Hana Horká: Morte por Covid devido ao negacionismo

De acordo com o portal G1, Hana Horká, cantora do grupo tcheco Asonance que era contra a vacinação anticovid, faleceu em 16.01.2022, aos 57 anos, por complicações relacionadas à doença. Como um triste exemplo do negacionismo, Hana havia resolvido se contaminar deliberadamente e obter o passaporte de vacinação:

Em entrevista à rádio pública tcheca iRozhlas, o filho da cantora, Jan Rek, confirmou que a mãe era antivacina. Ele e o pai estavam completamente imunizados contra a Covid-19, mas contraíram a doença no final do ano passado.

Hana Horka decidiu, então, se expor propositalmente à Covid-19.

“Ela preferiu viver normalmente conosco e pegar a doença para não ter que se vacinar. É triste que ela quis mais acreditar em estranhos do que em sua própria família”, afirmou o filho.

Nas redes sociais, a artista, que integrava uma das bandas de folk mais antigas da República Tcheca, chegou a comemorar a contaminação. “Estou muito feliz porque, desta forma, poderei ter uma ‘vida livre’ como os outros, ir ao cinema, tirar férias, ir à sauna, ao teatro”, escreveu quando soube que estava infectada. Em novembro de 2021, um austríaco também foi a uma festa para pegar Covid-19 de propósito e morreu.

Sua atitude era elogiada por muitos de seus fãs e amigos que também expressaram o desejo de pegar Covid.

Dois dias antes de sua morte, a artista voltou a compartilhar informações sobre seu estado de saúde nas redes sociais, afirmando estar emocionada por ter vencido a doença. Hana também afirmou que, para comemorar, faria uma viagem “urgente” a uma praia.

No entanto, dois dias antes de morrer, a cantora começou a ter complicações. Segundo o filho, ela voltou de uma caminhada sentindo muitas dores nas costas e morreu por sufocamento em sua cama.

Jan está convencido que militantes antivacinas da República Tcheca são os principais responsáveis pela morte da mãe.

Leia mais clicando aqui.

Ronnie Spector (1943-2022)

Ronnie Spector

De acordo com o portal G1, a cantora Ronnie Spector, líder do grupo Ronettes, morreu de câncer aos 78 anos, segundo informou sua família em comunicado em 12.01.2022:

A artista americana formou o grupo vocal em 1957, com a irmã Estelle Bennett e a prima Nedra Talley, e se tornou uma das vozes femininas mais marcantes do pop dos anos 60.

Elas tiveram músicas produzidas por Phil Spector, com quem Ronnie teve um casamento conturbado.

Ela gravou sucessos como “Be My Baby”, “Baby I Love You” e “Walking in the Rain” com as Ronettes. Em 1964, ela se lançou em carreira solo. Ela gravou discos até 2016 (“English heart”), sem o mesmo sucesso dos anos 60.

Ronnie Spector

Em 2007, ela entrou no Hall da Fama do Rock como líder das Ronettes.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Marín (1968-2021)

Carlos Marín

De acordo com o site da revista Monet, Carlos Marín, integrante do grupo Il Divo, morreu aos 53 anos, vítima da Covid-19:

No começo da semana, apareceram notícias na imprensa inglesa de que o artista espanhol estaria internado em coma induzido em um hospital em Manchester, na Inglaterra.

Por meio das redes sociais, o grupo Il Divo confirmou a morte do seu membro fundador. “É com o coração pesado que informamos que nosso amigo e parceiro Carlos Marin faleceu. Ele fará muita falta para seus amigos, família e fãs. Nunca haverá outra voz ou espírito como Carlos. Por 17 anos, nós quatro estivemos nesta incrível jornada do Il Divo juntos, e vamos sentir a ausência do nosso querido amigo. Esperamos e oramos para que sua bela alma descanse em paz. Com amor – David, Sebastien e Urs”, diz o comunicado assinado pelos integrantes remanescentes.

O barítono Carlos Marin era um dos astros do Il Divo desde a criação do grupo em 2003 – o quarteto vendeu mais de 30 milhões de cópias de seus álbuns em todo o mundo desde então. É considerado o pioneiro do ‘popera’, e suas apresentações venderam mais de milhões de ingressos.

Il Divo foi criado por Simon Cowell (‘American Idol’) com inspiração na clássica reunião de Os Três Tenores – com Luciano Paravotti, Plácido Domingo e José Carreras.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Marín

No Wikipedia:

(…) Ao longo dos anos, ganhou reputação como um importante intérprete musical, cultivando diferentes gêneros musicais e recebendo excelentes críticas pelos críticos. Ele fez um nome para si mesmo na indústria musical, participando de várias competições musicais: “Jacinto Guerrero”, “Francisco Alonso” e “Julián Gayarre”, em 1996, quando conquistou o segundo lugar, entre outros.

Atuou em diversos musicais, começando em 1993 como Marius em Les Misérables, e depois em “Beauty and the Beast” (quando sofreu um acidente que o deixou com um tornozelo quebrado), Grease (em que desempenhou o papel de Vince Fontaine), “El diluvio que viene” (The Coming Flood) e que abrange, por José Sacristán, no Homem de La Mancha. [2] Também participou da produção de La Magia de Broadway (Broadway Magic) e Peter Pan (no teatro e CD), neste musical que ele dividia igualmente as funções de direcção musical de Alberto Quintero.

Marín cantou no filme animado Tim Burton, The Nightmare Before Christmas, e foi também a voz cantando o príncipe na versão em espanhol de Cinderela, da Disney, produzido no ano de 2000.

Carlos teve aulas vocais com Alfredo Kraus, Monserrat Caballé e Jaume Aragall.

Leia mais em
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Carlos_Mar%C3%ADn

Michael Nesmith (1942-2021)

De acordo com o site da Rolling Stone, o vocalista e guitarrista do Monkees, Michael Nesmith, um visionário pop que escreveu muitas das canções mais duradouras do grupo antes de concretizar as bases do country-rock com a First National Band no início dos anos 1970, morreu nesta sexta, 10 de dezembro de 2021, de causas naturais, aos 78 anos:

“Com Amor Infinito, anunciamos que Michael Nesmith faleceu esta manhã em sua casa, cercado pela família, pacificamente e de causas naturais,” disse a família em comunicado. “Pedimos que respeitem nossa privacidade neste momento e agradecemos o amor e a luz que todos vocês têm mostrado a ele e a nós.”

Michael Nesmith

Nesmith era conhecido como o Monkee com o chapéu de lã verde com o sotaque grosso do Texas (EUA) e o compositor de canções como “Mary, Mary,” “Circle Sky,” “Listen to the Band” e “The Girl IKnew Somewhere”. Mas, enfureceu-se nos bastidores porque a banda não tinha controle criativo de seus discos e, em 1967, liderou uma rebelião bem-sucedida contra o produtor musical Don Kirshner. O grupo posteriormente lançaria Headquarters e outros álbuns que criaram por conta própria.

Leia mais clicando aqui.

John Miles (1949-2021)

John Miles

De acordo com o site Radio Rock, o músico John Miles, cantor britânico de hits como “Music” (1976), morreu em 05.12.2021 aos 72 anos. Miles trabalhou com Tina Turner, Jimmy Page e Alan Parsons Project:

Em uma breve declaração, a família do músico disse (via Loudersound.Com): “Estamos arrasados por ter que anunciar que John Miles, o ‘Mr. Music’ infelizmente faleceu pacificamente após uma repentina doença”.

O cantor deixa sua esposa Eileen, com quem esteve casado há 50 anos, dois filhos e dois netos.

A canção que diz “Music Was My First Love”, que marcou a carreira de Miles, pode ser conferida no player abaixo:

Miles excursionava regularmente com Tina Turner, para quem tocava guitarra.

Leia mais clicando aqui.

John Miles

Na sua juventude Miles foi membro de uma banda de música local denominada “The Influence”, da qual também pertenciam Paul Thompson, posteriormente baterista dos Roxy Music e Vic Malcolm, guitarrista dos Geordie. Também formou a sua própria banda denominada “The John Miles Set” antes de começar sua carreira como solista em 1971.

“Song For You” abria a trilha sonora internacional da novela “Voltei Pra Você”, da Globo, nos anos 80:

Stephen Sondheim (1930-2021)

Stephen Sondheim

De acordo com o Globo Online, Stephen Sondheim, um dos maiores compositores de musicais da história da Broadway, cujas músicas e letras elevaram e redefiniram o padrão artístico americano, morreu nesta sexta-feira em casa em Roxbury, Connecticut, aos 91 anos:

Seu advogado e amigo, F. Richard Pappas, anunciou a morte, que ele descreveu como repentina. No dia anterior, Sondheim celebrou o Dia de Ação de Graças com um jantar com amigos em Roxbury, disse Pappas.

Um artista intelectualmente rigoroso que sempre buscou novos caminhos criativos, Sondheim foi o compositor mais reverenciado e influente do teatro da última metade do século XX, ainda que não tenha sido o mais popular. Seus espetáculos, quase sempre muito elogiados pela crítica, quase nunca foram grandes sucessos.

Stephen Joshua Sondheim nasceu em 22 de março de 1930, em Nova York, e cresceu no Upper West Side. Herbert, seu pai, era o dono de fábrica de vestidos; sua mãe, cujo nome de solteira era Etta Janet Fox, conhecida como Foxy, trabalhava para seu marido como designer até que eles se separaram, quando ele tinha 10 anos. Ele foi envidado durante alguns anos a escola militar, depois a George School, na Pennsylvania, mas até os 16 anos, o filho único viveu a maior parte do tempo com sua mãe, com quem ele teve uma relação tumultuosa ao longo da vida. (Seu pai casou novamente e ele teve mais dois filhos.)

Desde os primeiros sucessos no final dos anos 1950, quando escreveu as letras de “West Side Story” e “Gypsy”, até os anos 1990, quando compôs a música e as letras para dois musicais audaciosos, “Assassins”, dando voz aos homens e mulheres que mataram ou tentaram matar presidentes americanos, e “Paixão”, uma sondagem operística sobre a natureza do amor verdadeiro, ele era uma força teatral inovadora.

Leia mais clicando aqui.

Emmett Chapman (1936-2021)

Emmett Chapman

De acordo com o site ArteSonora, de Portugal, Emmett Chapman, o músico e inventor do (exótico e tecnicamente desafiante) “Chapman Stick”, morreu com a idade de 85 anos. A confirmação oficial chegou pela empresa que fundou:

Uma declaração emitida pela empresa de Emmett Chapman, a Stick Enterprises, anunciou que o seu fundador faleceu em casa em 01.11.2021 «após uma longa batalha contra o cancro». Está previsto um serviço fúnebre para 12 de Novembro, e a empresa estará encerrada até 15 de Novembro.

Leia mais clicando aqui.

No site Bet365:

Chapman Stick

Emmett Chapman começou sua carreira musical no final dos anos 1960 como guitarrista, apresentando-se ao lado de nomes como Barney Kessel e Tim Buckley antes de se tornar líder de banda.

Pioneiro do método de batidas com as duas mãos livres no braço do instrumento, o artista desenvolveu um violão de nove cordas personalizado, dedicado a acomodar adequadamente a maneira de tocar. Nascia, assim, o Chapman Stick.

Para promovê-lo, viajou extensivamente ao longo da década de 1970 e lançou um álbum, “Parallel Galaxy”, em 1985 para mostrar as capacidades do aparato.

Leia mais clicando aqui.

Celine Dion: Estado de saúde delicado

Celine Dion

De acordo com o site da Revista Quem, a cantora Celine Dion, que adiou os shows que faria em Las Vegas por problemas de saúde, não estaria mais conseguindo sair da cama. A informação foi dada por um familiar à revista Here:

“Ela não consegue mais se levantar da cama, nem se mover, nem andar. Ela sofre de dores nas pernas e pés que a paralisam. Ela está muito fraca e perdeu muito peso”, disse a fonte.

“É uma doença que pode exigir uma longa convalescença. Se as coisas não melhorarem, ela pode ficar afastada por vários meses ou até um ano. Porque seus sintomas são mais preocupantes do que o esperado.”

Celine Dion se apresentaria em Las Vegas, a partir de 5 de novembro. No Instagram, ela escreveu dia 19 de outubro: “Meu coração está partido por esta situação. Minha equipe e eu estamos trabalhando em nosso novo show há oito meses e não poder subir ao palco em novembro me entristece além das palavras.”

A sua equipe explicou, então, em comunicado oficial, que Celine Dion sofria de “espasmos musculares graves e persistentes”, localizados nas pernas e nos pés. Em seguida, sua irmã Claudette deu notícias amenizando o estado de saúde da cantora, explicando que esses problemas estavam relacionados ao “palco íngreme em que ela se apresentava” no Caesars Palace.

Leia mais clicando aqui.

Lonnie Smith (1942-2021)

Lonnie Smith

De acordo com o site Ritmo e Batidas, de Portugal, a Blue Note Records confirmou, em comunicado em 29.09.2021, o falecimento de Dr. Lonnie Smith, um dos mais celebrados mestres do Hammond B3 e um verdadeiro pilar do que ficou conhecido como “soul jazz”:

“É com pesar que a Blue Note Records anuncia a morte de Dr. Lonnie Smith, lenda do Hammond B3 e NEA Jazz Master. Smith morreu hoje na sua casa em Fort Lauderdale, Flórida. Tinha 79 anos. A sua morte foi confirmada pela sua manager, Holly Case. A causa foi fibrose pulmonar”.

“Doc era um génio musical, dono de um groove fundo e funky e um espírito jovial”, afirmou Don Was, presidente da Blue Note. Lonnie Smith começou a fazer-se ouvir em discos em meados dos anos 60, quando contava apenas 24 anos e foi chamado a gravar com gente como o saxofonista tenor Red Holloway ou o guitarrista George Benson em cujo quarteto Smith passou a ter um importante papel. A primeira gravação de Lonnie Smith para a Blue Note aconteceu na mesma altura, quando o seu órgão Hammond ajudou o saxofonista Lou Donaldson a ter um hit com “Alligator Boogaloo”. A sua própria carreira como líder começou no psicadélico ano de 1967 com o clássico Finger Lickin’ Good, álbum editado na Columbia que incluía covers de temas como ”Jeannine” de George Benson ou do hit “My Babe” que Willie Dixon escreveu para Little Walter em 1955.

Lonnie Smith

A longa ligação de Lonnie Smith à Blue Note começou depois em 1969 com o álbum Think! em que o organista liderou um ensemble que incluía músicos como o trompetista Lee Morgan ou o guitarrista Melvin Sparks. Nos álbuns seguintes – Turning Point (1969), Move Your Hand (1970) ou Drives (1970) -, Smith teve ao seu lado outros gigantes como o baterista Idris Muhhamad, os saxofonistas Bennie Maupin, Rudy Jones e Dave Hubbard tendo oferecido a sua visão de clássicos como “Eleanor Rigby” dos Beatles, “Sunshine Superman” de Donovan ou “Spinning Wheel” dos Blood, Sweat & Tears.

Leia mais clicando aqui.

Grammy Latino 2021: Indicados

A entrega dos prêmios acontecerá no dia 18 de novembro de 2021. Principais indicações:

Álbum do Ano
– Vértigo — Pablo Alborán
– Mis Amores — Paula Arenas
– El Último Tour Del Mundo — Bad Bunny
– Salswing! — Rubén Blades e Roberto Delgado & Orquesta
– Mis Manos — Camilo
– Nana, Tom, Vinícius — Nana Caymmi
– Privé — Juan Luis Guerra
– Origen — Juanes
– Un Canto Por México, Vol. II — Natalia Lafourcade
– El Madrileño — C. Tangana

Canção do Ano
– “A Tu Lado” — Paula Arenas
– “A Veces” — Diamante Eléctrico
– “Agua” — Tainy & J Balvin
– “Canción Bonita” — Carlos Vives & Ricky Martin
– “Dios Así Lo Quiso” — Ricardo Montaner & Juan Luis Guerra
– “Hawái” — Maluma
– “Mi Guitarra” — Javier Limón, Juan Luis Guerra & Nella
– “Patria y Vida” — Yotuel, Gente De Zona, Descemer Bueno, Maykel Osorbo & El Funky
– “Que Se Sepa Nuestro Amor” — Mon Laferte & Alejandro Fernández
– “Si Hubieras Querido” — Pablo Alborán
– “Todo De Ti” — Rauw Alejandro
– “Vida De Rico” — Camilo

Gravação do Ano
– “Si Hubieras Querido” — Pablo Alborán
– “Todo De Ti” — Rauw Alejandro
– “Un Amor Eterno (Versión Balada)” – Marc Anthony
– “A Tu Lado” — Paula Arenas
– “Bohemio” — Andrés Calamaro & Julio Iglesias
– “Vida de Rico” — Camilo
– “Suéltame, Bogotá” — Diamante Eléctrico
– “Amém” — Ricardo Montaner, Mau y Ricky, Camilo, Evaluna Mountaner
– “Dios Así Lo Quiso” — Ricardo Montaner & Juan Luis Guerra
– “Te Olvidaste” — C. Tangana & Omar Apollo
– “Talvez” — Caetano Veloso & Tom Veloso

Melhor Artista Revelação
– Giulia Be
– María Becerra
– Bizarrap
– Boza
– Zoe Gotusso
– Humbe
– Rita Indiana
– Lasso
– Paloma Mami
– Marco Mares
– Juliana Velásquez

Melhor Álbum Pop Vocal
– “Dios Los Cría” — Andrés Calamaro
– “Mis Manos” — Camilo
– “Munay” — Pedro Capó
– “K.O” — Danna Paola
– “De México” — Reik

Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional
– “Vértigo” — Pablo Alborán
– “Mis Amores” — Paula Arenas
– “Privé” — Juan Luis Guerra
– “Doce Margaritas” — Nella
– “Atlántico a Pie” — Diego Torres

Melhor Canção Pop
– “Adiós” — Sebastián Yatra
– “Ahí” — Nella
– “Canción Bonita” — Carlos Vives & Ricky Martin
– “La Mujer” — Mon Laferte & Gloria Trevi
– “Vida de Rico” — Camilo

Melhor Canção em Língua Portuguesa
– “A Cidade” — Chico Chico e João Mantuano
– “Amores e Flores”— Melim
– “Espera a Primavera” — Nando Reis
– “Lágrimas de Alegria” — Maneva & Natiruts
– “Lisboa” — Anavitória e Lenine
– “Mulheres Não Têm que Chorar” — Ivete Sangalo & Emicida

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa
– “Cor” — Anavitória
– “A Bolha” — Vitor Kley
– “Duda Beat & Nando Reis” — Duda Beat e Nando Reis
– “Será que Você Vai Acreditar?” — Fernanda Takai
– “Chegamos Sozinhos em Casa” — Tuyo

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa
– “Álbum Rosa” — A Cor do Som
– “Emidoinã” — André Abujamra
– “Oxeaxeexu” — BaianaSystem
– “Assim Tocam Meus Tambores” — Marcelo D2
– “Fôlego” — Scalene
– “O Bar me Chama” — Velhas Virgens

Melhor Álbum de Samba/Pagode
– “Rio: Só Vendo a Vista” — Martinho Da Vila
– “Sempre Se Pode Sonhar” — Paulinho da Viola
– “Nei Lopes, Projeto Coisa Fina e Guga Stroeter no Pagode Black Tie” — Nei Lopes, Projeto Coisa Fina e Guga Stroeter
– “Samba de Verão” — Diogo Nogueira
– “Onze (Músicas inéditas de Adoniran Barbosa)” — Vários Artistas

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira
– “Canções D’Além Mar” — Zeca Baleiro
– “H.O.J.E” — Delia Fischer
– “Tempo de Viver” — Thiago Holanda
– “Bom Mesmo É Estar Debaixo D’Água” — Luedji Luna
– “Do Meu Coração Nu” — Zé Manoel

Melhor Álbum de Música Sertaneja
– “Tempo de Romance” — Chitãozinho e Xororó
– “Daniel em Casa” — Daniel
– “Patroas” — Marília Mendonça, Maiara & Maraísa
– “Conquistas” — Os Barões da Pisadinha
– “Pra Ouvir no Fone” — Michel Teló

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa
– “Sambadeiras” – Luiz Caldas
– “Do Coração” – Sara Correia
– “Orin A Língua dos Anjos” – Orquestra Afrosinfônica
– “Eu e Vocês” – Elba Ramalho
– “Arraiá da Veveta” – Ivete Sangalo

Veja mais indicados clicando aqui.

Sarah Harding (1981-2021)

De acordo com o site TV e Famosos, a cantora Sarah Harding, ex-integrante do Girls Aloud, morreu aos 39 anos em decorrência de um câncer de mama:

A notícia foi compartilhada no perfil oficial da cantora com uma mensagem de sua mãe, Marie.

Sarah Harding

“É com profundo pesar que hoje estou compartilhando a notícia de que minha linda filha Sarah infelizmente faleceu. Muitos de vocês souberam da batalha de Sarah contra o câncer e que ela lutou muito desde o diagnóstico até o último dia. Ela partiu pacificamente esta manhã”, escreveu.

Leia mais clicando aqui.

Lee Scratch Perry (1936-2021)

Lee Perry

Ainda não saiu nota no Brasil. Um dos mestres do reggae, em matéria do The Guardian:

Lee “Scratch” Perry, whose pioneering work with roots reggae and dub opened up profound new depths in Jamaican music, has died aged 85.

Jamaican media reported the news that he died in hospital in Lucea, northern Jamaica. No cause of death has yet been given. Andrew Holness, the country’s prime minister, sent “deep condolences” to Perry’s family.

The loping tempos of his work established the roots reggae sound that Bob Marley made world famous, while his dub production, with its haunting use of space and echo, would have a profound influence on post-punk, hip-hop, dance music and other genres. Along with his gnomic pronouncements and mystical air, he became one of Jamaica’s most unusual and esteemed artists. Keith Richards once described him as “the Salvador Dalí of music. He’s a mystery. The world is his instrument. You just have to listen.”

Leia mais clicando aqui.

Lee Perry

Charlie Watts (1941-2021)

Charlie Watts

De acordo com o G1, Charlie Watts, baterista do Rolling Stones, morreu aos 80 anos. A informação foi confirmada por Bernard Doherty, agente do músico, em comunicado para a imprensa britânica em 24.08.2021:

Charlie passou por um procedimento cirúrgico recentemente. Na ocasião, sem detalhar o motivo da cirurgia, seu representante informou que ele ficaria fora da turnê da banda.

Leia mais clicando aqui.

O comunicado oficial:

Homenagens:

No site TSF:

Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, morreu esta terça-feira aos 80 anos, revelou Bernard Doherty, agente do artista, em comunicado.

“É com imensa tristeza que anunciamos a morte do nosso amado Charlie Watts. Faleceu pacificamente num hospital de Londres, esta terça-feira de manhã, rodeado pela família. Charlie era um marido, pai e avô acarinhado e também, como membro dos Rolling Stones, um dos maiores bateristas da sua geração. Pedimos gentilmente que a privacidade da família, membros da banda e amigos próximos seja respeitada neste momento difícil”, pode ler-se na nota.

Eric Wagner (1959-2021)

Eric Wagner

De acordo com o site WikiMetal, foi anunciado em 23.08.2021 que Eric Wagner, vocalista e membro fundador do grupo “Trouble”, faleceu por conta da COVID-19:

Mais cedo essa semana, o The Skull, projeto no qual Wagner atuava desde 2012, anunciou que alguns shows seriam adiados por conta de membros da banda que testaram positivos para o vírus. A maioria se recuperou, mas Eric foi hospitalizado com uma pneumonia. O músico tinha apenas 62 anos.

A notícia foi dada informalmente por seu filho mais velho, Luke Wagner, e confirmada pouco depois na página oficial do The Skull no Facebook. A banda lamentou o ocorrido e disse que fará um comunicado oficial quando souberem maiores detalhes.

Leia mais clicando aqui.

Mais sobre Eric:
https://en.wikipedia.org/wiki/Eric_Wagner

Don Everly (1937-2021)

De acordo com a revista Monet, O roqueiro Don Everly, conhecido por fazer parte do Everly Brothers e membro do Hall da Fama do Rock and Roll, morreu aos 84 anos de idade em sua casa em Nashville. A causa da sua morte ainda não foi confirmada:

A informação foi confirmada por um representante da família em comunicado enviado ao jornal The Los Angeles Times. “Don viveu de acordo com o que sentia em seu coração. Don expressou seu apreço pela capacidade de viver seus sonhos com sua alma gêmea e esposa, Adele, e a compartilhar a música que o fez um Everly Brother”, destacou o porta-voz.

Nascido em 1937 em Kentucky, Don começou a escrever músicas com seu irmão ainda na adolescência, lançando seu primeiro álbum em 1957. A dupla atingiu as paradas de sucesso nos anos 1960 com hits como ‘Bye Bye Love’, ‘All I Have to Do Is Dream’ e ‘Problems’, além de outros grandes sucessos da época como ‘Wake Up Little Susie’ e ‘Crying in the Rain’.

Leia mais clicando aqui.

MTV VMA 2021: Indicados

Os indicados foram anunciados em 11.08.2021:

— Clipe do Ano
Cardi B ft. Megan Thee Stallion – WAP
DJ Khaled ft. Drake – Popstar
Doja Cat ft. SZA – Kiss Me More
Ed Sheeran – Bad Habits
Lil Nas X – Montero (Call Me By Your Name)
The Weeknd – Save Your Tears

— Artista do Ano
Ariana Grande
Doja Cat
Justin Bieber
Megan Thee Stallion
Olivia Rodrigo – Geffen Records
Taylor Swift

— Música do Ano
24kGoldn ft. iann dior – Mood
Bruno Mars, Anderson Paak, Silk Sonic – Leave The Door Open
BTS – Dynamite
Cardi B ft. Megan Thee Stallion – WAP
Dua Lipa – Levitating
Olivia Rodrigo – drivers license

— Artista Revelação
24kGoldn
Giveon
The Kid LAROI
Olivia Rodrigo
Polo G
Saweetie

— Melhor MTV Push
Setembro 2020: Wallows – Are You Bored Yet?
Outubro 2020: Ashnikko – Daisy
Novembro 2020: SAINt JHN – Gorgeous
Dezembro 2020: 24kGoldn – Coco
Janeiro 2021: JC Stewart – Break My Heart
Fevereiro 2021: Latto – Sex Lies
Março 2021: Madison Beer – Selfish
Abril 2021: The Kid LAROI – WITHOUT YOU
Maio 2021: Olivia Rodrigo – drivers license
Junho 2021: girl in red Serotonin
Julho 2021: Fousheé – my slime
Agosto 2021: jxdn – Think About Me

— Melhor Feat
24kGoldn ft. iann dior – Mood
Cardi B ft. Megan Thee Stallion – WAP
Doja Cat ft. SZA – Kiss Me More
Drake ft. Lil Durk – Laugh Now Cry Later
Justin Bieber ft. Daniel Caesar, Giveon – Peaches
Miley Cyrus ft. Dua Lipa – Prisoner

— Melhor Clipe Pop
Ariana Grande – positions
Billie Eilish – Therefore I Am
BTS – Butter
Harry Styles – Treat People With Kindness
Justin Bieber ft. Daniel Caesar, Giveon – Peaches
Olivia Rodrigo – good 4 u
Shawn Mendes – Wonder
Taylor Swift – willow

— Melhor Clipe de Hip-Hop
Cardi B ft. Megan Thee Stallion – WAP
Drake ft. Lil Durk – Laugh Now Cry Later
Lil Baby ft. Megan Thee Stallion – On Me (remix)
Moneybagg Yo – Said Sum
Polo G – RAPSTAR
Travis Scott ft. Young Thug & M.I.A. – FRANCHISE

— Melhor Clipe de Rock
Evanescence – Use My Voice
Foo Fighters – Shame Shame
John Mayer – Last Train Home
The Killers – My Own Soul’s Warning
Kings Of Leon – The Bandit
Lenny Kravitz – Raise Vibration

— Melhor Clipe Alternativo
Bleachers – Stop Making This Hurt
Glass Animals – Heat Waves
Imagine Dragons – Follow You
Machine Gun Kelly ft. blackbear – my exs best friend
twenty one pilots – Shy Away
WILLOW ft. Travis Barker – t r a n s p a r e n t s o u l

— Melhor Clipe Latino
Bad Bunny x Jhay Cortez – Dákiti
Billie Eilish & ROSALÍA – Lo Vas A Olvidar
Black Eyed Peas and Shakira – GIRL LIKE ME
J. Balvin, Dua Lipa, Bad Bunny, Tainy – UN DIA (ONE DAY)
Karol G – Bichota
Maluma – Hawái

— Melhor Clipe de R&B
Beyoncé, Blue Ivy, SAINt JHN, WizKid – BROWN SKIN GIRL
Bruno Mars, Anderson .Paak, Silk Sonic – Leave The Door Open
Chris Brown and Young Thug – Go Crazy
Giveon – HEARTBREAK ANNIVERSARY
H.E.R. ft. Chris Brown – Come Through
SZA – Good Days

— Melhor Clipe de K-Pop
(G)I-DLE – DUMDi DUMDi
BLACKPINK and Selena Gomez – Ice Cream
BTS – Butter
SEVENTEEN – Ready to love
TWICE – Alcohol-Free

— Melhor Clipe Manifesto
Billie Eilish – Your Power
Demi Lovato – Dancing With The Devil
H.E.R. – Fight For You
Kane Brown – Worldwide Beautiful
Lil Nas X – MONTERO (Call Me By Your Name)
Pharrell Williams ft. JAY-Z – Entrepreneur

— Melhor Direção
Billie Eilish – Your Power
DJ Khaled ft. Drake – POPSTAR
Lil Nas X – MONTERO (Call Me By Your Name)
Taylor Swift – willow
Travis Scott ft. Young Thug & M.I.A – Franchise
Tyler, The Creator – LUMBERJACK

— Melhor Fotografia
Beyoncé, Blue Ivy, SAINt JHN, WizKid – BROWN SKIN GIRL
Billie Eilish – Therefore I Am
Foo Fighters – Shame Shame
Justin Bieber ft. Chance The Rapper – Holy
Lady Gaga – 911
Lorde – Solar Power

— Melhor Direção de Arte
Beyoncé, Shatta Wale, Major Lazer – ALREADY
Ed Sheeran – Bad Habits
Lady Gaga – 911
Lil Nas X – MONTERO (Call Me By Your Name)
Saweetie ft. Doja Cat – Best Friend
Taylor Swift – willow

— Melhores Efeitos Visuais
Bella Poarch – Build A Bitch
Coldplay – Higher Power
Doja Cat & The Weeknd – You Right
Glass Animals – Tangerine
Lil Nas X – MONTERO (Call Me By Your Name)
P!NK – All I Know So Far

— Melhor Coreografia
Ariana Grande – 34+35
BTS – Butter
Ed Sheeran – Bad Habits
Foo Fighters – Shame Shame
Harry Styles – Treat People With Kindness
Marshmello & Halsey – Be Kind

— Melhor Edição
Bruno Mars, Anderson .Paak, Silk Sonic – Leave The Door Open
BTS – Butter
Drake – What’s Next
Harry Styles – Treat People With Kindness
Justin Bieber ft. Daniel Caesar, Giveon – Peaches
Miley Cyrus ft. Dua Lipa – Prisoner

Johnny Solinger (1965-2021)

Johnny Solinger

De acordo com o site da Rolling Stone, Johnny Solinger, ex-vocalista do Skid Row, morreu em 26.06.2021 aos 55 anos:

O cantor faleceu um mês após revelar diagnóstico de insuficiência hepática.

A notícia do falecimento de Johnny Solinger foi divulgada através das redes sociais do Skid Row. O cantor ocupou a posição de vocalista do grupo de hard rock entre 1999 e 2015, substituindo Sebastian Bach.

“Ficamos tristes ao ouvir a notícia sobre o nosso irmão Johnny Solinger. Os nossos pensamentos estão com à família, amigos e fãs dele hoje. Vá com Deus, Singo. Diga olá a Scrappy por nós”, escreveu o perfil da banda no Instagram.

Scrappy, a quem o grupo se referiu na mensagem é o avô de Johnny Solinger, homenageado no álbum solo do cantor, Scrappy Smith (2014).

Leia mais clicando aqui.

John Davis: Falecimento

John Davis

De acordo com o UOL, o cantor John Davis, que acabou ficando conhecido como um das “vozes reais” do duo Milli Vanilli, que na verdade era uma farsa, morreu vítima da covid-19, aos 66 anos:

A informação foi confirmada por Jasmin, filha do artista, em publicação nas redes sociais feita na última segunda-feira (24).

(…) Davis, uma das vozes reais do Milli Vanilli, e seus colegas de estúdio fundaram o grupo The Real Milli Vanilli após a polêmica. Anos depois, o músico acabou se aproximando de Fab Morvan e os dois chegaram a sair em turnê pela Europa cantando os sucessos antigos do duo.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
John Davis, Real Milli Vanilli Singer, Dead at 66

Grammy 2020/2021: Vencedores

Os vencedores foram anunciados em 14.03.2021:

Billie Eilish

Billie Eilish

—— GENERAL FIELD

1. Record Of The Year
EVERYTHING I WANTED
Billie Eilish
Finneas O’Connell, producer; Rob Kinelski & Finneas O’Connell, engineers/mixers; John Greenham, mastering engineer

2. Album Of The Year
FOLKLORE
Taylor Swift
Jack Antonoff, Aaron Dessner & Taylor Swift, producers; Jack Antonoff, Aaron Dessner, Serban Ghenea, John Hanes, Jonathan Low & Laura Sisk, engineers/mixers; Aaron Dessner & Taylor Swift, songwriters; Randy Merrill, mastering engineer

3. Song Of The Year
I CAN’T BREATHE
Dernst Emile II, H.E.R. & Tiara Thomas, songwriters (H.E.R.)

4. Best New Artist
MEGAN THEE STALLION

Billie Eilish e Finneas O'Connell

Billie Eilish e Finneas O’Connell

Harry Styles

Harry Styles

—— POP

5. Best Pop Solo Performance
WATERMELON SUGAR
Harry Styles

6. Best Pop Duo/Group Performance
RAIN ON ME
Lady Gaga with Ariana Grande

7. Best Traditional Pop Vocal Album
AMERICAN STANDARD
James Taylor

8. Best Pop Vocal Album
FUTURE NOSTALGIA
Dua Lipa

—— DANCE/ELECTRONIC MUSIC

9. Best Dance Recording
10%
Kaytranada Featuring Kali Uchis
Kaytranada, producer; Neal H. Pogue, mixer

10. Best Dance/Electronic Album
BUBBA
Kaytranada

—— CONTEMPORARY INSTRUMENTAL MUSIC

11. Best Contemporary Instrumental Album
LIVE AT THE ROYAL ALBERT HALL
Snarky Puppy

—— ROCK

12. Best Rock Performance
SHAMEIKA
Fiona Apple

13. Best Metal Performance
BUM-RUSH
Body Count

14. Best Rock Song
STAY HIGH
Brittany Howard, songwriter (Brittany Howard)

15. Best Rock Album
THE NEW ABNORMAL
The Strokes

—— ALTERNATIVE

16. Best Alternative Music Album
FETCH THE BOLT CUTTERS
Fiona Apple

—— R&B

17. Best R&B Performance
BLACK PARADE
Beyoncé

18. Best Traditional R&B Performance
ANYTHING FOR YOU
Ledisi

19. Best R&B Song
BETTER THAN I IMAGINED
Robert Glasper, Meshell Ndegeocello & Gabriella Wilson, songwriters (Robert Glasper Featuring H.E.R. & Meshell Ndegeocello)

20. Best Progressive R&B Album
IT IS WHAT IT IS
Thundercat

21. Best R&B Album
BIGGER LOVE
John Legend

—— RAP

22. Best Rap Performance
SAVAGE
Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé

23. Best Melodic Rap Performance
LOCKDOWN
Anderson .Paak

24. Best Rap Song
SAVAGE
Beyoncé, Shawn Carter, Brittany Hazzard, Derrick Milano, Terius Nash, Megan Pete, Bobby Session Jr., Jordan Kyle Lanier Thorpe & Anthony White, songwriters (Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé)

25. Best Rap Album
KING’S DISEASE
Nas

Todas as demais categorias: clique aqui.

Lou Ottens (1926-2021)

Lou Ottens

De acordo com o site Tenho Mais Discos Que Amigos, Lou Ottens, engenheiro holandês que ficou famoso por inventar a fita K7 tão utilizada para ouvir música, faleceu aos 94 anos de idade em 06.03.2021:

Ele desenvolveu a amada invenção lá em 1960, depois de ficar insatisfeito com o uso das fitas de rolo para ouvir música — naturalmente, Lou enxergava o dispositivo como grande demais e a ideia era justamente criar algo que coubesse no bolso de sua jaqueta, o qual serviu de modelo para o tamanho da fita.

Como chefe de desenvolvimento de produtos da Phillips, não demorou muito para que Ottens atingisse seu objetivo e criasse um dos itens mais importantes da história da música.

Primeiro, a música chegou às casas e aos carros e alguns anos depois surgiria o famoso walkman, que abriu as portas para o consumo de música na rua em sua forma mais prática possível. Se estamos onde estamos hoje, muito devemos a Ottens e sua icônica invenção.

No total, são mais de 100 milhões de fitas K7 vendidas na história — um número que tem visto um aumento improvável nos últimos anos devido à repopularização do formato como alternativa ao consumo digital.

Leia mais clicando aqui.

Chick Corea (1941-2021)

Chick Corea

De acordo com o portal G1, o pianista de jazz Chick Corea morreu aos 79 anos em 09.02.2021 por causa de uma forma rara de câncer. A notícia foi divulgada em 11.02.2021 na página do músico no Facebook:

De acordo com o comunicado, a doença foi diagnosticada “muito recentemente”.

Na publicação, Corea deixou uma mensagem para os fãs, amigos e família.

“Quero agradecer a todos que ao longo de minha jornada ajudaram a manter as chamas da música queimando forte. Tenho a esperança de que aqueles que têm uma inclinação para tocar, escrever, se apresentar ou algo do tipo o façam. Se não por vocês mesmos, pelo resto de nós. Não é apenas que o mundo precisa de mais artistas, mas também porque é muito divertido”, afirmou o pianista.

“E para todos os meus amigos músicos maravilhosos que foram como uma família para mim desde que os conheço: Foi uma bênção e uma honra aprender com e ao tocar com todos vocês. Minha missão sempre foi a de trazer a alegria da criação a qualquer lugar que eu pudesse, e fazê-lo com todos os artistas que eu tanto admiro — esta foi a riqueza da minha vida.”

Chick Corea

Armando Anthony “Chick” Corea nasceu no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, em 1941. Ganhador de 23 prêmios do Grammy e indicado mais de 60 vezes ao longo de uma carreira de mais de 50 anos, ele se estabeleceu como um dos principais pianistas de jazz nos anos 1960.

Leia mais clicando aqui.


.
Por Mauro Ferreira:

Não foi por acaso que o pianista carioca Antonio Adolfo incluiu no álbum Finas misturas (2013) um tema de Corea, Crystal silence (1972), que já havia sido gravado pelo trombonista carioca Raul de Souza no álbum Colors (1975). Tampouco foi por acaso que o inclassificável Hermeto Pascoal saudou o colega norte-americano com a composição Um abraço, Chick Corea (2017), gravada por Hermeto no álbum No mundo dos sons (2017).

A notícia da morte de Corea – ocorrida na terça-feira, 9 de fevereiro, a quatro meses de o pianista completar 80 anos, vítima de câncer – entristece o mundo do jazz na noite desta quinta-feira, 11 de fevereiro.

Instrumentistas do Brasil também estão lamentando a morte do artista cuja obra ecoa em discos cujo som é o que se convencionou chamar de jazz brasileiro.

Leia mais e veja outros vídeos clicando aqui.

Mary Wilson (1944-2021)

Mary Wilson

De acordo com o portal G1, Mary Wilson, uma das cantoras da formação original das Supremes, morreu aos 76 anos em 08.02.2021 em sua casa, em Las Vegas, e a causa não foi informada, disse o publicitário Jay Schwartz:

“Fiquei extremamente chocado e triste ao saber do falecimento de um importante membro da família Motown Records, Mary Wilson das Supremes”, disse o fundador da gravadora, Berry Gordy, em um comunicado na noite de segunda-feira, segundo a revista Variety. “As Supremes sempre foram conhecidas como as ‘queridinhas da Motown’'”.

“Sempre tive orgulho de Mary. Ela era uma grande estrela por seus próprios méritos e ao longo dos anos continuou a trabalhar duro para impulsionar o legado do Supremes. Mary Wilson foi extremamente especial para mim. Ela foi uma pioneira, uma diva e fará muita falta. Nossos sentimentos aos familiares de Mary durante este momento difícil”, lamentou o empresário.

Wilson, Diana Ross e Florence Ballard foram a primeira formação do The Supremes. O grupo foi formado em 1959, quando Wilson tinha 15 anos de idade.

Ballard foi substituída por Cindy Birdsong em 1967, e Wilson ficou com o grupo até que ele foi oficialmente dissolvido pela Motown em 1977.

Leia mais clicando aqui.