Floyd Sneed (1942-2023)

Floyd Sneed

De acordo com o site português Correio da Manhã, Floyd Sneed, baterista dos lendários Three Dog Night, morreu aos 80 anos:

Nasceu no Canadá e foi para Los Angeles aos 22 anos. Nos EUA, conheceu os vocalistas Danny Hutton, Chuck Negron e Cory Wells, o guitarrista Ron Morgan, o baixista Joe Schermie e o teclista Jimmy Greenspoon e formou os Three Dog Night (Morgan foi substituído pelo guitarrista Michael Allsup antes de gravarem o primeiro álbum). Para a história ficaram músicas como ‘Joy to the World’, ‘Mama Told Me Not to Come’ e ‘An Old Fashioned Love Song’.

A notícia foi encontrada aqui. Leia mais em:

Floyd Sneed Dies: Three Dog Night Drummer Was 80

Three Dog Night

Barrett Strong (1941-2023)

Barrett Strong

De acordo com o portal G1, Barrett Strong, artista pioneiro da Motown, morreu aos 81 anos. O anúncio foi feito pelas redes sociais do Motown Museum na noite de 29.01.2023:

A causa da morte não foi informada.

Strong cantou o primeiro sucesso da gravadora, “Money (That’s what I want)”, em 1959. Ele também co-escreveu, ao lado de Norman Whitfield, outros hits da Motown, como “I Heard It Through the Grapevine”, para Marvin Gaye, “War”, para Edwin Starr, e “Papa Was a Rollin’ Stone”, para The Temptations, música pela qual dividiu um prêmio Grammy.

“É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do lendário @ClassicMotown cantor e compositor Barrett Strong. A voz por trás do primeiro sucesso da @motown o icônico ‘Money (That’s What I Want)’, nasceu em West Point, Mississippi, em 5 de fevereiro de 1941 e foi criado em Detroit”, diz a nota.

Em comunicado enviado à BBC News, Berry Gordy diz que os sucessos escritor por Strong foram “revolucionários no som e capturaram o espírito da época.”

Leia mais clicando aqui.

Tom Verlaine (1949-2023)

Tom Verlaine

De acordo com o portal G1, Tom Verlaine, vocalista, compositor e guitarrista da banda norte-americana Television, morreu aos 73 anos em 28.01.2023 em Nova York:

Ele ajudou a consolidar a cena punk rock nos Estados Unidos e seu estilo de tocar serve de inspiração até hoje.

Sua morte foi anunciada por Jesse Paris Smith, filha da colega de Verlaine e ex-companheira, Patti Smith. Ela não especificou a causa da morte e disse apenas que ele morreu “após uma breve doença”.

No Instagram Jesse postou uma homenagem a Verlaine: “O amor é gigante e eterno”, escreveu. “Nunca existiu alguém como você, nem nunca existirá.”

Leia mais clicando aqui.

David Crosby (1941-2023)

David Crosby

De acordo com o portal G1, David Crosby, cantor e guitarrista, integrante dos grupos The Byrds, Crosby, Stills & Nash e Crosby, Stills, Nash & Young e CPR, morreu aos 81 anos, após um “longo período doente”, segundo informação confirmada pela mulher do músico, Jan Dance, à revista “Variety”:

“É com grande tristeza, depois de uma longo período doente, que nosso amado David (Croz) Crosby morreu. Ele estava cercado de amor por sua mulher e alma gêmea Jan e seu filho Django”, afirmou Jan, em comunicado.

“Por mais que ele não esteja mais conosco aqui, sua humanidade e alma gentil vão continuar a nos guiar e a nos inspirar. Seu legado vai continuar a viver em sua música lendária. Paz, amor e harmonia para todos que conheceram David e aqueles que ele tocou. Ele vai fazer muita falta.”

O guitarrista, cantor e compositor foi uma das grandes figuras do rock e do folk dos Estados Unidos, em especial nos anos 1960 e 70, em carreira solo e com os grupos The Byrds e Crosby, Stills, Nash & Young.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
David Crosby, Iconoclastic Rocker, Dead at 81

Um trecho:

Crosby was born in Los Angeles in 1941. His father Floyd Crosby was an Academy Award winning cinematographer. He briefly attended Santa Barbara City College but dropped out to pursue music. In 1964, he joined a band called the Jet Set, consisting Roger McGuinn and Gene Clark. They changed their name to the Beefeaters, and then the Byrds. Crosby’s gorgeous harmonizing, heard on hits like the Bob Dylan cover “Mr. Tambourine Man” and “Turn Turn Turn,” was an essential component in the Byrds’ folk-rock sound. By 1967, tensions within the band had mounted to a breaking point, and Crosby left. Crosby and Stephen Stills, of the recently disbanded Buffalo Springfield, began writing songs together in 1968. They were soon joined by Graham Nash, who had just quit the Hollies, and the trio performed together for the first time at the L.A. home of Cass Elliot of the Mamas and the Papas. Their self-titled 1969 debut was a hit, producing the classic single “Judy Blues Eyes,” about Judy Collins.

Jeff Beck (1944-2023)

Jeff Beck

De acordo com o portal G1, o histórico guitarrista Jeff Beck morreu aos 78 anos nesta em 11.01.2023:

Alçado à fama ao entrar nos Yardbirds nos anos 1960, ele foi considerado um dos maiores de todos os tempos.

De acordo com a família, Beck tinha contraído meningite bacteriana e “morreu pacificamente”.

Nascido na Inglaterra em 1944, Geoffrey Arnold Beck ficou conhecido ao ser recrutado para os Yardbirds para substituir Eric Clapton.

Ao longo dos cerca de 20 meses com o grupo, ele esteve em apenas um disco, mas participou das gravações de grande parte de seus maiores sucesso.

Leia mais clicando aqui.

Jeff Beck

No Terra:

A morte foi confirmada em comunicado publicado nas redes sociais do artista nesta quarta-feira, 11.

“Em nome de sua família, é com profunda tristeza que compartilhamos a notícia da morte de Jeff Beck. Depois de contrair repentinamente meningite bacteriana, ele faleceu pacificamente ontem. A família dele pede privacidade enquanto processa esta tremenda perda”, dizia o texto.

Leia mais clicando aqui.

No site da Isto É:

Beck completou recentemente uma turnê de divulgação de seu álbum com Johnny Depp, “18”.

Ele recebeu sete Grammys por performances instrumentais e um oitavo por seu trabalho de 2009 em “The Imagine Project” de Herbie Hancock.

Leia mais clicando aqui.

No Estado de Minas:

Beck foi sete vezes ganhador do Grammy com suas performances na guitarra. O trabalho “The imagine Project”, sobre a obra de Herbie Hancock, lhe rendeu um oitavo gramofone.

Ele entrou para a banda Yardbirds em 1965, substituindo Eric Clapton, e se tornou conhecido por seus solos incendiários.

Considerado um solista inventivo, contribuiu para consolidar o rock’n’roll ao mesmo tempo em que se aventurava a fundi-lo com outros ritmos.

Ao sair do Yardbirds, no qual foi substituído por Jimmy Page, ele fundou o Jeff Beck Group, tendo Rod Stewart como vocalista. O grupo gravou dois álbuns, antes que Stewart optasse pela carreira solo.

Leia mais clicando aqui.

Fred White (1955-2023)

Fred White

De acordo com o portal G1, Fred White, baterista do Earth, Wind & Fire, morreu em 01.01.2023, aos 67 anos:

A morte foi confirmada pela banda e pelo irmão do músico e a causa da morte não foi revelada.

White começou a carreira bem novo, saindo em turnês com artistas como Donny Hathaway antes mesmo de terminar o ensino médio. O sucesso veio quando se juntou aos irmãos em Earth, Wind & Fire, pouco antes de completar 20 anos, em 1974.

Nos anos 70, o Earth, Wind & Fire foi uma máquina de hits, com destaque para clássicos da disco music que até hoje tocam em rádios e pistas de dança como “September”, “Boogie Wonderland”, “Shining Star” e “Saturday Nite”.

White deixou o grupo no início dos anos 1980, mas voltou para tocar com a banda quando ela foi incluída no Hall da Fama do Rock & Roll, em 2000.

Leia mais clicando aqui.

Fred White

Linda de Suza (1948-2022)

Linda de Suza

De acordo com o UOL, a cantora portuguesa Linda de Suza faleceu em 28.12.2022 no hospital Gisors (Normandia, norte de França), para onde tinha sido transferida, “devido a uma insuficiência respiratória e diagnóstico positivo para covid-19”, segundo informou seu agente à AFP:

“Seu filho João Lança e eu estamos tristes em informar sobre o falecimento de Linda de Suza esta manhã, às 10h10”, escreveu Fabien Lecoeuvre.

A cantora foi muito popular na França na década de 1980 e comoveu com a história de sua travessia clandestina da fronteira francesa com o filho.

Ela relatou essa experiência no livro “La valise de carton”, publicado em 1984. Foram vendidos dois milhões de exemplares.

Linda de Suza, cujo verdadeiro nome era Teolinda Joaquina de Sousa Lança, nasceu em 22 de fevereiro de 1948 em Beringel, no sul de Portugal.

Ela teve de fugir de “uma família tirânica” no Portugal muito conservador de Salazar, onde mulheres jovens como ela que tinham filhos não eram aceitas.

A notícia foi encontrada aqui.

Linda de Suza

Na Wikipedia:

Linda de Suza foi uma das mais reconhecidas cantoras portuguesas em França, terra de “emigrantes”, como assim era caracterizada. Nascida no Baixo Alentejo, mais precisamente em Beringel, concelho de Beja, atravessou a fronteira ‘a salto’ em 1970, para fugir das dificuldades económicas e opressivas de um Portugal não-democrático, veio a transformar-se num importante símbolo da liberdade nacional, pela sua atitude corajosa.

A sua chegada a França com uma criança nos braços e com escassos recursos económicos dificilmente fazia antever que, poucos anos depois, graças à sua voz melodiosa e melancólica, Linda de Suza esgotava plateias sucessivas no Olympia de Paris e conquistava milhares de admiradores que atribuíram à sua discografia imensos galardões de ouro e platina. Amada pelos franceses, chegou mesmo a ser chamada Amália de França por uns, ou Linda Portuguesa por outros. O facto é que nunca negou as suas origens, mantendo nas letras das canções a história da sua vida e do seu país natal.

Leia mais em
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linda_de_Suza

Leia também:
Lista de músicos recordistas de vendas em Portugal

Maxi Jazz (1957-2022)

Maxi Jazz

De acordo com o site Itatiaia, Maxi Jazz, vocalista do grupo britânico de música eletrônica Faithless, morreu em 23.12.2022, aos 65 anos, segundo anunciou a banda sem informar a causa da morte:

O músico e DJ, cujo nome verdadeiro era Maxwell Fraser, morreu em sua residência, em Londres, indicou o grupo, conhecido por sucessos dos anos 1990 como “Insomnia” e “God is a DJ”.

“Com o coração partido, anunciamos que Maxi Jazz morreu serenamente na noite passada, enquanto dormia”, tuitou a banda, fundada em 1995. “Foi um homem que mudou nossas vidas de várias formas. Deu um significado próprio e uma mensagem à nossa música.”

Leia mais clicando aqui.

No portal G1:

A banda disse no Twitter que Jazz morreu pacificamente enquanto dormia. O grupo não informou a causa da morte.

Maxi Jazz, nome artístico de Maxwell Fraser, nasceu em Brixton, no sul de Londres, em 1957. Ele ajudou a formar os Faithless em 1995, que então se tornaram uma das bandas do gênero dance music mais populares do Reino Unido e do mundo.

“Ele era o homem mais gentil com toda uma aura sobre ele. Suas palavras e apresentações tocaram muitos de nós”, escreveu o DJ britânico MistaJam sobre Jazz no Twitter.

A canção “Insomnia” dos Faithless, de 1995, que apresenta um rap de Jazz sobre dificuldades para dormir com o refrão “I can’t get no sleep” (“Não consigo dormir”, na tradução livre), foi eleita a quinta gravação de dance music mais importante de todos os tempos pelos leitores da revista do setor Mixmag em 2013.

Leia mais clicando aqui.

Jo Mersa Marley (1991-2022)

Jo Mersa Marley

De acordo com o UOL, o cantor Joseph “Jo” Mersa Marley morreu aos 31 anos nos EUA, segundo confirmou o site TMZ. O artista é um dos netos de Bob Marley:

A família não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. O jornal britânico Daily Mail relatou que, segundo informações divulgadas pela estação de rádio Flórida WZPP, o artista morreu após um ataque de asma, problema que tratou durante toda a vida. A publicação também detalha que Jo Mersa Marley foi encontrado inconsciente em um carro.

Jo Mersa Marley seguia carreira no reggae, estilo musical em que seu avô é uma das principais referências. Foi o mesmo caminho de Sthephen Marley, pai de Jo e filho de Bob Marley.

O músico morou na Jamaica durante seus primeiros anos de vida, mas se mudou para a Flórida para concluir os estudos. Ele foi aluno do Miami Dade College, instituição em que concluiu o curso de engenheiro de áudio, informou o Daily Mail. O músico era casado e deixa uma filha.

Entre os principais trabalhos estão o EP “Comfortable” (2014) e o single “Burn It Down” (2016). O último EP lançado pelo artista foi “Eternal”, de 2021.

A notícia foi encontrada aqui.

Leia também:
Jo Mersa Marley, Grandson of Bob Marley and Son of Stephen, Dead at 31

Terry Hall (1959-2022)

Terry Hall

De acordo com o site da CNN, Terry Hall, vocalista da banda inglesa The Specials, morreu aos 63 anos, conforme notícia compartilhada nas mídias sociais oficiais da banda:

De acordo com o comunicado, ele adoenceu brevemente e morreu.

A postagem chamava Hall de “nosso lindo amigo, irmão e um dos mais brilhantes cantores, compositores e letristas que este país já produziu”, dizendo que “sua música e suas performances encapsulavam a própria essência da vida… a alegria, o dor, o humor, a luta por justiça, mas principalmente o amor.”

Hall tinha 63 anos e deixou a mulher, Lindy Heymann, uma cineasta, e os filhos Leo e Felix Hall.

(…) Os The Specials são conhecidos por faixas como “Gangsters” e “Ghost Town”, a última das quais permaneceu em primeiro lugar por três semanas no Reino Unido em 1981, passando 10 semanas no Top 40.

A banda, também conhecida por sua firme oposição à injustiça racial, frequentemente comentava sobre política e reforma social na Inglaterra.

Leia mais clicando aqui.

Terry Hall

Roberto Leão (1985-2022)

Roberto Leão

Crônica de Luis Nassif sobre o falecimento de Roberto Leão, de infarto, aos 37 anos:

Conheci Roberto Leão integrado à troupe musical de Renato Braz. Cantor excepcional, tornou-se integrante permanente de um grupos de amigos, todos músicos de primeira, como o próprio Renato, Breno Ruiz e Mário Gil.

Trabalhava em alguma empresa. Só agora, conferindo seu Facebook, descobri que foi diretor de recursos humanos de empresas do porte da Deleite e da EDP. Nas nossas rodadas só falava, respirava e consumia músicas. E era de uma gentileza e doçura incomparáveis, como na festa de aniversário com amigos de trabalho e de música, “minha família no Brasil”. Lá percebemos que a arte de conquistar amigos se estendera também para os colegas de empresa.

Apresentou Renato Braz a algumas canções portuguesas belíssimas, como “Francisca Santos das Flores”.

Ontem tivemos nosso sarau anual Renato e Breno tinham um compromisso em festa de empresas. Não conseguiram chegar a tempo. Mas às 18 horas, Roberto morria, derrubado por um segundo infarto.

Teve covid recentemente. Ontem, sofreu o primeiro infarto, mas pensou tratar-se de uma convulsão, algum problema menor. Como não melhorasse, foi levado a um hospital. Lá sofreu o segundo. Já tinha passagens compradas para passar o Natal com a mãe, em Portugal.

Roberto Leão

Morre aos 37 anos, deixando lembranças inesquecíveis com o círculo de pessoas que o conheceram, dos amigos de trabalho.

Fonte: site GGN.

Nas redes sociais do Cineteatro António Lamoso:

Partiu cedo demais o feirense Roberto Leão. O músico faleceu de forma súbita, esta madrugada, aos 37 anos, no Brasil, horas antes de uma viagem até às suas origens, a sua terra natal, Santa Maria da Feira.

Roberto Leão era um músico talentoso, promissor, aclamado por muitos nos dois lados do Atlântico.

Pisou o palco do Cineteatro António Lamoso pela última vez em setembro de 2016, para a única apresentação de “Mar Aberto” em Portugal, juntamente com os músicos brasileiros Renato Braz, Breno Ruiz e Mário Gil.

Roberto Leão

O Município de Santa Maria da Feira e a equipa do Cineteatro António Lamoso endereçam sentidas condolências aos familiares e amigos de Roberto Leão, um filho da terra, filho do presidente da União das Freguesias de Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins e Espargo, Fernando Leão.

Roberto Leão nasceu em 26 de julho de 1985 em Santa Maria da Feira, Portugal. Estudou Sociologia na Universidade do Porto. Nesse período pertenceu ao Orfeão Universitário do Porto e co-fundou o primeiro Clube de Empreendedorismo Português – CEdUP. Na música, foram 10 anos de trabalho com o grupo português Hepta. No Brasil, depois de projetos com o carioca Caio Márcio, a primeira participação em disco foi com Dori Caymmi. Seguiu-se o disco Mar Aberto com Mário Gil, Renato Braz e Breno Ruiz. Também com Breno, editou primeiro disco solo “Alegria”. A escrita deu origem ao primeiro livro de poesia – “Em Branco” em 2019.

Leia também:
“Alegria” é ouro em pó musical de Breno Ruiz e Roberto Leão
Uma homenagem a Roberto Leão (por Professor Pasquale)
Roberto Leão e os fados que nunca terminam

Shirley Eikhard (1955-2022)

Shirley Eikhard

De acordo com o Estadão, morreu em 15.12.2022, em decorrência de complicações de um câncer, a cantora e compositora Shirley Eikhard, que teve suas músicas cantadas por nomes como Cher, Emmylou Harris, Anne Murray e Chef Atkins e escreveu a música Something to Talk About, vencedora do Grammy em 1991 na voz de Bonnie Raitt:

Ela estava internada no Headquarters Health Care Center em Orangeville, Ontario, no Canadá, e a morte foi confirmada por seu assessor, Eric Alper.

Raitt, cuja música ficou 20 semanas no Top 100 da Billboard, chegando à 5.ª colocação, lamentou a morte de Eikhard no Twitter, se dizendo profundamente triste: “Serei eternamente grata por nossa bela conexão e amizade”.

Shirley Eikhard lançou 18 álbuns entre 1972 e 2021, e aprendeu sozinha a tocar violão, piano, baixo, bateria, percussão, saxofone, banjo e bandolim.

A notícia foi encontrada aqui.

Shirley Eikhard

Claudisabel (1982-2022)

Claudisabel

Segundo o site português Diário de Notícias, a cantora portuguesa Claudisabel faleceu na madrugada de 19.12.2022 devido a um acidente. Tinha 40 anos:

Claudisabel é a vítima mortal da colisão entre dois ligeiros na A2, que ocorreu esta madrugada junto a Alcácer do Sal, no distrito de Setúbal, revelaram fontes dos bombeiros e da sua editora.

O comandante dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, Valdemar Gonçalves, confirmou à Lusa que a vítima mortal do sinistro é Claudisabel, nome artístico de Cláudia Isabel Leiria Madeira.

Sua carreira discográfica começou em 1995, com o seu primeiro álbum discográfico “Dizias Tu, Pensava Eu”. Em 1998 é lançado o disco “Pensei Com o Coração”.

Leia mais clicando aqui.

Claudisabel

Ichiro Mizuki (1948-2022)

Ichiro Mizuki

De acordo com o TokuBlog, o site oficial do cantor de tokusatsu Ichiro Mizuki anunciou seu falecimento aos 74 anos. Ele morreu em 06.12.2022 devido a um câncer de pulmão:

Sua última apresentação ao vivo foi no dia 27 de novembro.

Mizuki começou sua carreira em 1968 e se tornou um dos pioneiros das canções de anime e tokusatsu ao interpretar vários temas durante cinco décadas.

(…) Além de cantar, ele também atuou em séries como Dr. Paul em Spielvan e Voicelugger Gold em Voicelugger, e também apareceu como ele mesmo em Kamen Rider W.

Leia mais clicando aqui.

No site Crunchyroll:

Mizuki passou por testes após ter uma paralisia parcial das suas cordas vocais em abril de 2021. Foi durante esses testes que o câncer foi descoberto e que havia se espalhado pelos seus gânglios linfáticos e cérebro. Mizuki sucumbiu ao câncer no dia 6 de dezembro, às 18:50 (horário do Japão) após ser levado ao hospital.

Ichiro Mizuki

Ichiro Mizuki, cujo nome de nascimento era Toshio Hayakawa, ficou conhecido como o Imperador das Músicas de Anime por ser um dos pioneiros na indústria de anisons, cujo membros o apelidavam carinhosamente de “Aniking” e “Aniki” (“Irmãozão”, em tradução livre).

Mizuki nasceu no dia 7 de janeiro de 1948 em Setagaya, Tóquio. Ele cresceu cercado por músicas graças à loja de música dos seus pais, tendo contato com jazz desde pequeno. Conforme crescia, Mizuki começou a frequentar cafeterias de Jazz espalhadas por Tóquio, onde ele acabaria chamando atenção do falecido compositor e cantor de enka Kanae Wada, quem deu a Mizuki seu nome artístico.

A primeira música cantada por Mizuki seria o tema de abertura da dublagem japonesa do filme A Man Called Shenandoah, de 1965. Ele faria sua grande estreia com o single “Kimi ni Sasageru Boku no Uta”, de 1968, mas que infelizmente não ganhou tração e as baixas vendas fizeram Mizuki se afastar da indústria musical até que em 1971 ele focaria em criar músicas para animes.

Leia mais clicando aqui.

Ichiro Mizuki

Manuel Göttsching (1952-2022)

De acordo com o site português Expresso, morreu o músico alemão Manuel Göttsching, um dos grandes pioneiros da música eletrônica, aos 70 anos:

As causas da sua morte não foram avançadas, mas sabe-se que o músico faleceu rodeado pela sua família, no passado dia 4 de dezembro.

Manuel Göttsching

Em 1970, Göttsching formou os Ash Ra Tempel, banda que ajudaria a definir a sonoridade do género a que comumente se chama de krautrock.

Com o fim da banda, lançaria discos enquanto Ashra e, em 1984, lançou o álbum “E2-E4”, que assinou com o próprio nome, influência na música eletrónica – sobretudo o house e o techno – nos anos subsequentes.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Manuel Göttsching (1952-2022): um explorador sonoro cósmico
Manuel Göttsching laid the groundwork for generations of electronic musicians

Um trecho:

From the first foreboding textures of Amboss, the sprawling opener from the band’s 1971 self-titled debut, Göttsching was a guitarist who seemed to intuitively grasp that spontaneity is often best harnessed within basic parameters. All it took was a cue or two – a couple of chords or some skeletal rhythmic motif – for mind-melting exploration to roam free. Released in 1975, his solo debut, Inventions for Electric Guitar (subtitled Ash Ra Tempel VI following the departure of Enke and Schulze) was a textbook example of his improvisational talent. Inspired by the cyclical electric organ of Terry Riley, its trance-inducing guitar mantras may have been the closest mid-70s rock came to mimicking the advent of digital audio sequencing. If Inventions for Electric Guitar proved anything it was that much like the vast careers of his peers, including Schulze and Neu! co-founder Michael Rother, Göttsching’s output was often most potent when it played with both chance and control.

Manuel Göttsching

Christine McVie (1943-2022)

Christine McVie

De acordo com o portal G1, Christine McVie, tecladista e vocalista do Fleetwood Mac, morreu aos 79 anos em 30.11.2022:

A família da artista disse em um comunicado que ela estava internada em um hospital, mas não informou o motivo.

“É com o coração pesado que informamos sobre a morte de Christine. Ela morreu pacificamente no hospital esta manhã, quarta-feira, após uma curta doença. Ela estava na companhia de sua família”, diz o texto.

A banda também divulgou um comunicado: “Não há palavras para descrever nossa tristeza pela morte de Christine McVie. Ela era verdadeiramente única, especial e talentosa além da conta. Ela era a melhor musicista que alguém poderia ter em sua banda e a melhor amiga que alguém poderia ter em sua vida. Tivemos muita sorte de ter uma vida com ela. Individualmente e juntos, estimamos profundamente Christine e somos gratos pelas memórias incríveis que temos. Ela fará muita falta.”

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Christine McVie, Fleetwood Mac singer-songwriter, dies aged 79

Jake Flint: Falecimento

Jake Flint

De acordo com o site da revista Vogue, Jake Flint, cantor e compositor de música country de Oklahoma, morreu repentinamente aos 37 anos após seu casamento em 26.11.2022, segundo confirmou seu publicitário ao jornal The Oklahoman:

Flint morreu dormindo, horas depois de trocar votos com Brenda Flint, disse o publicitário Clif Doyal ao jornal. A causa da morte não foi divulgada.

“Devíamos estar vendo as fotos do casamento, mas em vez disso tenho que escolher roupas para enterrar meu marido”, escreveu sua esposa na terça-feira no Facebook. “As pessoas não foram feitas para sentir tanta dor. Meu coração se foi e eu realmente preciso que ele volte. Eu não aguento muito mais. Eu preciso dele aqui.

No domingo, ela compartilhou um vídeo do casamento com a legenda comovente: “Não entendo”.

A notícia foi encontrada aqui.

Brenda e Jake Flint

Pablo Milanés (1943-2022)

Pablo Milanés

De acordo com o portal G1, o lendário cantor e compositor cubano Pablo Milanés, um dos fundadores e expoentes mais destacados da Nueva Trova cubana, intérprete de clássicos como “Yolanda”, “O breve espaço que você não é” e “O amor da minha vida”, morreu aos 79 anos na madrugada de 22.11.222, em Madri, na Espanha, onde vivia:

“É com grande dor e tristeza que lamentamos informar que o mestre Pablo Milanés faleceu nesta madrugada de 22 de novembro em Madrid. Agradecemos profundamente todo carinho e apoio, a todos os seus familiares e amigos, nestes momentos tão difíceis. Que descanse no amor e na paz que sempre transmitiu. Permanecerá eternamente na nossa memória”. informou a página oficial do artista no Facebook.
Milanés estava internado em um hospital de Madri desde 12 de novembro, por “infecções recorrentes”, segundo sua assessoria.

O cantor tinha um estado de saúde frágil e sofria, entre outras doenças, de um problema renal – recebeu um transplante de rim em 2014.

Nascido em Bayamo (leste de Cuba) em 1943, Pablo Milanés mudou-se com seus pais para Havana ainda criança, onde estudou música e adquiriu influências do gênero tradicional cubano.

Após participar de programas de televisão na década de 1950, começou a se destacar como cantor na década seguinte, marcada pelo início do sistema comunista imposto na ilha por Fidel Castro após o triunfo da Revolução Cubana em 1959.

No início da década de 1960, compôs algumas de suas primeiras canções, como “Tú, mi desengaño” e “Mi twentydos años”.

Apesar de se declarar revolucionário, foi internado aos 23 anos em uma Unidade Militar de Assistência à Produção (UMAP).

As UMAPs eram campos de trabalhos forçados para os quais o governo Fidel Castro enviou artistas, intelectuais, religiosos e homossexuais por supostamente se desviarem dos valores da revolução.

Milanés foi enviado para lá por expressar ideias discordantes com o partido no poder, como relatou posteriormente em entrevistas nas quais criticou o governo por não ter se desculpado por esse episódio.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Milanés foi “voz indissociável da trilha sonora da nossa geração”, diz o presidente de Cuba

Trecho da matéria:

Com dezenas de discos gravados, Milanés musicou poetas como Cesar Vallejo, Nicolás Guillen e José Martí; divulgou autores da música tradicional cubana, como Miguelito Cuní e Bienvenido Juan Gutiérrez, e dividiu palcos com lendas da música espanhola como Joan Manuel Serrat, Ana Belén, Luis Eduardo Aute ou Joaquín Sabina.

Veio ao Brasil em 1983 quando se apresentou no Canecão, Rio de Janeiro, ao lado de Chico Buarque, com quem cantou em duo as músicas Pedaço de mim do brasileiro e Yolanda e Homenaje do compositor cubano.

Pablo Milanés nasceu em 24 de fevereiro de 1943 na cidade oriental de Bayamo, considerada o berço da cultura cubana, porque o hino nacional da ilha foi composto em suas ruas de paralelepípedos.

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez expressou consternação ao receber a notícia durante sua visita oficial à Rússia e ressaltou a importância do trabalho de Milanés para Cuba e seu tempo.

B. Smyth (1994-2022)

De acordo com o site da revista Monet, B. Smyth, cantor americano famoso por hits como ‘Leggo’, ‘Twerkaholic’ e ‘Gettin’ That’, morreu em 17.11.2022. Ele tinha 28 anos:

A notícia foi compartilhada pelo irmão mais velho do artista de R&B, Denzil Smith, que gravou um vídeo comovente no Instagram (veja mais abaixo). Na legenda do post, ele explicou que Smyth teve uma insuficiência respiratória em decorrência da fibrose pulmonar, uma doença que engrossa os tecidos que revestem os pulmões e, assim, dificulta a passagem de oxigênio para a corrente sanguínea.

B. Smyth

“Como eu passava muito tempo com ele, [sei que] ele falava muito sobre o quanto amava os fãs e o quanto que eles o amavam”, contou Denzil no vídeo. “Ele sempre queria fazer o melhor para fazer o melhor conteúdo para vocês.”

“Ele iria gostar que eu fizesse este vídeo para que vocês soubessem que ele apreciava tudo o que vocês fizeram por ele”, acrescentou.

Leia mais clicando aqui.

No site da Rolling Stone:

B. Smyth começou a se destacar na indústria da música com postagem de covers de músicas famosas no YouTube. Então, o artista assinou um contrato com Motown Records, icônica gravadora, em 2012. Com a empresa, lançou o single de estreia “Leggo,” em parceria com 2 Chainz.

B. Smyth

Ele também trabalhou com Future em “Win Win,” de 2013, Young Thug (em “Creep”) e Rick Ross (“Gold Wrappers”). O último lançamento do cantor foi “Twerkaholic, Pt. 2,” lançado em setembro de 2022.

Leia mais clicando aqui.

Dan McCafferty (1946-2022)

Dan McCafferty

Mais uma lenda partiu. De acordo com o portal G1, Dan McCafferty, vocalista original da banda Nazareth, morreu aos 76 anos em 08.11.2022:

A notícia foi divulgada pelas redes sociais da banda em um post assinado pelo baixista Pete Agnew, que não cita a causa.

“Dan morreu às 12h40 de hoje”, escreveu ele. “Este é o anúncio mais triste que já tive que fazer. Maryann e a família perderam um marido e pai maravilhoso e amoroso, perdi meu melhor amigo e o mundo perdeu um dos maiores cantores que já viveram. Muito chateado para dizer qualquer coisa além disso neste momento.”

McCafferty nasceu em Dunfermline, Escócia, em 1946. Ele fundou a banda de rock em 1968 com Agnew, o guitarrista Manny Charlton e o baterista Darrell Sweet.

O sucesso internacional foi alcançado com o álbum “Hair of the Dog”, de 1975, com músicas como a faixa-título e “Love Hurts”.

A voz de McCafferty foi uma das mais marcantes do rock clássico. Ele seguiu na Nazareth por quase cinquenta anos até 2013, quando se afastou para cuidar da saúde.

Leia mais clicando aqui.

Takeoff (1994-2022)

Takeoff

De acordo com o Globo Online, o rapper Takeoff, que fazia parte do trio Migos, morreu em um tiroteio na madrugada de 01.11.2022, em Houston, Texas:

Segundo o “TMZ”, a polícia afirma que o incidente ocorreu por volta das 2h30, em um pista de boliche. O músico tinha 28 anos.

Takeoff estaria com Quavo, outro membro do Migos, jogando dados quando houve uma briga e começou um tiroteio no local. Além dele, outras duas pessoas teriam sido atingidas e levadas para o hospital. Quavo não ficou ferido.

Leia mais clicando aqui.

Trio Migos

No G1:

Takeoff, segundo fontes policiais ouvidas pelo “TMZ”, foi atingido na cabeça e morreu ainda no local. Quavo não foi atingido. Os oficiais ainda informaram que outras duas pessoas foram baleadas e levadas ao hospital. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

O grupo Migos e assessores do cantor ainda não haviam confirmado o caso até a última atualização desta notícia.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Migos rapper, Takeoff, dead at 28, shot in Houston, per report

Lee Ji Han: Falecimento

Lee Ji Han

De acordo com o UOL, o ator Lee Ji Han, ex-participante do reality show “Produce 101”, de 24 anos, foi uma das vítimas da tragédia onde mais de 150 pessoas morreram em um tumulto de milhares de jovens que celebravam o Halloween nas ruas de Itaewon, distrito em Seul, capital do país. Há poucas informações a respeito:

Pelo menos 153 pessoas morreram e outras 82 ficaram feridas em uma das piores tragédias do país, que o presidente prometeu investigar a fundo.

A agência de Lee Ji Han, 935 Entertainment, confirmou a morte: É verdade que Lee Ji Han faleceu devido ao acidente em Itaewon em 29 de outubro.

Leia mais clicando aqui.

No site do jornal Extra:

O último trabalho do artista, o K-drama “Kkokdu’s Gye Jeol” (“A Temporada de Kkokdu”, em tradução livre), estrelado por Kim Jung-hyun e Im Soo-hyang, foi suspenso após o anúncio da morte de Lee Ji-han. Ele fazia o papel de Jung Yi-deun, ex-namorado de Han Gye-jeol (Im Soo-hyang).

Lee Ji-han

A atriz Im Soo-hyang postou no Instagram, nesta terça-feira, uma emocionante mensagem de despedida para seu colega Lee Ji-han, uma das mais de 150 vítimas da trágica festividade de Halloween em Itaewon, em Seul, na noite do último sábado.

Leia mais clicando aqui.

Lee Ji Han

Cormac Roth (1996-2022)

Cormac Roth

De acordo com o site SRZD, Cormac Roth, filho do ator Tim Roth, morreu vítima de câncer aos 25 anos. Cormac era guitarrista, compositor e produtor:

A família comunicou a morte para o público nesta segunda-feira, 31.10.2022, segundo a agência de notícias Associated Press.

“A dor vem em ondas, assim como as lágrimas e risos, quando pensamos naquele lindo menino ao longo dos 25 anos e 10 meses em que o conhecemos. Uma criança irreprimível e alegre e selvagem e maravilhosa. Apenas recentemente um homem. Nós o amamos. Vamos carregá-lo conosco aonde quer que formos”, diz o comunicado da família.

Formado pelo Bennington College, Cormac era guitarrista, compositor e produtor e revelou em seu perfil no Instagram que havia sido diagnosticado com câncer de células germinativas estágio 3 em novembro de 2021.

Leia mais clicando aqui.

Tim e Cormac Roth

D.H. Peligro (1959-2022)

D.H. Peligro

De acordo com o site Tangerina, faleceu em 28.10.2022, aos 63 anos, o músico D.H. Peligro, baterista da banda Dead Kennedys desde 1981:

Ele sofreu uma queda, bateu a cabeça e não resistiu ao trauma. A informação foi confirmada no perfil oficial dos roqueiros no Instagram neste sábado (29).

“O baterista do Dead Kennedys, D.H. Peligro (Darren Henley), morreu em sua casa em Los Angeles ontem, 28 de outubro. A polícia afirmou que ele morreu de trauma na cabeça causado por uma queda acidental. Os arranjos para o funeral serão anunciados nos próximos dias. Pedimos que respeitem a privacidade da família durante este período difícil. Obrigado por seus pensamentos e palavras de conforto”, escreveram os integrantes.

Leia mais clicando aqui.

D.H. Peligro

Joanna Simon (1936-2022)

Joanna Simon

De acordo com o UOL, a cantora de ópera Joanna Simon faleceu aos 85 anos no dia 19 de outubro de 2022 de câncer na tireoide. Ela era irmã da também cantora…

Lucy Simon (1940-2022)

que morreu um dia depois de câncer de mama, e de Carly Simon, artista de renome mundial:

Em 2018, as irmãs já haviam perdido o irmão caçula Peter após ele sofrer uma parada cardíaca. Os quatro irmãos, filhos de Richard Simon e Andrea Heinemann, seguiram carreiras musicais. No Instagram de Carly, os fãs apareceram para dar apoio à artista. “Te mandando muito amor”, escreveu um seguidor.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Carly Simon Honors Sisters Joanna & Lucy Simon In Poignant Statement

Joanna, Carly e and Lucy Simon em 1982

No The New York Times:
Joanna Simon, Opera Singer from Famously Musical Family, Dies at 85 – A renowned mezzo-soprano, she grew up alongside her younger sisters, Carly and Lucy, both of whom became singer-songwriters