Julee Cruise (1956-2022)

Julee Cruise

De acordo com o portal G1, a cantora Julee Cruise, que ficou conhecida pelo tema da série “Twin Peaks”, morreu aos 65 anos. Seu marido, Edward Grinnan, confirmou a morte em uma homenagem nas redes sociais:

“Ela partiu desse plano do seu jeito. Sem arrependimentos. Ela está em paz… Eu toquei pra ela ‘Roam’ [música da banda The B-52’s] durante a passagem. Agora ela vai passear pra sempre. Descanse em paz, meu amor.”

Em 2018, a cantora anunciou que foi diagnosticada com Lupus e fez um desabafo sobre suas dores crônicas. Nas redes sociais, fãs manifestaram todo apoio à cantora na época.

Julee Cruise é mais conhecida pela canção “Falling”, escrita por Angelo Badalamenti, e que foi usada como tema de “Twin Peaks”, série televisiva do diretor David Lynch, que estreou em 1990.

Julee Cruise e David Lynch fizeram várias parcerias musicais ao longo dos anos. A primeira delas aconteceu em 1986, para o filme “Veludo Azul”.

Leia mais clicando aqui.

Jim Seals (1941-2022)

Jim Seals

De acordo com o site da Variety, Jim Seals, integrante do duo Seals and Crofts, sucesso nos anos 1970 com hits como “Summer Breeze” e “Diamond Girl”, morreu aos 80 anos:

No cause of death was immediately given.

Several friends and relatives confirmed the death. “I just learned that James ‘Jimmy’ Seals has passed,” announced his cousin, Brady Seals, a former member of the country band Little Texas, Monday night. “My heart just breaks for his wife Ruby and their children. Please keep them in your prayers. What an incredible legacy he leaves behind.”

Wrote John Ford Coley, “This is a hard one on so many levels as this is a musical era passing for me. And it will never pass this way again, as his song said,” he added, referring to the Seals and Croft hit “We May Never Pass This Way (Again).” Coley was a member of another hit duo of the era, England Dan and John Ford Coley, with Jim Seals’ younger brother, the late Dan Seals.

Leia mais (por enquanto em inglês) clicando aqui.

No The Guardian:
Jim Seals, of soft rock duo Seals and Crofts, dies aged 80

Mais sobre o duo em
https://en.wikipedia.org/wiki/Seals_and_Crofts

Alec John Such (1951-2022)

Alex John Such

De acordo com o site do jornal O Dia, Alec John Such, ex-baixista e um dos fundadores do Bon Jovi, morreu aos 70 anos de idade. A informação foi confirmada pelo líder da banda, Jon Bon Jovi, em 05.06.2022, pelas redes sociais:

“Estamos devastados ao ouvir a notícia da morte de nosso querido amigo Alec John Such. Ele era original. Como um dos fundadores do Bon Jovi, Alec foi essencial para a formação da banda. Sinceramente, nós nos encontramos por causa dele — ele era um amigo de infância de Tico e levou Richie para ver uma de nossas apresentações. Alec sempre foi doido e cheio de vida. Hoje, essas memórias especiais me fazem sorrir e chorar. Sentiremos muita falta dele”, diz a breve nota, publicada no Twitter.

Leia mais clicando aqui.

No portal G1:

Bon Jovi disse que Such era um amigo de infância do baterista Tico Torres e que levou Richie Sambora para assistir uma apresentação do grupo, antes de Sambora virar o principal guitarrista da banda.

Leia mais clicando aqui.

Krishnakumar Kunnath (1968-2022)

Krishnakumar Kunnath

De acordo com o site da CNN, o cantor indiano Krishnakumar Kunnath, conhecido pelo nome artístico de KK, morreu na noite de 31.05.2022 em Calcutá, de acordo com o hospital CMRI da cidade:

Poucas horas antes de sua morte em 31 de maio, o aclamado cantor de 53 anos se apresentou em um show em Nazrul Mancha, um local no colégio Sir Gurudas Mahavidyalaya, na cidade indiana de Calcutá.

O trabalho de Kunnath como cantor de playback – um vocalista cujas músicas são pré-gravadas para uso em filmes – o tornou famoso no país, ao emprestar sua voz a centenas de filmes de Bollywood. Ele se tornou um nome familiar popular após o lançamento em 1999 de seu primeiro álbum solo, “Pal”.

Homenagens ao cantor começaram a se espalhar pelas redes sociais assim que as notícias de sua morte foram divulgadas, incluindo uma do primeiro-ministro do país, Narendra Modi.

“Triste com o falecimento prematuro do famoso cantor Krishnakumar Kunnath, popularmente conhecido como KK. Suas músicas refletem uma ampla gama de emoções, atingindo pessoas de todas as faixas etárias. Sempre nos lembraremos dele através de suas músicas. Condolências à sua família e fãs. Om Shanti”, disse Modi.

Leia mais clicando aqui.

Alan White (1949-2022)

Um dos integrantes mais antigos da banda de rock progressivo Yes, o baterista Alan White morreu nesta quinta-feira, 26.05.2022, aos 72 anos, em Seattle, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada nas redes sociais pelo grupo. No portal G1:

O baterista Alan White, da banda de rock progressivo Yes, morreu aos 72 anos. O grupo anunciou a morte nesta quinta-feira (26), mas não divulgou a causa.

Alan White

“É com muita tristeza que o Yes anuncia que Alan White, amado amigo e baterista deles há 50 anos, morreu, aos 72 anos, depois de uma breve doença”, diz o comunicado.

Leia mais clicando aqui.

Alan White

No UOL:

Nascido em Pelton, na Inglaterra, White começou a ganhar notoriedade no cenário musical internacional em 1969, quando John Lennon o convidou para se juntar à Plastic Ono Band, banda que formou ao lado da esposa, Yoko Ono, após a dissolução dos Beatles.

Leia mais clicando aqui.

Andrew Fletcher (1961-2022)

Andrew Fletcher

De acordo com o portal G1, Andrew Fletcher, fundador do Depeche Mode, morreu aos 60 anos:

A notícia foi anunciada pelo perfil da banda nesta quinta-feira [26.05.2022].

“Fletch tinha um verdadeiro coração de ouro e estava sempre lá quando você precisava de apoio, uma conversa animada, uma boa risada ou uma cerveja gelada”, diz a nota publicada no perfil do grupo.

A causa da morte do tecladista não havia sido divulgada até a última atualização desta reportagem.

A notícia foi encontrada aqui.

No UOL:

O tecladista formou a Depeche Mode na Inglaterra com os músicos Martin Gore e Vince Clarke durante a década de 1970. “Just Can’t Get Enough” e “New Life” estão entre os sucessos do grupo de rock eletrônico, que também conta com Dave Gahan em sua formação.

Leia mais clicando aqui.

Andrew Fletcher

Vangelis (1943-2022)

Vangelis

O premiado compositor grego Vangelis, cuja empolgante música com tema eletrônico para o filme vencedor do Oscar de 1981, “Carruagens de Fogo”, uma das trilhas sonoras mais conhecidas dos anos 1980, morreu aos 79 anos, segundo a agência de notícias Athens News em informação de 19.05.2022:

Citando um anúncio do escritório dos seus advogados, a agência disse que Vangelis morreu no fim da terça-feira, sem citar a causa da morte. Apesar de ter tido sucesso na cena de rock progressivo europeia no começo dos anos 1970, ele ficou desconfortável com as expectativas de um artista comercial e praticamente se abrigou em um estúdio de gravação que criou para si em Londres.

Leia mais clicando aqui.

No Zero Hora:

Sua trilha sonora para “Carruagens de Fogo” ganhou um Oscar em 1982, quando competiu com a trilha de John Williams para o primeiro filme de Indiana Jones.

“É com grande tristeza que anunciamos que o grande grego Vangelis Papathanassiou faleceu na noite de terça-feira, 17 de maio”, disse seu advogado à agência de notícias grega ANA nesta quinta-feira.

Vangelis

Segundo a mídia grega, Vangelis morreu de coronavírus na França, onde vivia em certas temporadas.

Mitsotakis também observou que o nome do meio de Vangelis era Ulysses.

Leia mais clicando aqui.

No UOL Esportes:

(…) Vangelis foi acusado de plágio. A denúncia acusava o autor de copiar a melodia da peça “Cidade das Violetas”, do compositor grego Stravos Logaridis. Entretanto, Vangelis venceu a causa. Ele provou judicialmente que não havia ouvido a peça de Logaridis antes de compor a música. Além disso, a sequência que teria sido plagiada já havia sido usada pelo autor em outras obras dele, anteriores à “Cidade das Violetas”. A São Silvestre não é a única a utilizar a música como tema próprio. Filmes com enredos esportivos, propagandas e paródias frequentemente se apresentam ao som de “Carruagens de Fogo”.

Leia mais clicando aqui.

Trevor Strnad (1981-2022)

De acordo com o portal UOL, Trevor Strnad, vocalista e fundador da banda de heavy metal Black Dahlia Murder, morreu aos 41 anos:

A notícia foi confirmada pelos integrantes da banda na quarta-feira [11.05.2022], pelas redes sociais. Apesar de a causa da morte não ter sido divulgada, a banda compartilhou mais informações sobre o contato da Linha Nacional de Prevenção ao Suicídio.

Trevor Strnad

(…) A formação do grupo de heavy metal veio em 2000. Depois de soltar uma série de EPs independentes, a banda assinou um contrato com a gravadora Metal Blade Records, que lançou todos os álbuns da Black Dahlia Murder, incluindo o mais recente, “Verminous”, de 2020.

Leia mais clicando aqui.

Jewell Caples (1968-2022)

De acordo com o site Fama ao Minuto, Jewell Caples, cantora que trabalhou com Tupac e Snoop Dogg, morreu aos 53 anos:

O falecimento foi confirmado pelo manager da artista.

Jewell Caples

Num comunicado divulgado pela publicação e escrito pelo seu manager, Timothy Beal, lê-se:

“A Jewell era uma mulher muito especial com um grande coração. Foi convidada no meu casamento no dia 12 de fevereiro deste ano. Partilhamos muitas conversas espirituais. Ela transformou a vida dela passando de rapper para cantora gospel”.

Leia mais clicando aqui.

No site da People:
https://people.com/music/jewell-caples-death-row-records-singer-dead-53/

Naomi Judd (1946-2022)

De acordo com o UOL, Naomi Judd, da dupla country The Judds, morreu neste sábado, aos 76 anos:

A filha de Naomi, Ashley Judd, anunciou sua morte em um comunicado publicado em seu Instagram. Ashley e a irmã Wynonna Judd deram uma declaração à Associated Press: “Hoje nós, irmãs, passamos por uma tragédia. Perdemos nossa linda mãe para a doença mental”, dizia o comunicado.

(…) A dupla The Judds era composta por Naomi e a filha Wynonna. Juntas, elas conquistaram 14 músicas no pirmeiro lugar das paradas de sucesso ao longo de suas carreiras.

Naomi Judd

Algumas das canções mais populares do duo incluem “Mama He’s Crazy”, “Why Not Me”, “Girls Night Out”, “Rockin’ With the Rhythm of the Rain” e “Grandpa” The Judds venceu a categoria de melhor dupla/grupo do CMA Awards de 1985 a 1991, vencendo nove prêmios no total.

Leia mais clicando aqui.

Taylor Hawkins (1972-2022)

Taylor Hawkins

De acordo com o portal G1, faleceu aos 50 anos o baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins. A notícia foi divulgada pela banda nas redes sociais. A causa da morte não foi divulgada:

De acordo com a emissora colombiana Caracol, ele foi encontrado sem vida nesta sexta-feira, 25.03.2022, em um hotel em Bogotá.

“A família Foo Fighters está devastada pela trágica e prematura perda de nosso amado Taylor Hawkins”, escreveu o grupo no Twitter.

“Seu espírito musical e riso contagiante vão viver conosco para sempre. Nossos corações vão a sua mulher, filhos e família, e pedimos que sua privacidade seja tratada com o máximo de respeito nesse tempo de dificuldade inimaginável.”

Em Bogotá

Leia mais clicando aqui.

O Foo Fighters se apresentaria no dia 27.03.2022 no Lollapalooza:

Lollapalooza 2022: Foo Fighters e Martin Garrix fecham o último dia do festival

Segundo comunicado do festival colombiano Estereopicnic, onde a banda se apresentaria, o Foo Fighters cancelou o resto da turnê sul-americana, incluindo o show no Lollapalooza Brasil. Taylor viajou com o grupo para Bogotá para participar e fechar o festival. O grupo também se apresentaria no Grammy em 06 de abril de 2022.

Foo Fighters

Na mesma matéria do G1:

Hawkins se juntou ao grupo liderado por Dave Grohl em 1997, depois de dois anos atuando como baterista de Alanis Morissette.

Ele substituiu William Goldsmith, que pediu demissão do cargo após um desentendimento com o vocalista. Depois de gravar o segundo disco, “The Colour and the Shape”, Grohl não estava satisfeito com a participação de Goldsmith e refez todas as suas partes escondido.

Na Variety:

Hawkins, who joined the band in 1997 after two years as Alanis Morissette’s drummer, was a key element of the Foo Fighters’ sound and image. An imaginative and rock-solid drummer, he had the seemingly thankless task of playing drums behind Foos frontman Dave Grohl, who is one of the greatest drummers in rock history. Hawkins filled that role with aplomb, bringing his own hard-hitting, time-juggling style to the band’s straight-ahead rock sound without trying to emulate Grohl.

Taylor Hawkins

He was also a strong singer and frequently took the mic during the band’s concerts and on B-sides, often on cover versions (such as a 2008 team-up with Led Zeppelin’s Jimmy Page and John Paul Jones, when Grohl went behind the drum kit at Hawkins took the mic). He also cowrote many of the band’s songs.

Leia mais clicando aqui.

O músico deixa mulher e três filhos. Antes de se juntar à banda em 1997, o americano Oliver Taylor Hawkins foi o baterista de turnê de Sass Jordan e Alanis Morissette, bem como o baterista da banda experimental progressiva Sylvia.

Matéria recente do G1 lembra outras vezes que o Foo Fighters esteve no Brasil:

O Foo Fighters não foi atração principal em sua primeira visita ao Brasil. No Rock in Rio 2001, eles abriram para o R.E.M.

Leia mais clicando aqui.

2019:

Mark Lanegan (1964-2022)

Mark Lanegan

De acordo com o site Splash do UOL, o antor e compositor Mark Lanegan, ex-vocalista do grupo Screaming Trees, morreu em 22.02.2022 aos 57 anos:

A informação foi confirmada pelo perfil oficial do artista no Twitter. A causa da morte não foi informada. “Nosso querido amigo Mark Lanegan faleceu esta manhã na sua casa localizada em Killarney, Irlanda. Um cantor, compositor, autor e músico amado. Ele tinha 57 anos e deixa sua esposa Shelley. Nenhuma outra informação está disponível no momento. Pedimos Por favor, respeite a privacidade da família”, diz a publicação.

Reconhecido como um dos principais nomes do grunge nos EUA, Mark Lanegan seguiu por diferentes estilos musicais durante a carreira solo, entre eles o folk e o blues.

Leia mais clicando aqui.

Gary Brooker (1945-2022)

Gary Brooker

De acordo com o site Whiplash, Gary Brooker, frontman e fundador do Procol Harum, faleceu no sábado, 19 de fevereiro de 2022, em sua residência na Inglaterra aos 76 anos de idade, após uma longa batalha contra o câncer:

A informação foi divulgada no facebook da banda, junto com o texto que diz: “Estamos muito tristes em anunciar a morte de Gary Brooker. Única presença constante na carreira de cinquenta anos da banda, a voz e o piano de Gary eram lendários e ele deixa um legado que durará por gerações. Ele fará muita falta para todos que o conheceram”.

O maior sucesso mundial do Procol Harum foi seu primeiro single de 1967, “A Whiter Shade Of Pale”, um dos singles mais vendidos da história, com mais de dez milhões de cópias vendidas. Com melodia inspirada em Johann Sebastian Bach, a canção liderou as paradas musicais de vários países quando de seu lançamento em 1967. Em 2009, foi anunciada como a canção mais tocada dos últimos 75 anos em espaços públicos no Reino Unido.

Leia mais clicando aqui.

Betty Davis (1945-2022)

Betty Davis

De acordo com o site da TV Cultura, a cantora Betty Davis, uma das grandes pioneiras do funk, morreu em 09.02.2022 aos 77 anos de idade:

Betty foi esposa do ícone do jazz Miles Davis. A informação foi divulgada pela amiga da artista e etnomusicóloga Danielle Maggio para o portal dos EUA da revista Rolling Stone.

De acordo com a diretora de comunicação do condado de Allegheny, onde morava a cantora, Davis morreu de causas naturais.

Betty Davis começou na carreira musical ainda com o nome de nascimento, Betty Mabry. Um de seus singles mais famosos foi lançado durante esse período, em 1964, ‘Get Ready for Betty’.

Leia Também: Jão lança clipe de “Idiota” com referências a Homem-Aranha, Titanic, Ayrton Senna e mais

Em 1968 se tornou a segunda esposa de Miles Davis. Desde então, adotou a alcunha de “Betty Davis”. Apesar do casamento ter durado apenas um ano foi responsável por algumas criações artísticas importantes. Betty é apontada como a inspiração por trás da música ‘Mademoiselle Mabry’ e como a responsável por levar a lenda do jazz até o rock realizado na época, o que resultou na era do jazz fusion do trompetista.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Betty Davis, O Furacão Funk

Betty Davis

Joe Diorio (1936-2022)

Mais informações em breve.

Joe Diorio foi um guitarrista de jazz americano. Ele tocou com Sonny Stitt, Eddie Harris, Ira Sullivan, Stan Getz, Pat Metheny, Horace Silver, Anita O’Day e Freddie Hubbard. Nos últimos anos, ele também gravou álbuns com artistas modernos, incluindo Robben Ford, Gary Willis, David Becker e Mick Goodrick.

Joe Diorio

Don Wilson (1933-2022)

Don Wilson

De acordo com o site português Publico, morreu Don Wilson, o guitarrista que deu ritmo ao surf-rock — ou surf music — dos The Ventures:

Em 1958, entrou numa loja com um amigo para comprar uma guitarra. Juntos fundaram os The Ventures, banda que deu arranque à febre surf-rock, admirada por George Harrison, Jimmy Page ou Quentin Tarantino. Don Wilson morreu este sábado aos 88 anos.

Leia a matéria completa clicando aqui.

No site Guitar Load:

De acordo com o jornal inglês The News Tribune, o compositor morreu de causas naturais ao lado dos seus quatro filhos.

Ao lado do The Ventures, Don Wilson fez história e emplacou clássicos como “Walk, Don’t Run”, tema da série Hawaii Five-0. Sua banda é considerada o grupo instrumental que mais vendeu discos em toda história e foi incluída no Hall da Fama do Rock’n’Roll em 2008.

Don Wilson

Em comunicado para a imprensa, Tim Wilson, um dos filhos de Don Wilson, disse algumas palavras de carinho em relação ao seu pai. “Nosso pai foi um incrível guitarrista que tocou pessoas de todo o mundo com sua banda, The Ventures. Terá seu lugar na história para sempre e foi muito querido e amado. Sentiremos sua falta”, afirmou.

Leia mais clicando aqui.

Hana Horká: Morte por Covid devido ao negacionismo

De acordo com o portal G1, Hana Horká, cantora do grupo tcheco Asonance que era contra a vacinação anticovid, faleceu em 16.01.2022, aos 57 anos, por complicações relacionadas à doença. Como um triste exemplo do negacionismo, Hana havia resolvido se contaminar deliberadamente e obter o passaporte de vacinação:

Em entrevista à rádio pública tcheca iRozhlas, o filho da cantora, Jan Rek, confirmou que a mãe era antivacina. Ele e o pai estavam completamente imunizados contra a Covid-19, mas contraíram a doença no final do ano passado.

Hana Horka decidiu, então, se expor propositalmente à Covid-19.

“Ela preferiu viver normalmente conosco e pegar a doença para não ter que se vacinar. É triste que ela quis mais acreditar em estranhos do que em sua própria família”, afirmou o filho.

Nas redes sociais, a artista, que integrava uma das bandas de folk mais antigas da República Tcheca, chegou a comemorar a contaminação. “Estou muito feliz porque, desta forma, poderei ter uma ‘vida livre’ como os outros, ir ao cinema, tirar férias, ir à sauna, ao teatro”, escreveu quando soube que estava infectada. Em novembro de 2021, um austríaco também foi a uma festa para pegar Covid-19 de propósito e morreu.

Sua atitude era elogiada por muitos de seus fãs e amigos que também expressaram o desejo de pegar Covid.

Dois dias antes de sua morte, a artista voltou a compartilhar informações sobre seu estado de saúde nas redes sociais, afirmando estar emocionada por ter vencido a doença. Hana também afirmou que, para comemorar, faria uma viagem “urgente” a uma praia.

No entanto, dois dias antes de morrer, a cantora começou a ter complicações. Segundo o filho, ela voltou de uma caminhada sentindo muitas dores nas costas e morreu por sufocamento em sua cama.

Jan está convencido que militantes antivacinas da República Tcheca são os principais responsáveis pela morte da mãe.

Leia mais clicando aqui.

Ronnie Spector (1943-2022)

Ronnie Spector

De acordo com o portal G1, a cantora Ronnie Spector, líder do grupo Ronettes, morreu de câncer aos 78 anos, segundo informou sua família em comunicado em 12.01.2022:

A artista americana formou o grupo vocal em 1957, com a irmã Estelle Bennett e a prima Nedra Talley, e se tornou uma das vozes femininas mais marcantes do pop dos anos 60.

Elas tiveram músicas produzidas por Phil Spector, com quem Ronnie teve um casamento conturbado.

Ela gravou sucessos como “Be My Baby”, “Baby I Love You” e “Walking in the Rain” com as Ronettes. Em 1964, ela se lançou em carreira solo. Ela gravou discos até 2016 (“English heart”), sem o mesmo sucesso dos anos 60.

Ronnie Spector

Em 2007, ela entrou no Hall da Fama do Rock como líder das Ronettes.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Marín (1968-2021)

Carlos Marín

De acordo com o site da revista Monet, Carlos Marín, integrante do grupo Il Divo, morreu aos 53 anos, vítima da Covid-19:

No começo da semana, apareceram notícias na imprensa inglesa de que o artista espanhol estaria internado em coma induzido em um hospital em Manchester, na Inglaterra.

Por meio das redes sociais, o grupo Il Divo confirmou a morte do seu membro fundador. “É com o coração pesado que informamos que nosso amigo e parceiro Carlos Marin faleceu. Ele fará muita falta para seus amigos, família e fãs. Nunca haverá outra voz ou espírito como Carlos. Por 17 anos, nós quatro estivemos nesta incrível jornada do Il Divo juntos, e vamos sentir a ausência do nosso querido amigo. Esperamos e oramos para que sua bela alma descanse em paz. Com amor – David, Sebastien e Urs”, diz o comunicado assinado pelos integrantes remanescentes.

O barítono Carlos Marin era um dos astros do Il Divo desde a criação do grupo em 2003 – o quarteto vendeu mais de 30 milhões de cópias de seus álbuns em todo o mundo desde então. É considerado o pioneiro do ‘popera’, e suas apresentações venderam mais de milhões de ingressos.

Il Divo foi criado por Simon Cowell (‘American Idol’) com inspiração na clássica reunião de Os Três Tenores – com Luciano Paravotti, Plácido Domingo e José Carreras.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Marín

No Wikipedia:

(…) Ao longo dos anos, ganhou reputação como um importante intérprete musical, cultivando diferentes gêneros musicais e recebendo excelentes críticas pelos críticos. Ele fez um nome para si mesmo na indústria musical, participando de várias competições musicais: “Jacinto Guerrero”, “Francisco Alonso” e “Julián Gayarre”, em 1996, quando conquistou o segundo lugar, entre outros.

Atuou em diversos musicais, começando em 1993 como Marius em Les Misérables, e depois em “Beauty and the Beast” (quando sofreu um acidente que o deixou com um tornozelo quebrado), Grease (em que desempenhou o papel de Vince Fontaine), “El diluvio que viene” (The Coming Flood) e que abrange, por José Sacristán, no Homem de La Mancha. [2] Também participou da produção de La Magia de Broadway (Broadway Magic) e Peter Pan (no teatro e CD), neste musical que ele dividia igualmente as funções de direcção musical de Alberto Quintero.

Marín cantou no filme animado Tim Burton, The Nightmare Before Christmas, e foi também a voz cantando o príncipe na versão em espanhol de Cinderela, da Disney, produzido no ano de 2000.

Carlos teve aulas vocais com Alfredo Kraus, Monserrat Caballé e Jaume Aragall.

Leia mais em
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Carlos_Mar%C3%ADn

Michael Nesmith (1942-2021)

De acordo com o site da Rolling Stone, o vocalista e guitarrista do Monkees, Michael Nesmith, um visionário pop que escreveu muitas das canções mais duradouras do grupo antes de concretizar as bases do country-rock com a First National Band no início dos anos 1970, morreu nesta sexta, 10 de dezembro de 2021, de causas naturais, aos 78 anos:

“Com Amor Infinito, anunciamos que Michael Nesmith faleceu esta manhã em sua casa, cercado pela família, pacificamente e de causas naturais,” disse a família em comunicado. “Pedimos que respeitem nossa privacidade neste momento e agradecemos o amor e a luz que todos vocês têm mostrado a ele e a nós.”

Michael Nesmith

Nesmith era conhecido como o Monkee com o chapéu de lã verde com o sotaque grosso do Texas (EUA) e o compositor de canções como “Mary, Mary,” “Circle Sky,” “Listen to the Band” e “The Girl IKnew Somewhere”. Mas, enfureceu-se nos bastidores porque a banda não tinha controle criativo de seus discos e, em 1967, liderou uma rebelião bem-sucedida contra o produtor musical Don Kirshner. O grupo posteriormente lançaria Headquarters e outros álbuns que criaram por conta própria.

Leia mais clicando aqui.

John Miles (1949-2021)

John Miles

De acordo com o site Radio Rock, o músico John Miles, cantor britânico de hits como “Music” (1976), morreu em 05.12.2021 aos 72 anos. Miles trabalhou com Tina Turner, Jimmy Page e Alan Parsons Project:

Em uma breve declaração, a família do músico disse (via Loudersound.Com): “Estamos arrasados por ter que anunciar que John Miles, o ‘Mr. Music’ infelizmente faleceu pacificamente após uma repentina doença”.

O cantor deixa sua esposa Eileen, com quem esteve casado há 50 anos, dois filhos e dois netos.

A canção que diz “Music Was My First Love”, que marcou a carreira de Miles, pode ser conferida no player abaixo:

Miles excursionava regularmente com Tina Turner, para quem tocava guitarra.

Leia mais clicando aqui.

John Miles

Na sua juventude Miles foi membro de uma banda de música local denominada “The Influence”, da qual também pertenciam Paul Thompson, posteriormente baterista dos Roxy Music e Vic Malcolm, guitarrista dos Geordie. Também formou a sua própria banda denominada “The John Miles Set” antes de começar sua carreira como solista em 1971.

“Song For You” abria a trilha sonora internacional da novela “Voltei Pra Você”, da Globo, nos anos 80:

Stephen Sondheim (1930-2021)

Stephen Sondheim

De acordo com o Globo Online, Stephen Sondheim, um dos maiores compositores de musicais da história da Broadway, cujas músicas e letras elevaram e redefiniram o padrão artístico americano, morreu nesta sexta-feira em casa em Roxbury, Connecticut, aos 91 anos:

Seu advogado e amigo, F. Richard Pappas, anunciou a morte, que ele descreveu como repentina. No dia anterior, Sondheim celebrou o Dia de Ação de Graças com um jantar com amigos em Roxbury, disse Pappas.

Um artista intelectualmente rigoroso que sempre buscou novos caminhos criativos, Sondheim foi o compositor mais reverenciado e influente do teatro da última metade do século XX, ainda que não tenha sido o mais popular. Seus espetáculos, quase sempre muito elogiados pela crítica, quase nunca foram grandes sucessos.

Stephen Joshua Sondheim nasceu em 22 de março de 1930, em Nova York, e cresceu no Upper West Side. Herbert, seu pai, era o dono de fábrica de vestidos; sua mãe, cujo nome de solteira era Etta Janet Fox, conhecida como Foxy, trabalhava para seu marido como designer até que eles se separaram, quando ele tinha 10 anos. Ele foi envidado durante alguns anos a escola militar, depois a George School, na Pennsylvania, mas até os 16 anos, o filho único viveu a maior parte do tempo com sua mãe, com quem ele teve uma relação tumultuosa ao longo da vida. (Seu pai casou novamente e ele teve mais dois filhos.)

Desde os primeiros sucessos no final dos anos 1950, quando escreveu as letras de “West Side Story” e “Gypsy”, até os anos 1990, quando compôs a música e as letras para dois musicais audaciosos, “Assassins”, dando voz aos homens e mulheres que mataram ou tentaram matar presidentes americanos, e “Paixão”, uma sondagem operística sobre a natureza do amor verdadeiro, ele era uma força teatral inovadora.

Leia mais clicando aqui.

Emmett Chapman (1936-2021)

Emmett Chapman

De acordo com o site ArteSonora, de Portugal, Emmett Chapman, o músico e inventor do (exótico e tecnicamente desafiante) “Chapman Stick”, morreu com a idade de 85 anos. A confirmação oficial chegou pela empresa que fundou:

Uma declaração emitida pela empresa de Emmett Chapman, a Stick Enterprises, anunciou que o seu fundador faleceu em casa em 01.11.2021 «após uma longa batalha contra o cancro». Está previsto um serviço fúnebre para 12 de Novembro, e a empresa estará encerrada até 15 de Novembro.

Leia mais clicando aqui.

No site Bet365:

Chapman Stick

Emmett Chapman começou sua carreira musical no final dos anos 1960 como guitarrista, apresentando-se ao lado de nomes como Barney Kessel e Tim Buckley antes de se tornar líder de banda.

Pioneiro do método de batidas com as duas mãos livres no braço do instrumento, o artista desenvolveu um violão de nove cordas personalizado, dedicado a acomodar adequadamente a maneira de tocar. Nascia, assim, o Chapman Stick.

Para promovê-lo, viajou extensivamente ao longo da década de 1970 e lançou um álbum, “Parallel Galaxy”, em 1985 para mostrar as capacidades do aparato.

Leia mais clicando aqui.

Celine Dion: Estado de saúde delicado

Celine Dion

De acordo com o site da Revista Quem, a cantora Celine Dion, que adiou os shows que faria em Las Vegas por problemas de saúde, não estaria mais conseguindo sair da cama. A informação foi dada por um familiar à revista Here:

“Ela não consegue mais se levantar da cama, nem se mover, nem andar. Ela sofre de dores nas pernas e pés que a paralisam. Ela está muito fraca e perdeu muito peso”, disse a fonte.

“É uma doença que pode exigir uma longa convalescença. Se as coisas não melhorarem, ela pode ficar afastada por vários meses ou até um ano. Porque seus sintomas são mais preocupantes do que o esperado.”

Celine Dion se apresentaria em Las Vegas, a partir de 5 de novembro. No Instagram, ela escreveu dia 19 de outubro: “Meu coração está partido por esta situação. Minha equipe e eu estamos trabalhando em nosso novo show há oito meses e não poder subir ao palco em novembro me entristece além das palavras.”

A sua equipe explicou, então, em comunicado oficial, que Celine Dion sofria de “espasmos musculares graves e persistentes”, localizados nas pernas e nos pés. Em seguida, sua irmã Claudette deu notícias amenizando o estado de saúde da cantora, explicando que esses problemas estavam relacionados ao “palco íngreme em que ela se apresentava” no Caesars Palace.

Leia mais clicando aqui.