Adjaldo Garcia Custódio (Eduardo): Falecimento

Eduardo

De acordo com o site MS Notícias, o cantor Adjaldo Garcia Custódio (Eduardo, da dupla com Henrique), de 38 anos, morreu em acidente de trânsito em 02.07.2022:

Eduardo morreu ao cair com seu veículo sobre a ponte de acesso ao Assentamento Santa Mônica, em Terenos (MS).

Segundo o registro de ocorrência (a íntegra), o irmão, Almir Regis Garcia Custódio (o Henrique da dupla), de 39 anos, esteve no local e notou a barra de direção do veículo quebrada, entretanto, ainda não se sabe se a peça quebrou antes ou após a queda que levou a morte de Adjaldo.

A equipe de reportagem apurou que a vítima era músico e sofreu acidente em seu Hyundai HB20 quando estava a caminho da Escola Estadual Antônio Valadares, em Terenos, onde iria cantar em uma festa julina.

O irmão já aguardava no local da festa e Adjaldo levava os instrumentos musicais.

Leia mais clicando aqui.

Arthur Poerner (1939-2022)

O professor e escritor Arthur Poerner, jornalista e compositor, professor, faleceu em 30.06.2022, de acordo com publicações nas redes sociais.

Arthur Poerner

Arthur foi perseguido e exilado durante a ditadura militar e, entre suas obras, está o livro “O poder jovem: história da participação política dos estudantes brasileiros”, sobre a história do movimento estudantil no Brasil. No site da UNE:

Arthur José Poerner nasceu em 1º de outubro de 1939, no Rio de Janeiro. Filho de Arthur Poerner e Catarina Dickmann Poerner, cursou o primeiro grau em uma escola estadual em Santa Tereza. Começou a fazer o segundo grau no Colégio Amaro Cavalcanti, no bairro do Catete, mas foi para Angra dos Reis estudar no Colégio Naval em 1957. Em 1959, ingressou na Escola Naval, mas desistiu logo no ano seguinte. Em 1964, entrou para Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Poerner começou sua carreira em 1962, como repórter do Jornal do Commercio, no Rio de Janeiro. Ainda no mesmo ano, foi redator da Standard Propaganda e, em 1963, do Correio da Manhã. Trabalhou também como articulista da revista Civilização Brasileira e como diretor da Folha da Semana – semanário do Partido Comunista Brasileiro –, motivo pelo qual acabou por responder a dois processos que o acompanharam durante vários anos.

Em 1965, Poerner foi co-autor da obra Assim marcha a família, com José Louzeiro e outros. Em 1966, lançou o livro Argélia: o caminho da independência. Ainda naquele ano, teve todos os seus direitos políticos suspensos pelo então presidente Castelo Branco.

Leia mais em
https://www.une.org.br/2011/08/arthur-poerner/

Update 02.07.2022 – A família não divulgou a causa da morte: parentes e amigos se despediram na tarde desta 01.07.2022 durante velório e enterro no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Ele deixa esposa, uma filha e enteada.

GRÁTIS – Expo Itaguaí 2022 – 30.06 a 05.07.2022

A Expo Itaguaí 2022 celebrará o aniversário de 204 anos da cidade, vai para a sua 24ª edição e acontece de 30/06 a 05/07/2022:

Palco Laía:
– 30/06 – Maiara e Maraisa;
– 01/07 – Capital inicial;
– 02/07 – Eli Soares, Anderson Freire e Elaine Martins;
– 03/07 – Simone e Simaria;
– 04/07 – João Gomes;
– 05/07 – Luan Santana.

Em relação ao cartaz abaixo, houve remanejamento, valem as datas acima.

Palco Quiva:
– 30/06 – Mumuzinho;
– 01/07 – Imaginasamba;
– 02/07 – Vou Pro Sereno;
– 03/07 – Swing e Simpatia;
– 04/07 – Grupo Reluz;
– 05/07 – Gamadinho.

Mais informações e a programação completa com todos os palcos e atrações:
https://expoitaguai.com.br/programacao/

Tárik Lima: Falecimento

Tarik Lima

De acordo com o site do jornal O Dia, o cantor Tárik Lima morreu na madrugada de 26.06.2022, após ser vítima de um grave acidente na BR-101, em Bayeux, na Grande João Pessoa:

Ele e a namorada, Gabrielle Oliveira, estavam em uma moto quando colidiram com um carro, na última sexta-feira, dia 24. A jovem, que estava na garupa, morreu na hora. Já o artista foi levado ao Hospital de Trauma, mas não resistiu.

Leia mais clicando aqui.

Roberto Luna (1929-2022)

Roberto Luna

De acordo com o portal G1, o cantor Roberto Luna faleceu na manhã de 26.06.2022, aos 92 anos, de causas não reveladas pela família do artista ao comunicar a morte de Luna em redes sociais:

O cantor morreu em São Paulo (SP), cidade onde residia no Palacete dos Artistas, espécie de retiro que concentra veteranos que já saíram de cena.

Roberto Luna iniciou a trajetória artística na cidade do Rio de Janeiro (RJ), para onde se mudou em 1945. Atuou no rádio e foi crooner de boates cariocas no fim da década de 1940.

A carreira fonográfica ganhou impulso há 70 anos com a edição em 1952 do single de 78 rotações em que Luna deu voz ao bolero Por quanto tempo (Marino Pinto e Don Al Bibi) e ao samba-canção Linda (Erasmo Silva e Ruy Rey).

Roberto Luna

Foi a melodramáticos gêneros musicais – como o bolero, o samba-canção e o tango – que a voz de Roberto Luna ficou primordialmente associada. Entre os anos 1950 e 1960, décadas do apogeu artístico do cantor, Luna lançou singles e álbuns pelas gravadoras Odeon e RGE.

Leia mais clicando aqui.