David Correa (1937-2020)

De acordo com o site Carnavalesco, o compositor David Corrêa, autor de diversas obras do carnaval do Rio de Janeiro, especialmente para a Portela, faleceu em 10.05.2020 aos 82 anos. Familiares contaram que o hospital Marcilio Dias teria informado que a causa da morte foi Covid-19:

O presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, confirmou a informação.

Na segunda quinzena de abril, David Corrêa sofreu um atropelamento em Jacarepaguá. Passou por cirurgia e teve alta hospital. Porém, o sambista teve um problema renal, nos últimos dias, foi internado e acabou falecendo neste domingo.

A notícia foi encontrada aqui.

Mais sobre a vida e a carreira de David no Wikipedia:
https://pt.wikipedia.org/wiki/David_Corr%C3%AAa

Um trecho:

Ingressou na ala de compositores da Portela em 1972, vencendo a disputa de samba-enredo para o carnaval do ano seguinte. Foi precursor dos compositores que passaram a compor para escolas diferentes. Apesar de ser torcedor da Portela, assinou sambas na Mangueira, Salgueiro, entre outras, quebrando a tradição da época, em que os compositores mantinham-se fiéis à uma só escola.

(…) Fora da Portela, David passou a compor para outras escolas, quebrando o costume da época, quando os compositores mantinham-se fiéis às suas agremiações. No carnaval de 1983, David foi o intérprete oficial da Imperatriz Leopoldinense. A escola foi a quarta colocada do carnaval. Em 1984, os Acadêmicos do Salgueiro desfilaram com um samba de David e Jorge Macedo. “Skindô, Skindô” foi apontado pela crítica como um dos melhores sambas do ano e recebeu nota máxima dos jurados do carnaval. Também virou canto de torcida nos estádios de futebol. No carnaval de 1985, a Unidos de Vila Isabel desfilou com o samba “Parece Até que Foi Ontem”, de David, Jorge Macedo e Tião Grande. A obra recebeu nota máxima dos jurados do carnaval e a escola se classificou no terceiro lugar. No ano seguinte, David novamente assinou o samba da Vila, junto com Jorge Macedo. “De Alegria Cantei, de Alegria Pulei, de Três em Três, pelo Mundo Rodei” sugeria um trocadilho com palavrão no verso “Será, ô será / Que o samba ginga na voz Brasil / Mas deixa isto pra lá / E vá na pura do barril”.

Nota da Portela:

Morreu neste domingo (10), aos 82 anos, David Corrêa, o maior vencedor de sambas-enredo da história da Portela (sete vezes), ao lado de Noca da Portela. O compositor também fez história ao vencer sambas em diversas outras agremiações, como Mangueira, Salgueiro, Estácio e Imperatriz, além de ser autor de clássicos gravados por Elza Soares, Almir Guineto, Maria Bethânia, Reinaldo e outros grandes nomes.

David estava internado no CTI do Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins, desde o último sábado (2), e faleceu após apresentar piora no quadro de insuficiência renal. Neste domingo, ele chegou a passar por uma sessão de hemodiálise, mas não resistiu. Familiares, no entanto, dizem que o hospital informou que a causa da morte foi covid-19. Em abril, o sambista havia passado por uma cirurgia no pulmão após ser atropelado em Jacarepaguá, mas chegou a receber alta.

Na Portela, David venceu as disputas de samba em 1973, 1975, 1979, 1980, 1981, 1982 e 2002. Na década de 1970, ainda ajudou a defender o samba na Avenida por diversas vezes.

Viúvo, ele deixa cinco filhos. A família ainda não informou o local do sepultamento.

O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento de David Corrêa, um dos maiores expoentes da Ala de Compositores Ary do Cavaco, e se solidarizam com seus familiares e amigos. Perdemos um gigante!

Carreira brilhante

David Correa ingressou na ala de compositores da Portela em 1972. No ano seguinte, venceu seu primeiro samba na Azul e Branco, “Passárgada, o Amigo do Rei”. Em 1975, com o samba-enredo “Macunaíma, Herói de Nossa Gente””, viu sua carreira decolar após defender o samba-enredo na Avenida, ao lado de Clara Nunes e Silvinho do Pandeiro. A composição, ainda, seria gravada por Clara Nunes, com direito a clipe.

Em 1976, David lançou pela Polydor o seu primeiro LP, “Menino Bom”. Em 1981, veio o LP “Lição de Malandragem”. Ele também lançou “Pique Brasileiro”, em 1986, e “Chopp Escuro”, em 1991. Seu maior sucesso fora do carnaval foi “Mel na Boca”, eternizado por Almir Guineto. David também é autor, por exemplo, de “Bom dia, Portela”, sucesso na voz de Elza Soares, e “Estrela de Oyá”, revivida com muito sucesso por Reinaldo na década de 2000.

Considerado um dos maiores bambas da Portela, foi homenageado diversas vezes pelo Departamento Cultural da escola. A última delas foi em junho de 2018, quando participou de um debate sobre samba-enredo na sede da Portela, com a presença de outros grandes compositores da escola.

Sambas-enredo da Portela compostos por David Correa:

1973- Passárgada, o Amigo do Rei
1975- Macunaíma, Herói de Nossa Gente
1979- Incrível, Fantástico, Extraordinário!
1980- Hoje Tem Marmelada
1981- Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite
1982- Meu Brasil Brasileiro
2002- Amazonas, esse Desconhecido! Delírios do Eldorado Verde

Rico Medeiros: Falecimento

Rico Medeiros

De acordo com o site SRZD, faleceu em 24.04.2020 Nilzo Medeiros, o intérprete Rico Medeiros, cantor que fez história no Salgueiro e na Viradouro:

Ainda não há informações a respeito do enterro do cantor.

Grande baluarte do samba, Rico marcou época no Salgueiro, onde ficou entre 1978 e 1992. Dono do bordão ‘Aí, bateria!’, o cantor também teve passagens por Viradouro, Imperatriz e Lins Imperial.

Como compositor, Rico foi autor de dois sambas da Viradouro: “Tereza de Benguela, uma rainha negra no Pantanal” (1994, com Gilberto Fabrino, Jorge Baiano e PC Portugal) e “O rei e os três espantos de Debret” (1995, com Bernardo, Gilberto Fabrino, Gonzaga, João Sergio, José Antonio Olivério, PC Portugal e Wilsinho).

Leia mais clicando aqui.

Via rede social, o Salgueiro prestou homenagem ao intérprete e se solidarizou com amigos e familiares. No site SambaRioCarnval:

A partir de 1978, ao conduzir “Do Yorubá à luz, à Aurora dos Deuses”, Rico Medeiros passou a ser o intérprete oficial do Salgueiro tanto na avenida quanto na gravação do disco original dos sambas-enredo. Desde então, foram 15 anos de dedicação à família salgueirense, com uma breve passagem no apoio do carro de som na Imperatriz Leopoldinense, em 1987.

Leia mais clicando aqui.

No site Carnavalesco:

A suspeita é que o sambista tenha sido vítima de Covid-19, mas que ainda não foi confirmada. Não há informações ainda sobre o enterro do intérprete.

Rico foi um dos mais emblemáticos intérpretes do carnaval carioca com passagens em agremiações gigantes e atuações memoráveis na avenida.

Rico Medeiros marcou época como intérprete do Salgueiro, e foram na sua voz desfiles históricos da academia do samba entre o fim dos anos 70 e o início dos 90. Destaque para o desfile de 1978. Recentemente Rico foi homenageado pela escola na quadra e entoou o lendário samba, para a emoção dos presentes. Veja abaixo o vídeo de Rico Medeiros, em junho de 2014, cantando o samba de 1978 na quadra do Salgueiro.

Leia mais clicando aqui.

Argeu Affonso: Falecimento

Argeu Affonso

De acordo com matéria no site da Isto É, Argeu Affonso, um dos grandes conhecedores do Carnaval carioca, um dos criadores do Estandarte de Ouro e torcedor fanático do Fluminense, morreu aos 88 anos em 02.04.2020:

O jornalista sofreu um acidente e foi levado ao hospital Silvestre na cidade do Rio de Janeiro, mas não resistiu.

Affonso trabalhou no Jornal O Globo e era um dos criadores e presidente de honra do Prêmio Estandarte de Ouro, um reconhecimento aos melhores do Carnaval do Rio de Janeiro. Argeu também foi dirigente do tricolor carioca e era um dos principais beneméritos do clube.

Nas redes sociais, amigos e colegas que trabalharam com “Mestre Argeu”, como era carinhosamente chamado, prestaram homenagens ao jornalista.

“Ele era o nosso Google, a nossa Wikipedia em um tempo em que nenhum dos dois existia. Sabia tudo, dominava a língua portuguesa como poucos! Eu não liberava um texto sem o Argeu passar os olhos”, afirmou a colunista Luciana Fróes.

“Argeu foi um grande amigo tanto no trabalho como na minha vida. Sempre, com sábias e bem colocadas, palavras de carinho. Conheci ele quando fui para a redação em 1983, e me ajudou muito a entender a dinâmica do trabalho. Depois que saiu da empresa, ficou a amizade. Ele era muito só e, sempre que podia, estávamos juntos. Quando almoçava no jornal (ele gostava), ele aproveitava para visitar os amigos e opinava em matérias deles e dos colunistas”, disse a assistente-executiva do O Globo, Isa da Mata.

Leia mais clicando aqui.

No site de O Globo:

No carnaval de 2019, ele recebeu o colete número 1 do Sambódromo, uma homenagem ao jornalista que tinha sempre o olhar atento aos detalhes. O ator, escritor e sambista Haroldo Costa, que é o integrante mais antigo do júri do Estandarte de Ouro, conheceu Argeu em 1972, em sua casa, onde foi sediada a reunião sobre a segunda edição do prêmio. Para ele, Argeu era uma inspiração para todos:

— Ele foi uma pessoa muito importante, foi o timoneiro do Estandarte. Sempre muito equilibrado, gentil e eficiente. Era uma inspiração não só pelo aspecto profissional do jornal, mas pelo profundo envolvimento que tinha com as escolas de samba e com os desfiles. Ele sempre estava ligado previamente nas escolas e era muito bem informado nesse ponto. Por isso, ele sempre teve um equilíbrio muito grande em seu julgamento.

Leia mais clicando aqui.

Desfiles das Escolas de Samba RJ 2020: Resultados dos Blocos de Enredo

Apuração: 27.02.2020.

Blocos de enredo – Grupo A (FBCERJ):

1 – Acadêmicos do Vidigal (184 pontos) – CAMPEÃ
2 – União da Ponte (183,5)
3 – Novo Horizonte (181,5)
5 – Do Barriga (180,5)
6 – Do China (180,5) – DESEMPATE NO QUESITO SAMBA-ENREDO
7 – Mocidade Unida da Mineira (180)
8 – Grilo de Bangu (179)
9 – Império do Gramacho (178)
10 – Flor da Primavera (177,5) – REBAIXADA
11 – Unidos do Alto do Boa Vista (176,5) – REBAIXADA

Grupo B (FBCERJ)

1 – Raízes da Tijuca (184,5 pontos) – CAMPEÃ
2 – Vai Barrar? Nunca! (184,5) – DESEMPATE NO QUESITO SAMBA-ENREDO
3 – Canarinhos das Laranjeiras (179)
4 – Esperança da Nova Campinas (178)
5 – Oba-Oba do Recreio (176)
6 – Unidos do Laureano (175)
7 – Mocidade Unida de Manguariba (174,5) – REBAIXADA
8 – Tradição Barreirense de Mesquita (146) – REBAIXADA

Grupo C (FBCERJ)

1 – Independente de Nova América (175 pontos) – CAMPEÃ
2 – Renascer de Vaz Lobo (170) – SOBE DE GRUPO
3 – Zimbauê – (136,5)
4 – Unidos do Jardim do Amanhã (Art. 5)

Desfiles das Escolas de Samba RJ 2020: Resultados dos Grupos da Intendente Magalhães

A apuração aconteceu em 27.02.2020. Grupo Especial da Intendente Magalhães. Lins Imperial e Em Cima da Hora voltam à Sapucaí:

Fonte: Rádio Arquibancada.

Grupo de Acesso da Intendente. Sobem para o Grupo Especial da Intendente:

1 – Caprichosos de Pilares = 269.9
2 – Leão de Nova Iguaçu = 269.8
3 – Acadêmicos da Diversidade = 269.8
4 – Ind. da Praça da Bandeira = 269.6
5 – Acadêmicos da Abolição = 269.6
6 – Imperadores Rubro Negros = 269.3
7 – Rosa de Ouro = 269.0

Ficam no grupo:
8 – U. de Manguinhos = 268.9
9 – Imp. Ricardense = 268.7
10 – Mocidade de Vicente de Carvalho = 268.7
11 – Unidos do Cabuçu = 268.7

Cai para Avaliação:
12 – U. de Cosmos = 266.2

Desfiles das Escolas de Samba RJ 2020: Resultados do Grupo de Acesso A

Com todas as notas 10, Imperatriz foi a grande campeã do Grupo de Acesso A de 2020. A Acadêmicos da Rocinha e Renascer de Jacarepaguá foram rebaixadas para a Série B no carnaval 2020 do Rio de Janeiro. A Acadêmicos da Rocinha ficou em último lugar, com 265,4 pontos. Já a Renascer de Jacarepaguá terminou na penúltima posição, com 266,1 pontos.

Ordem da leitura das notas da apuração do Grupo de Acesso A em 26.02.2020:

– Comissão de Frente
– Mestre Sala e Porta Bandeira
– Harmonia
– Bateria
– Alegorias e Adereços
– Evolução
– Samba-enredo
– Enredo
– Fantasia

O desempate é feito na ordem inversa.

Tamborim de Ouro 2020: Vencedores

Os vencedores foram anunciados em 26.02.2020 pelo jornal O Dia:

Escola de Ouro
– Portela

Carnavalesco
– Leandro Vieira (Mangueira)

Bateria Show
– Portela

Baianas
– Portela

Casal Nota 10
– Marlon Lamar e Lucinha Nobre (Portela)

Samba do Ano
– ‘A Verdade vos Fará Livre’, de Manu da Cuíca e Luiz Carlos Máximo (Mangueira)

Comissão de Frente
– Mangueira

A Voz da Avenida
– Gilsinho (Portela)

Rainha
– Viviane Araújo (Salgueiro)

Prêmio SRzd de Carnaval 2020: Vencedores

GRUPO ESPECIAL 2020

MELHOR ESCOLA: Unidos do Viradouro

MELHOR CARNAVALESCO: Grande Rio (Gabriel Haddad e Leonardo Bora)

MELHOR COMISSÃO DE FRENTE: Beija-Flor

MELHOR CASAL DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA: Vila Isabel (Raphael e Denadir)

MELHOR ENREDO: São Clemente

MELHOR SAMBA-ENREDO: Grande Rio

MELHOR INTÉRPRETE: Vila Isabel (Tinga)

MELHOR BATERIA: Vila Isabel

MELHOR ALA DE PASSISTAS: Mocidade Independente

MELHOR ALA DE BAIANAS: Unidos do Viradouro

PRÊMIO ESPECIAL: Bodas de Prata do casal Claudinho e Selminha Sorriso, pela Beija-Flor

GRUPO DE ACESSO A 2020

MELHOR ESCOLA: Imperatriz Leopoldinense

MELHOR CARNAVALESCO: Unidos de Padre Miguel (Fábio Ricardo)

MELHOR COMISSÃO DE FRENTE: Imperatriz Leopoldinense

MELHOR CASAL DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA: Imperatriz Leopoldinense (Thiaguinho Mendonça e Rafaela Theodoro)

MELHOR ENREDO: Inocentes de Belford Roxo

MELHOR SAMBA-ENREDO: Santa Cruz

MELHOR INTÉRPRETE: Unidos de Padre Miguel (Diego Nicolau)

MELHOR BATERIA: Inocentes de Belford Roxo

MELHOR ALA DE PASSISTAS: Império da Tijuca

MELHOR ALA DE BAIANAS: Imperatriz Leopoldinense

PRÊMIO ESPECIAL: Ala de baianas do Império Serrano

Estandarte de Ouro 2020: Vencedores

Os prêmios foram anunciados na manhã de 25.02.2020:

Escola: 
– Grande Rio

Samba-enredo: 
– “Tata Londirá – o canto do caboclo no quilombo de Caxias”, Grande Rio

Enredo: 
– “Viradouro de alma lavada”, da Viradouro

Bateria: 
– Vila Isabel, com comando do mestre Macaco Branco

Puxador: 
– Evandro Malandro, da Grande Rio

Prêmio Fernando Pamplona: 
– Abre-alas da Grande Rio

Inovação: 
– Águia da Portela

Ala de passistas: 
– Unidos da Tijuca

Ala: 
– Ala das damas, com a fantasia “A viúva alegre”, do Salgueiro

Personalidade: 
– Elza Soares, na Mocidade

Baianas: 
– Grande Rio

Mestre-sala: 
– Sidclei Santos, do Salgueiro

Porta-bandeira: 
– Marcella Alves, do Salgueiro

Comissão de frente: 
– Viradouro

GRÁTIS – Carnaval 2020 – Blocos de 24.02 a 01.03.2020

SEGUNDA – 24.02.2020

Bloco Corre Atrás: Homenagem a Áurea Martins
24.02.2020, 07h
Posto 12 – Leblon

Bloco Traz a Caçamba
24.02.2020, 08h
Arcos da Lapa

Bloco Virtual
24.02.2020, 08h
Pedra do Leme

Bloco Largo do Machadinho Mas Não Largo do Suquinho (infantil)
24.02.2020, 09h
Largo do Machado

Bloco Surdos e Mundos
24.02.2020, 09h
Largo do Machado em direção à Glória

Bloco da Insana
24.02.2020, 10h
Concentração em frente a Fundição Progresso – Arcos da Lapa

Bloco Vem Cá, Minha Flor
24.02.2020, 10h
Avenida Marechal Câmara em frente ao Ibis e depois em direção ao MAM – Centro (a confirmar)

Bloco Sargento Pimenta
24.02.2020, 10h
Próximo ao Monumento dos Pracinhas – Aterro do Flamengo

Sinfônica Ambulante / Mulheres de Chico / Cordão da Bola Branca
24.02.2020, 11h
Campo de São Bento – Icaraí – Niterói

Trupifolia (infantil)
24.02.2020, 11h
Lona Arthur Maia – Horto do Barreto – Niterói

Bloco Dinossauros Nacionais
24.02.2020, 12h
Largo de São Francisco – Centro

Bloco Filhes da Martins
24.02.2020

13h = Concentração atrás do Quartel dos Bombeiros na esquinada da Rua Ubaldino do Amaral com Carlos de Carvalho
16h = show na Praça Tiradentes

Afoxé Raízes Africanas
24.02.2020, 13h
Posto 6 – Copacabana

Bloco Gigantes da Lira (infantil)
24.02.2020, 14h
ParkShopping – Estacionamento Saída D – Estrada do Monteiro, 1200 – Campo Grande

Universibloco
24.02.2020, 14h
Bar do Francês – Rua General Canabarro, 810 – Maracanã

Bloco Arteiros da Glória
24.02.2020, 14h
Rua da Glória – Glória

Bloco Não Deixe o Rock Morrer
24.02.2020, 14h
Em frente ao Bar Bukowski – Rua Álvaro Ramos, 270 – Botafogo

Bloco Urubu Malandro
24.02.2020, 15h
Largo da Prainha – Saúde

Amigos da Cacilda & New York Brass Band
24.02.2020, 15h
Rua Pedro Ernesto, 89 – Gamboa

Bloco das Divas
24.02.2020, 15h
Cortejo sai do Posto 10 e segue até o Posto 9 – Recreio dos Bandeirantes

Comuna Que Pariu
24.02.2020, 15:30
Avenida Luis de Vasconcelos, entre as praças Passeio e Mahatma Gandhi – Cinelândia

Bloco Picada de Primeira
24.02.2020, 16h
Rua dos Arcos, 24 – Lapa

Som Risal Sald Sistem
24.02.2020, 16h
Largo dos Guimarães – Santa Teresa

Bandinha de Ipanema (infantil)
24.02.2020, 16h
Praça General Osório – Ipanema

Bloco Cartola é do Catete
24.02.2020, 16:20
Largo do Machado

Carnaval Black Folia
24.02.2020, 17h
Rua Dias da Cruz – Méier

Bloco Papo de Cachaça
24.02.2020, 17h
Rua Dias da Cruz, em frente ao 269 – Méier

Associação Carnavalesca Infiéis
24.02.2020, 17h
Largo Alexandre Herculano – Centro

Bloco Engata no Centro
24.02.2020, 17h
Rua Ubaldino do Amaral – Lapa

Baile Infantil da Bia Bedran / Cordão da Bola Preta
24.02.2020, 17h
Horto – Fonseca – Niterói

Bailinho Infantil: Inocentes da Caprichosos de Pilares
24.02.2020, 17:30
Norte Shopping – Praça de Eventos – Av. Dom Hélder Câmara, 5474 – Cachambi

Cacique de Ramos
24.02.2020, 17:30
Avenida Almirante Barroso – Centro

Festa Batmakumba – Edição de Carnaval
24.02.2020, 18h
Rivalzinho – Rua Álvaro Alvim, 33 – Cinelândia

Bloco Maria Sangrenta
24.02.2020, 18:30
Praça Getúlio Vargas – Icaraí – Niterói

Bloco Noites do Norte
24.02.2020, 20h
Praia Vermelha – Urca

Veja os demais dias clicando aqui.

GRÁTIS – Carnaval 2020 – Blocos de 23.02.2020

Cordão do Boi Tolo
23.02.2020: 07h
Centro

Bloco Toco-Xona
23.02.2020: 07h
Altura da Churrascaria Assador – Aterro do Flamengo

Charanga Talismã
23.02.2020: 08h
Praça 2 – Rua Ferreira Chaves – Vila da Penha

Bloco Deixa que eu Cuido (infantil)
23.02.2020: 08h
Praça Afonso Pena – Tijuca

Bloco Laranjada
23.02.2020: 08h
Praça Jardim Laranjeiras – Rua General Glicério – Laranjeiras

Bangalafumenga
23.02.2020: 08h
Altura do Monumento dos Pracinhas – Aterro do Flamengo

Sarra Bloco (bloco da turma de Direito da UFF)
23.02.2020: 08h
Concentração na Praça do Araribóia em Niterói, o bloco pega a barca e o cortejo seguirá para o Arco do Teles – Praça XV

Bloco Bésame Mucho
23.02.2020: 09h
Santa Teresa

Bloco du Rio
23.02.2020: 09h
Posto 6 – Copacabana

Bloco Buda da Barra
23.02.2020: 09h
Cortejo sai em frente ao Condomínio Beton – Barra da Tijuca

Bloco Que Caquinha é Essa? (infantil)
23.02.2020: 10h
Em frente ao Bar Paz & Amor – Rua Garcia d’Avila, 173 – Ipanema

Mônica Mac & Samba no Prato / Mulheres de Chico / Cordão da Bola Branca
23.02.2020: 11h
Lona Arthur Maia – Horto do Barreto – Niterói

Bloco 10+Malandros
23.02.2020: 12h
Rua Bela Flor – Bangu

Bloco Exagerado
23.02.2020: 12h
Praça Tiradentes – Centro

Cordão Dhel & Os Cabras da Peste
23.02.2020: 12h
Esquina das Ruas Carlos de Carvalho com Carlos Sampaio – Lapa

Bloco do Nadai
23.02.2020: 12h
Feira da Glória – Rua Augusto Severo

Bloco Que Merda é Essa?
23.02.2020: 12h
Em frente ao Bar Paz & Amor – Rua Garcia d’Avila, 173 – Ipanema

Bloco Folia do Galo
23.02.2020: 13h
Rua Júlio de Castilhos – Copacabana

Cordão da Bola Preta
23.02.2020: 13h
Campo de São Bento – Icaraí – Niterói

Herdeiros da Vila Isabel (infantil)
23.02.2020: 14h
ParkShopping – Estacionamento Saída D – Estrada do Monteiro, 1200 – Campo Grande

Bloco Marcha Nerd
23.02.2020: 14h
Praça Xavier de Brito – Tijuca

Bloco Urubu Malandro
23.02.2020: 14h
Largo de São Francisco da Prainha – Saúde

Bloco Vai Quem Quer
23.02.2020: 14h
Avenida Chile – Centro

Banda do Lidinho (infantil)
23.02.2020: 14h
Praça do Lido – Copacabana

Bloco Simpatia é Quase Amor
23.02.2020: 14h
Praça General Osório – Ipanema

Bloco Ai, Que Vergonha!
23.02.2020: 14h
Av. Prefeito Mendes de Morais – São Conrado

Carnaval Axé Folia: Òrúnmilà
23.02.2020: 15h
Rua Dias da Cruz – Méier

Banda da Conceição
23.02.2020: 15h concentração / 18h cortejo
Praça Major Valô – Morro da Conceição

Bloco da Diversidade
23.02.2020: 16h
Travessa Almerinda Freitas – Madureira

Bloco Balanço do Pinto
23.02.2020: 16h
Rua Pinto de Figueiredo – Tijuca

Bloco Toca Rauuul
23.02.2020: 16h
Praça Tiradentes – Centro

Bloco Carioca da Gema
23.02.2020: 16h
Em frente a Fundição Progresso – Arcos da Lapa

Bloco Siderais
23.02.2020: 16h
Concentração na ALERJ – Rua Primeiro de Março – Centro

Bloco É do Pandeiro
23.02.2020: não divulgado, costuma ser 16h
Praça São Salvador – Laranjeiras

Block´n Roll
23.02.2020: 16h
Posto 3 – Copacabana

Baile Tatu Canta Cá (infantil) / Céu na Terra
23.02.2020: 16h
Horto – Fonseca – Niterói

Bloco Amantes da Sétima Arte
23.02.2020: 16:20
Pista Cláudio Coutinho – Urca

Bloco Maracangalha
23.02.2020: 17h
Cobal – Rua Voluntários da Pátria, 446 – Humaitá

Bloco Mulheres de Chico / Bloco Maria Sangrenta
23.02.2020: 17h
Praça Getúlio Vargas – Icaraí – Niterói

Cacique de Ramos
23.02.2020: 17:30
Avenida Almirante Barroso – Centro

Bloco Perereca do Grajaú
23.02.2020: 18h
Cortejo vai da Praça Edmundo Rego até o Largo do Verdun – Grajaú

Bloco Caymmo no Pife (bloco em homenagem a Dorival Caymmi)
23.02.2020: 19h
Em frente ao Beco do Rato – Rua Joaquim Silva, 11 – Lapa