão Vermelho tem um novo cantor e guitarrista. Músico fundador do grupo e sua voz/figura de frente desde 1985 (quando Cazuza optou pela dedicação integral à carreira solo), Roberto Frejat deixa definitivamente o Barão e tem seu posto assumido por Rodrigo Suricato, do grupo Suricato. Sem dor nem contrariedade, Frejat agora passa a acompanhar de fora a trajetória de Guto Goffi, Maurício Barros (com os quais começou tudo, em 1981), Fernando Magalhães (que entrou em 1986) e Rodrigo Santos (integrante desde 1992). A terceira encarnação do Barão Vermelho, um dos nomes mais consagrados do rock brasileiro, promete sua estreia nos palcos para maio.

— Já fiz o que tinha que fazer com o Barão, mas percebi que as pessoas queriam que os shows acontecessem com mais regularidade. E, se eles queriam continuar, não fazia sentido impedi-los. Temos diferenças de visão, mas jamais iria prejudicá-los. E o Rodrigo (Suricato) é um menino talentoso, bacana, muito bom músico — diz Frejat, que no momento prepara mais músicas solo e se apresenta no sábado, junto com Maria Gadú, na Arena Banco Original. — Agora vou poder dizer que sou um ex-barão. Tenho orgulho enorme de fazer parte da história da banda, estive nela do primeiro momento até agora.

Leia mais clicando aqui.

Frejat agora segue carreira solo. Já o grupo Suricato agora conta com Rodrigo Suricato, Raphael Romano, Miguel Bestard, Thiago Medeiros, Cauê Nardi e Cesinha.

Opinião do crítico Mauro Ferreira a respeito:
Barão sem Frejat perde a cara e a alma, como Legião sem Renato Russo

Opinião do crítico Jamari França a respeito:

screenshot_2017-01-17-17-30-01-1

O comunicado de Rodrigo no Facebook:

musicamagia.wordpress.com

Tati Quebra Barraco: Tragédia em família

De acordo com o site do jornal O Dia, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, filho da funkeira Tati Quebra Barraco, foi morto a tiros na madrugada desde domingo, na Cidade de Deus, na Zona Oeste:

O rapaz foi baleado no rosto e chegou a ser levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia mais clicando aqui.

tatiquebrabarraco

Grandes artistas da música brasileira e mundial na casa dos 70 anos em 2016

Uma homenagem, apenas uma singela homenagem…

A exemplo do sucesso que o post “Os cinquentões (ou quase) de Hollywood” fez blog no Cinema é Magia em 2013 (e faz até hoje), o “Música (é Magia) Para Todos” faz a sua versão musical neste outubro de 2016 trocando 50 por 70 e não somente com artistas que completa(ra)m 70 anos em 2016, mas também próximos disso.

Desnecessário lembrar que este post não tem a intenção de ser completo ou uma Aniversariopédia, e se alguém encontrar algum erro ou quiser acrescentar algum outro artista, mande para cá ! Todas as fotos foram encontradas no Google. É um prazer celebrar a alegria de ter tantos grandes artistas completando 70 anos não somente nos trazendo grandes memórias afetivas quanto em plena atividade em shows por aí. Viva a música mundial !

Fizeram ou farão 70 anos em 2016 – BRASIL:

Márcio Borges<BR>Nasceu em 31 de janeiro de 1946

Márcio Borges
Nasceu em 31 de janeiro de 1946

Fábio Stella<BR> Nasceu em 09 de fevereiro de 1946

Fábio Stella
Nasceu em 09 de fevereiro de 1946

Rosa Marya Colin<BR>Nasceu em 27 de fevereiro de 1946

Rosa Marya Colin
Nasceu em 27 de fevereiro de 1946

Anne Schneider, organista<BR>Nasceu em 19 de março de 1946

Anne Schneider, organista
Nasceu em 19 de março de 1946

Beth Carvalho<BR>Nasceu em 05 de maio de 1946

Beth Carvalho
Nasceu em 05 de maio de 1946

Wanderléa<BR>Nasceu em 05 de junho de 1946

Wanderléa
Nasceu em 05 de junho de 1946

Maria Bethânia<BR>Nasceu em 18 de junho de 1946

Maria Bethânia
Nasceu em 18 de junho de 1946

Alceu Valença<BR>Nasceu em 01 de julho de 1946

Alceu Valença
Nasceu em 01 de julho de 1946

Toquinho<BR>Nasceu em 06 de julho de 1946

Toquinho
Nasceu em 06 de julho de 1946

Almir Guineto<BR>Nasceu em 12 de julho de 1946

Almir Guineto
Nasceu em 12 de julho de 1946

João Bosco<BR>Nasceu em 13 de julho de 1946

João Bosco
Nasceu em 13 de julho de 1946

Aldir Blanc<BR>Nasceu em 02 de setembro de 1946

Aldir Blanc
Nasceu em 02 de setembro de 1946

Jerzy Milewski<BR>(violinista polonês naturalizado brasileiro)<BR>Nasceu em 17 de setembro de 1946

Jerzy Milewski
(violinista polonês naturalizado brasileiro)
Nasceu em 17 de setembro de 1946

Belchior<BR>Nasceu em 26 de outubro de 1946

Belchior
Nasceu em 26 de outubro de 1946

Jorge Salomão<BR>Nasceu em 03 de novembro de 1946

Jorge Salomão
Nasceu em 03 de novembro de 1946


 
Fizeram ou farão 70 anos em 2016 – EXTERIOR:

Dolly Parton<BR>Nasceu em 19 de janeiro de 1946

Dolly Parton
Nasceu em 19 de janeiro de 1946

David Gilmour<BR>Nasceu em 06 de março de 1946

David Gilmour
Nasceu em 06 de março de 1946

Liza Minelli<BR>Nasceu em 12 de março de 1946

Liza Minelli
Nasceu em 12 de março de 1946

Al Green<BR>Nasceu em 13 de abril de 1946

Al Green
Nasceu em 13 de abril de 1946

Cher<BR>Nasceu em 20 de maio de 1946

Cher
Nasceu em 20 de maio de 1946

Mireille Mathieu<BR>Nasceu em 22 de julho de 1946

Mireille Mathieu
Nasceu em 22 de julho de 1946

Barry Gibb<BR>Nasceu em 01 de setembro de 1946

Barry Gibb
Nasceu em 01 de setembro de 1946

Marianne Faithfull<BR>Nasceu em 29 de dezembro de 1946

Marianne Faithfull
Nasceu em 29 de dezembro de 1946

Brenda Holloway

Brenda Holloway

Outros:

Rusty Young– 23 de fevereiro de 1946
Mathew Fischer – 07 de março de 1946
Gordon Haskell – 27 de abril de 1946
Graham Gouldman – 10 de maio de 1946
Robert Fripp – 16 de maio de 1946
Brenda Holloway – 21 de junho de 1946
Eliades Ochoa – 22 de junho de 1946
Bon Scott (AC/DC) – 09 de julho de 1946
Linda Ronstadt – 15 de julho de 1946
Boz Burrell – 01 de agosto de 1946
Allan Holdsworth – 06 de agosto de 1946
Larry Graham – 14 de agosto de 1946
Miro Casabella – 30 de agosto de 1946
King Sunny Adé – 22 de setembro de 1946
Helen Shapiro – 28 de setembro de 1946

Jose Carreras

Jose Carreras

Daryl Hall – 11 de outubro de 1946
Dan McCafferty – 14 de outubro de 1946
Richard Carpenter – 15 de outubro de 1946
Howard Shore – 18 de outubro de 1946
Colin Burgess – 16 de novembro de 1946
Martin Barre – 17 de novembro de 1946
Silvio Rodríguez – 29 de novembro de 1946
Gilbert O’Sullivan – 01 de dezembro de 1946
José Carreras – 05 de dezembro de 1946
Jane Birkin – 14 de dezembro de 1946
Benny Andersson (ABBA) – 16 de dezembro de 1946
Martin Smith – 17 de dezembro de 1946
Jimmy Buffett – 25 de dezembro de 1946
Edgar Winter – 28 de dezembro de 1946
Patti Smith – 30 de dezembro de 1946

Tavito

Tavito

Um pouco antes ou um pouco depois:

BRASIL

Geraldo Azevedo – 11 de janeiro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Tavito – 26 de janeiro de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Jerry Adriani – 29 de janeiro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Joyce – 31 de janeiro de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Wanderley Cardoso – 10 de março de 1945 (71 anos em 2016)
Eduardo Lages – 11 de março de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Xangai – 20 de março de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Jorge Ben Jor – 22 de março de 1945 (fez 71 anos em 2016)

Tato Fischer

Tato Fischer

Adilson Ramos – 07 de abril de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Leonardo Sullivan – 17 de abril de 1947 (70 anos em 2017)
Paulinho da Costa – 31 de maio de 1948 (70 anos em 2018)
Claudio Fontana – 14 de junho de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Ivan Lins – 16 de junho de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Tato Fischer – 20 de junho de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Gaúcho da Fronteira – 23 de junho de 1947 (70 anos em 2017)
Arnaldo Baptista – 06 de julho de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Moraes Moreira – 08 de julho de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Tavinho Moura – 09 de agosto de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Eliana Pittman – 14 de agosto de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Marcio Greick – 30 de agosto de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Joelma – 19 de setembro de 1945 (fez 71 anos em 2016)

Rita Lee

Rita Lee

Vanusa – 22 de setembro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Gal Costa – 26 de setembro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Ângelo Máximo – 06 de outubro de 1948 (70 anos em 2018)
Papete – 08 de novembro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Alcione – 21 de novembro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Toninho Horta – 02 de dezembro de 1948 (70 anos em 2018)
Egberto Gismonti – 05 de dezembro de 1947 (70 anos em 2017)
Wagner Tiso – 12 de dezembro de 1945 (fará 71 anos em 2016)
Rita Lee – 31 de dezembro de 1947 (fará 70 anos em 2017)


 
EXTERIOR

Carole Bayer Sager

Carole Bayer Sager

Rod Stewart – 10 de janeiro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
José Luis Perales – 18 de janeiro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Jacqueline du Pré – 26 de janeiro de 1945 (71 anos em 2016)
Edward James Olmos – 24 de fevereiro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Sandy Shaw – 26 de fevereiro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Jan Garbarek – 04 de março de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Jane Reif – 07 de março de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Carole Bayer Sager – 08 de março de 1947 (70 anos em 2017)
Katja Ebstein – 09 de março de 1945 (fez 71 anos em 2016)
James Taylor – 12 de março de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Ry Cooder – 15 de março de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Bobby Solo – 18 de março de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Andrew Lloyd Weber – 22 de março de 1948 (fará 70 anos em 2018)

Eric Clapton

Eric Clapton

Elton John – 25 de março de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Steven Tyler – 26 de março de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Eric Clapton – 30 de março de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Jimmy Cliff – 01 de abril de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Emmylou Harris – 02 de abril de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Ritchie Blackmore – 14 de abril de 1945 (71 anos em 2016)
Steve Howe – 08 de abril de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Iggy Pop – 21 de abril de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Glenn Cornick – 23 de abril de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Björn Ulvaeus (ABBA) – 25 de abril de 1945 (71 anos em 2016)
Rita Coolidge – 01 de maio de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Joe Esposito – 04 de maio de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Keith Jarrett – 08 de maio de 1945 (fez 71 anos em 2016)

Rita Coolidge

Rita Coolidge

Pete Townshend – 19 de maio de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Ron Wood – 01 de junho de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Laurie Anderson – 05 de junho de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Carly Simon – 25 de junho de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Deborah Harry – 01 de julho de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Brian May – 19 de julho de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Kim Carnes – 20 de julho de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Carlos Santana – 20 de julho de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Cat Stevens – 21 de julho de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Ian Anderson – 10 de agosto de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Ian Gillan – 19 de agosto de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Robert Plant – 20 de agosto de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Van Morrison – 31 de agosto de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Sergio Godinho – 31 de agosto de 1945 (fez 71 anos em 2016)

Bette Midler

Bette Midler

Jose Feliciano – 10 de setembro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Olivia Newton-John – 26 de setembro de 1948 (70 anos em 2018)
Don McLean – 02 de outubro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Brian Johnson (AC/DC) – 05 de outubro de 1947 (70 anos em 2017)
Chris De Burgh – 15 de outubro de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Gloria Jones – 19 de outubro de 1945 (fez 71 anos em 2016)
Neil Young – 12 de novembro de 1945 (fará 71 anos em 2016)
Bette Midler – 01 de dezembro de 1945 (fará 71 anos em 2016)
Lulu – 03 de dezembro de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Ozzy Osbourne – 03 de dezembro de 1948 (fará 70 anos em 2018)
Gigliola Cinquetti – 20 de dezembro de 1947 (fará 70 anos em 2017)
Alan Parsons – 20 de dezembro de 1948 (fará 70 anos em 2018)

Outros artistas brasileiros (apenas alguns) que ultrapassaram (só um pouquinho) a faixa dos 70 anos e são importantes nomes do cenário nacional em plena atividade:

Chico Batera<BR>Nasceu em 08 de abril de 1943 (fez 73 anos em 2016)

Chico Batera
Nasceu em 08 de abril de 1943 (fez 73 anos em 2016)

Roberto Carlos<BR>Nasceu em 19 de abril de 1941 (fez 75 anos em 2016)

Roberto Carlos
Nasceu em 19 de abril de 1941 (fez 75 anos em 2016)

Chico Buarque<BR>Nasceu em 19 de junho de 1944 (fez 72 anos em 2016)

Chico Buarque
Nasceu em 19 de junho de 1944 (fez 72 anos em 2016)

Gilberto Gil<BR>Nasceu em 26 de junho de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Gilberto Gil
Nasceu em 26 de junho de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Robertinho Silva<BR>Nasceu em 01 de julho de 1941 (fez 75 anos em 2016)

Robertinho Silva
Nasceu em 01 de julho de 1941 (fez 75 anos em 2016)

Caetano Veloso<BR>Nasceu em 07 de agosto de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Caetano Veloso
Nasceu em 07 de agosto de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Leci Brandão<BR>Nasceu em 12 de setembro de 1944 (fez 72 anos em 2016)

Leci Brandão
Nasceu em 12 de setembro de 1944 (fez 72 anos em 2016)

Milton Nascimento<BR>Nasceu em 26 de outubro de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Milton Nascimento
Nasceu em 26 de outubro de 1942 (fez 74 anos em 2016)

Paulinho da Viola<BR>Nasceu em 12 de novembro de 1942 (fará 74 anos em 2016)

Paulinho da Viola
Nasceu em 12 de novembro de 1942 (fará 74 anos em 2016)


 

Emílio Santiago

Emílio Santiago

Momento saudade…
Alguns dos que já se foram (fariam 70 anos em 2016):


 
BRASIL

Dicró – 14 de fevereiro de 1946 (morreu em 2012)
José (Rico) Alves – 29 de junho de 1946 (morreu em 2015)
Bedeu – 04 de dezembro de 1946 (morreu em 1999)
Emilio Santiago – 06 de dezembro de 1946 (morreu em 2013)


 

David Bowie

David Bowie

EXTERIOR

Terry Kath – 31 de janeiro de 1946 (morreu em 1978)
Maria Leopoldina Guia – 03 de fevereiro de 1946 (morreu em 2006)
Tony Ashton – 01 de março de 1946 (morreu em 2001)
Richard Bell – 05 de março de 1946 (morreu em 2007)
Miguel Abuelo – 21 de março de 1946 (morreu em 1988)
Billy Thorpe – 29 de março de 1946 (morreu em 2007)
Ronnie Lane – 01 de abril de 1946 (morreu em 1997)
Kurt Winter – 02 de abril de 1946 (morreu em 1997)

Freddie Mercury

Freddie Mercury

Mick Ronson – 26 de maio de 1946 (morreu em 1993)
Demis Roussos – 15 de junho de 1946 (morreu em 2015)
Billy Preston – 02 de setembro de 1946 (morreu em 2006)
Freddie Mercury – 05 de setembro de 1946 (morreu em 1991)
Ola Brunkert – 15 de setembro de 1946 (morreu em 2008)
Rocío Jurado – 18 de setembro de 1946 (morreu em 2006)
Lux Interior – 21 de outubro de 1946 (morreu em 2009)
Gram Parsons – 05 de novembro de 1946 (morreu em 1973)
Carl Wilson – 21 de dezembro de 1946 (morreu em 1998)

Menção especial:
David Bowie – 08 de janeiro de 1947 (morreu em 2016, logo depois de completar 69 anos)

 

Uma homenagem especial a Zé Rodrix que, nascido em 25 de novembro de 1947, faria 70 anos em 2017… Zé Rodrix faleceu em 2009…

O sorriso de Zé Rodrix para sempre

O sorriso de Zé Rodrix para sempre

A Corrida Musical no Parque Madureira – 16.07 a 18.09.2016

Matéria do Globo Online fala sobre “A Corrida Musical”, obra do artista plástico argentino Leandro Erlich, de 43 anos, preparada para celebrar os Jogos, que será inaugurada no sábado, às 9h30, em frente aos arcos Olímpicos do Parque Madureira:

Trata-se de uma mistura de arte e esporte: uma corrida de aproximadamente cem metros em que ao relar a baqueta em tubos metálicos distribuídos junto ao gradeamento, o “corredor” faz surgir a melodia.

Screenshot_2016-07-15-23-01-24-1

— É incrível! Antes, achava que era truque mesmo. Como pode alguém fazer uma coisa dessa? Parecem notas musicais em forma de tubos metálicos — comentou o adolescente Christian dos Santos, de 17 anos, morador de Guadalupe, funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF) e um dos primeiros a experimentar a obra.

Leia mais clicando aqui.

Barra Music: Fechamento temporário por falta de alvará

De acordo com o portal G1, a casa de shows Barra Music, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, foi interditada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública. Segundo a nota publicada em 04.07.2016, o estabelecimento teve seu alvará suspenso por falta de certidão de habite-se. A determinação da interdição veio do Ministério Público:

A certidão atesta que o imóvel foi construído seguindo as exigências estabelecidas pela prefeitura para a aprovação de projetos. Caso a certidão esteja faltando, o imóvel perde valor na hora da venda.

O local, que já teve shows de MC Anitta, Naldo, Planet Hemp, Wesley Safadão, entre outros, é um dos preferidos dos jogadores de futebol. Entre os flagrados frequentemente no local, estão Ronaldinho Gaúcho, Adriano Imperador e Romário.

Em 2013, a casa chegou a ser fechada pelos impactos no trânsito. No dia do show de Wesley Safadão, em março de 2016, um esquema especial de trânsito foi montado devido aos diversos shows ao mesmo tempo no bairro, e alguns fãs demoraram mais de cinco horas no trânsito para chegar ao evento.

A notícia foi encontrada aqui.

Rosanah: Recuperação depois de choque em show

Rosanah Fienngo

Rosanah Fienngo

Recentemente o portal G1 publicou matéria sobre a cantora Rosanah, que caiu num palco durante um show em Belo Horizonte após levar um choque elétrico:

A cantora Rosanah Fienngo levou um susto durante um show em Belo Horizonte. A apresentação, no último dia 20.04.2016, terminou com a cantora caindo no palco após levar um choque elétrico. (Veja o vídeo)

O momento foi registrado pelo fã Caio Piastrelli, que acompanhava o show, em uma festa de tema Anos 80. Caio contou ao G1 que o problema aconteceu no fim do show, quando Rosanah terminava de cantar o sucesso “O Amor e o Poder”, já no bis.

“Eu ouvi ela falando que ela tinha levado um choque. Ela disse ‘tomei um choque e estou com dor no braço’”, relembrou Caio. Ele disse ainda que, na hora, pareceu que ninguém na plateia tinha entendido o que tinha acontecido.

Leia mais clicando aqui.

Ao R7, o filho da cantora, Davy Fiengo, contou que o choque foi forte e que não teve um atendimento imediato pelos organizadores do espetáculo:

— Ela quase morreu depois que levou esse choque. Ela não conseguia nem se mexer. Depois do que aconteceu, todo mundo ficou tirando foto dela, filmando. Ninguém da organização correu para ajudar. Fiquei inconformado com os contratantes, eles nem chamaram a ambulância. O cara ficou rindo dela, fiquei muito indignado. O produtor que teve que levar ela de carro para o hospital porque não chamaram a ambulância.

Apesar do grande susto, Rosanah está bem e em casa, mas ainda com algumas sequelas do incidente.

— Ela está bem. Nos primeiros dias, não ficou bem. Ficou sentindo muita dor, inchada, a gente não sabia o que fazer. Quando chegamos no Rio, fez alguns exames e se tratou melhor. Ela ainda está com uma tipoia no braço. Minha mãe ainda não está com o braço 100% e ela ainda está com um pouco de inchaço, mas não como antes. Mas agora o estado dela está tranquilo, ela está em casa, estou cuidando dela.

Davy declarou que já está procurando pelos responsáveis para processar, pois Rosanah cancelou uma série de compromissos.

Leia mais clicando aqui.

Leya Emanuelly : XCalypso de Chimbinha troca novamente de vocalista

Além de Leya Emanuelly e Gêh Rodriguez, a banda XCalypso terá um terceiro vocalista ainda a ser escolhido. Chimbinha fez no último fim de semana de janeiro de 2016 seu primeiro show com nova formação da XCalypso após saída de Thábata Mendes; leia a respeito em

http://www.correiodoestado.com.br/variedades/substituta-de-joelma-rompe-contrato-com-chimbinha/269453/

leya emanuelly

Ian Marinho: Substituo de Chimbinha na Banda Calypso

De acordo com o portal G1, o músico pernambucano Ian Marinho, de 26 anos, substituirá Chimbinha, da banda Calypso, nos palcos, após o conflito de separação do guitarrista com a esposa Joelma:

De acordo com a assessoria de imprensa do grupo, o ex-marido de Joelma precisou ser afastado devido uma cirurgia nos olhos. “Era uma operação já marcada há algum tempo, nada demais. Depois desse período de 15 dias, Chimbinha volta à banda”, afirmou a assessora Ágata Santos. Ainda de acordo com ela, Ian nunca trabalhou antes com o grupo, mas é bem conhecido no cenário musical.

ian-marinho

O substituto relatou na quarta-feira [02.09.2015] em uma rede social que estava deixando a banda Forró Anjo Azul para assumir novos projetos. “Olá galera venho aqui através dessa nota dizer que a partir de hoje não faço mais parte da banda ‪#‎forroanjoazul‬, banda em que passei dois anos de muita alegria e aprendizado. Obrigado por tudo e desejo a vocês toda sorte e sucesso. Em breve novidades”, disse Ian.

Leia mais clicando aqui.

Vinte canções inéditas de Michael Jackson ?

De acordo com o portal Terra, Michael Durham Prince, que trabalhou para Michael Jackson como técnico de som de 1995 até sua morte, em 2009, afirmou em entrevista publicada em 23.07.2015 no jornal Le Parisien que tem 20 músicas inéditas da Rei do Pop:

Durham, que participou dos álbuns póstumos Michael e Xscape, disse ao jornal que as canções que guarda em seu computador estão inacabadas e que, por enquanto, não possui os direitos para usar. A última palavra sobre a edição desses trabalhos e sua publicação em novos álbuns, segundo revelou, recai nos herdeiros do cantor.

Leia mais clicando aqui.

Renner: Nova confusão no trânsito

De acordo com o Globo Online, o cantor Renner (Ivair dos Reis Gonçalves), de 43 anos, que faz dupla com Rick, se envolveu novamente em um acidente automobilístico em São Paulo no Natal de 2014:

Dessa vez, o carro que ele dirigia, um BMW X5, bateu na traseira de um Fiat Uno que estava estacionado na avenida Pedro Bueno, no Campo Belo, Zona Sul, por volta das 8h10m desta sexta-feira. Ninguém se feriu. Renner foi submetido ao teste do bafômetro, que acusou uma quantidade de álcool nos pulmões acima da permitida por lei, segundo boletim de ocorrência. Ele pagou fiança de R$ 10 mil reais e responderá em liberdade por embriaguez ao volante e tentativa de fuga do local do acidente.

Renner chega à delegacia descalço (Foto: Marco Ambrosio/AGNews)


Renner chega à delegacia descalço (Foto: Marco Ambrosio/AGNews)

Em agosto de 2001, um casal que estava em uma moto morreu após ser atingido pelo carro dirigido pelo cantor, em uma rodovia paulista, na região de Piracicaba. Naquela ocasião, o veículo de Renner estava em alta velocidade.

Por esse acidente, o cantor foi condenado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, mas a sentença ainda não foi transitada em julgado, de acordo com a TV Globo.

Leia mais clicando aqui.

Mais fotos:
http://ego.globo.com/famosos/noticia/2014/12/veja-fotos-do-carro-de-renner-que-bateu-o-carro-em-sao-paulo.html

Freddie Mercury e Michael Jackson juntos em canção inédita do Queen

Uma faixa inédita do Queen com vocais unindo Freddie Mercury e… Michael Jackson:

https://m.soundcloud.com/love-never-felt-so-good/queen-and-michael-jackson-there-must-be-more-to-life-than-this-bbc-radio-2-the-chris-evans-show-audio-rip

A matéria a respeito:

http://m.oglobo.globo.com/cultura/musica/queen-divulga-faixa-inedita-com-vocais-de-freddie-mercury-michael-jackson-13999308

Império: Dan Torres, do Fama, canta a música da abertura

É de Dan Torres, ex-participante do reality Fama e ex-integrante da dupla Cídia e Dan, quem regravou “Lucy In The Sky With Diamonds”, sucesso dos Beatles:



Leia também:
Conheça Dan Torres, o cantor que fez a versão de Beatles para “Império”

Outro link, com a mesma versão:

Músicas da Copa do Mundo de 2014 (e de Copas anteriores também)

No site da Folha de São Paulo, duas matérias falando de 18.04.2014 sobre músicas que são tema de Copas do Mundo (com vídeos e letras):

Canções para apoiar o Brasil na Copa usam fórmula dos anos 1970

Júnior dá azar, mas Ivete e Zeca se saem bem em canções da Copa

Conchita Wurst, a cantora barbada, vencedora do festival Eurovision 2014

O Globo Online conta em 13.05.2014 um pouco da história de Conchita Wurst, a cantora barbada, vencedora do festival Eurovision 2014

Ela venceu o festival Eurovision, foi recebida com festa na Áustria, sua terra natal, e hostilizada por políticos russos. Nova sensação da música europeia, Conchita Wurst – ou Tom Neuwirth – precisou de três tentativas para alcançar o estrelato. Antes de assumir o alter ego barbado como drag queen, o austríaco de 25 anos já havia tentado a fama como cantor.

Conchita Wurst

Conchita Wurst

Na edição de 2007 do programa “Starmania”, em seu país natal, Neuwirth chegou à final, mas foi derrotado. Dentre as canções que apresentou estavam covers de Michael Jackson (“You Are Not Alone”) e Queen (“The Show Must Go On”). Na final do programa, cantou “Goldfinger”, clássico do filme homônimo de 1964, cantada originalmente por Shirley Bassey.

A apresentação de “Rise Like a Phoenix”, que deu o Eurovision a Conchita, acabou comparada por vários críticos às apresentações de Bassey nas canções-tema de James Bond. Se Tom não tivesse perdido a competição com a versão, talvez Conchita nunca tivesse nascido.

Conchita Wurst

Conchita Wurst

Ele chegou a fazer parte de uma boy band após o “Starmania”, a “Jetzt Anders!”, mas o projeto não foi à frente. Em 2011, Neuwirth já era Conchita, participando do programa “Die grosse Chance” (”A grande chance”). Sua versão de “My Heart Will Go On” fez sucesso, mas não foi suficiente. Neuwirth, agora drag queen, novamente ficaria em segundo lugar.

Leia mais clicando aqui.

Primeiro de Abril: Mentiras do mundo musical

Neste dia Primeiro de Abril de 2014, o Globo Online lembra casos curiosos de falsas informações e até falsos artistas famosos… ou não:

JT LeRoy

Laura Albert inventou um escritor — JT LeRoy — que fez o maior sucesso ao narrar, em obra “autobiográfica”, sua suposta vida de abuso sexual, prostituição e drogas. Ex-cantora de uma banda punk fracassada e operadora de disque-sexo por dez anos, Laura só se consagrou como escritora na “pele” do polêmico autor. Para não revelar sua identidade, ela e o então marido, Jeff Knoop, fizeram com que a irmã dele, Savanah, aparecesse em público como JT. Bono Vox, Madonna, Lou Reed, Gus Van Sant, entre outros, diziam-se fãs e amigos do “escritor”, que esteve na Festa Literária de Paraty (Flip) em 2005 (veja foto), até que o caso foi revelado pelo “New York Times”, em 2006. Laura foi processada e acusada de falsária, perdeu amigos, marido e direitos sobre os escritos. Em 2012, a história foi contada na peça “JT — Um conto de fadas punk”, de Luciana Pessanha.

The Masked Marauders

A revista “Rolling Stone” publicou, em 1969, uma crítica de disco fictício, propositalmente, que deu o que falar. O álbum “The Masked Marauders” teria reunido um dream team da música da época – Bob Dylan, Mick Jagger, John Lennon e outros. Seus nomes não eram revelados por questões contratuais. Um grande caô, mas a repercussão foi tanta que resolveram colocar um grupo californiano, a Cleanliness and Godliness Skiffle Band, para gravar as músicas citadas na resenha. O burburinho em torno do disco falso deu resultado: o real acabou vendendo mais de 100 mil cópias.

Milli Vanilli

Um dos casos mais clássicos de farsa no mundo da música, Milli Vanilli ganhou fama internacional no fim dos anos 1980 graças ao álbum de estreia, “Girl you know it’s true”, que rendeu um Grammy de artista revelação à dupla Fab Morvan e Rob Pilatus. Como se sabe, tudo não passou de um grande “caô”: os dois integrantes não eram cantores, e as vozes que apareciam no disco eram, na verdade, de pessoas contratadas pelo produtor alemão Frank Farian, que recrutou os dois dançarinos para dar um aspecto comercial ao projeto.

Justin Bieber

Em entrevista a uma rádio, ele anunciou que ia se aposentar da música após o lançamento do álbum “Journals”. A notícia, completamente inesperada, tomou conta da imprensa e das redes sociais. Os “beliebers” entraram em desespero. Os “haters” comemoraram. Uma semana depois, o empresário do astro teen afirmou não saber se a história era uma piada, o que deixou muita gente em dúvida. No Natal, o cantor reforçou: iria mesmo parar de se apresentar. Só que tudo não passou mesmo de uma brincadeira: os assessores de Bieber confirmaram que o objetivo da mentira era “responder à última leva de reportagens exageradas e imprecisas sobre ele”. Apesar de toda a atenção ganha por causa da farsa, os representantes do músico garantiram que a “piada” não era um plano de marketing para promover o filme “Believe”, que estava prestes a estrear. Tire suas próprias conclusões.

Mamoru Samuragochi

O músico Mamoru Samuragochi foi por algum tempo considerado o “Beethoven japonês”, porque ele compunha músicas eruditas de qualidade e era surdo. Mas em fevereiro deste ano, ele confessou que não era autor de suas sinfonias, e que tinha contratado um “ghost writer” para compor as obras. Uma semana depois, Samuragochi, de 50 anos, disse que tinha recuperado parte da audição. Em março, ele pediu desculpas a todas as pessoas que compraram seus discos.

Carlos Imperial e os Beatles

O apresentador Carlos Imperial, no programa “Os brotos no 13”, da TV Rio, fez a grande revelação: os Beatles iam gravar “Asa branca”, de Luiz Gonzaga. Embora eternamente lembrada na voz do Rei do Baião, a canção foi interpretada por centenas de artistas – mas não pelo grupo britânico. Tudo não passou de uma gozação de Imperial. Esse é um dos casos que vão rechear o documentário que Ricardo Calil e Renato Terra estão preparando sobre o personagem.

A reabertura do Barra Music

De acordo com o blog do jornalista Léo Dias no site do jornal O Dia, o Barra Music foi reaberto nesta sexta-feira, 19.07.2013, depois de conseguir o alvará da Prefeitura e atender às exigências do subprefeito da região:

“Contratamos uma empresa credenciada pela Prefeitura e tudo foi feito de acordo com o projeto estabelecido por eles. A tal agulha para desafogar o trânsito era o ponto primordial desse projeto”, disse Marcelo Siciliano, um dos sócios do Barra Music.

Questionado se achava justo o empreendimento custear uma obra pública, Marcelo foi político. “Se for para ajudar a população do Rio de Janeiro, estamos aí”. A casa de shows recebe hoje à noite um show do Projeto Samba Funk.

A nota foi encontrada aqui.

Programação de julho a setembro de 2013:

– Dia 24 de julho: Belo
– Dia 1º de agosto: Revelação
– Dia 8 de agosto: Sorriso Maroto
– Dia 15 de agosto: Zezé Di Camargo & Luciano
– Dia 22 de agosto: Fábio Jr
– Dia 5 de setembro: Fernando e Sorocaba
– Dia 12 de setembro: Só Pra Contrariar

Cajuína, por Caetano Veloso

cajuina.

CAJUÍNA
(Caetano Veloso)

Existirmos: a que será que se destina?
Pois quando tu me deste a rosa pequenina
Vi que és um homem lindo e que se acaso a sina
Do menino infeliz não se nos ilumina
Tampouco turva-se a lágrima nordestina
Apenas a matéria vida era tão fina
E éramos olharmo-nos intacta retina
A cajuína cristalina em Teresina

O autor fala da canção:

Torquato Neto e Caetano

Torquato Neto e Caetano

“Numa excursão pelo Brasil com o show ‘Muito’, creio, no final dos anos 70, recebi, no hotel em Teresina, a visita de Dr. Eli, o pai de Torquato. Eu já o conhecia, pois ele tinha vindo ao Rio umas duas vezes. Mas era a primeira vez que eu o via depois do suicídio de Torquato. Torquato estava, de certa forma , afastado das pessoas todas. Mas eu não o via desde minha chegada de Londres: Dedé e eu morávamos na Bahia e ele, no Rio (com temporadas em Teresina, onde descansava das internações a que se submeteu por instabilidade mental agravada, ao que se diz, pelo álcool). Eu não o vira em Londres: ele estivera na Europa, mas voltara ao Brasil justo antes de minha chegada a Londres. Assim, estávamos de fato bastante afastados, embora sem ressentimentos ou hostilidades. Eu queria muito bem a ele. Discordava da atitude agressiva que ele adotou contra o Cinema Novo na coluna que escrevia, mas nunca cheguei sequer a dizer-lhe isso. No dia em que ele se matou, eu estava recebendo Chico Buarque em Salvador para fazermos aquele show que virou disco famoso. Torquato tinha se aproximado muito de Chico, logo antes do tropicalismo: entre 1966 e 1967. A ponto de estar mais freqüentemente com Chico do que comigo. Chico e eu recebemos a notícia quando íamos sair para o Teatro Castro Alves. Ficamos abalados e falamos sobre isso. E sobre Torquato ter estado longe e mal. Mas eu não chorei. Senti uma dureza de ânimo dentro de mim. Senti-me um tanto amargo e triste, mas pouco sentimental.

Quatro, anos depois, encontrei Dr. Eli, que sempre foi uma pessoa adorável, parecidíssimo com Torquato, e a quem Torquato amava com grande ternura, essa dureza amarga se desfez. E eu chorei durantes horas, sem parar. Dr. Eli me consolava, carinhosamente. Levou-me à sua casa. D. Salomé, a mãe de Torquato, estava hospitalizada. Então ficamos só, e eu na casa. Ele não dizia quase nada. Tirou uma rosa-menina do jardim e me deu. Me mostrou as muitas fotografias de Torquato distribuídas pelas paredes da casa. Serviu cajuína para nós dois. E bebemos lentamente. Durante todo o tempo eu chorava. Diferentemente do dia da morte de Torquato, eu não estava triste nem amargo. Era um sentimento terno e bom, amoroso, dirigido a Dr. Eli e a Torquato, à vida. Mas era intenso demais e eu chorei. No dia seguinte, já na próxima cidade da excursão, escrevi Cajuína.”

(Fonte: blog de Jorge Bastos Moreno)

Torquato Neto foi um dos principais responsáveis pelo surgimento do movimento tropicalista. Foi letrista de canções como “Geleia Geral” (com Gilberto Gil), poeta, ator, cineasta, jornalista. Em 1972, com 28 anos, suicidou-se no banheiro de casa, deixando um bilhete com o seguinte conteúdo, citando seu filho Thiago, na época com três anos:

“Tenho saudade, como os cariocas, do dia em que sentia e achava que era dia de cego. De modo que fico sossegado por aqui mesmo, enquanto durar. Pra mim, chega! Não sacudam demais o Thiago, que ele pode acordar.”