Carlos Negreiros: Falecimento

De acordo com o site Diário do Nordeste, o cantor, percussionista e compositor Carlos Negreiros morreu, na noite de 14.07.2022, após se apresentar no palco do Teatro Ipanema, no Rio de Janeiro:

A informação é do Jornal O Globo. Ele era o único remanescente da formação original da Orquestra Afro-Brasileira, do maestro Abigail Moura.

Carlos Negreiros

Carlos Negreiros estava fazendo uma participação especial no show “Uma roda para Moacir Santos”, do quarteto da flautista Andrea Ernst Dias. Conforme relato da fotógrafa Andrea Nestrea, que fazia cobertura do show, ele desceu para o camarim, depois de cantar “Kalunga”, “Noite de meu bem” e “Ifá”. Ele se encontrou com BNegão, que se apresentaria em seguida, acabou tendo um mal súbito e faleceu no local.

Carlos Negreiros passou a liderar a Orquestra Afro-Brasileira após a morte de seu fundador, o maestro Abigail Moura, em 1970. No ano de 2017, aos 75 anos do grupo, Negreiros organizou a volta aos palcos e o lançamento do primeiro álbum em quase meio século.

Segundo o jornal carioca, o velório de Carlos Negreiros acontece no próprio Teatro Ipanema, nesta sexta-feira, de 10h às 14h.

A notícia foi encontrada aqui.

Mais sobre Carlos:
https://ipeafro.org.br/acervo-digital/videos/biografia-de-abdias-poesia-6/
http://dicionario.sensagent.com/Carlos%20Negreiros/pt-pt/

No site do Yahoo:

Carlos Negreiros estava fazendo uma participação especial no show “Uma roda para Moacir Santos”, do quarteto da flautista Andrea Ernst Dias.

A fotógrafa Andrea Nestrea, que fazia registros do show, contou que Negreiros desceu para o camarim, depois de cantar “Kalunga”, “Noite de meu bem” e “Ifá”. Ele se encontrou com BNegão, que se apresentaria em seguida, acabou tendo um mal súbito e faleceu no local.

— Ele tocou tambores, cantou, dançou. Foi de uma beleza absurda — contou Nestrea. — Se apresentou lindamente, forte, sublime, iluminado. Uma despedida que poucos homens podem ter.

Leia mais clicando aqui.

Carlos Negreiros

Depoimento de Andrea Ernest Dias nas redes sociais:

Era uma roda. Uma roda para festejar um grande, e tantos outros. No palco e bastidores, um sentimento único de respeito e de alegria por estar fazendo música juntos. O tambor soberano unia as batidas dos corações, a voz maviosa e potente encantava, dando o recado certeiro, ensinando, mostrando caminhos e vibrando em alta sintonia artística e humana. Num sopro, após brilhar com sua presença ímpar, se foi nosso mestre, nosso amigo e companheiro, Carlos Negreiros. Seu coração parou. Quem explica? Essa pergunta nunca será respondida, ficará para sempre no campo do mistério da existência, rodando por nossas mentes. Negreiros, que o Orum o receba com o maior dos saravás. Você, para nós, continuará vivo, emanando amor e sabedoria.

Essa roda foi para você! Sei que você partiu feliz, mas ainda assim, cedo demais! As saudades já são imensas. Obrigada por tudo, meu amigo e mestre. Do fundo de minha alma. Siga em paz.

Honraremos, para sempre, a tua memória. Que sejamos dignos dela.

.
À querida Isaura e familiares, nossos sentimentos profundos.Era uma roda. Uma roda para festejar um grande, e tantos outros. No palco e bastidores, um sentimento único de respeito e de alegria por estar fazendo música juntos. O tambor soberano unia as batidas dos corações, a voz maviosa e potente encantava, dando o recado certeiro, ensinando, mostrando caminhos e vibrando em alta sintonia artística e humana. Num sopro, após brilhar com sua presença ímpar, se foi nosso mestre, nosso amigo e companheiro, Carlos Negreiros. Seu coração parou. Quem explica? Essa pergunta nunca será respondida, ficará para sempre no campo do mistério da existência, rodando por nossas mentes. Negreiros, que o Orum o receba com o maior dos saravás. Você, para nós, continuará vivo, emanando amor e sabedoria.

Essa roda foi para você! Sei que você partiu feliz, mas ainda assim, cedo demais! As saudades já são imensas. Obrigada por tudo, meu amigo e mestre. Do fundo de minha alma. Siga em paz.

Honraremos, para sempre, a tua memória. Que sejamos dignos dela.

À querida Isaura e familiares, nossos sentimentos profundos.