Raul Sampaio (1928-2022)

De acordo com o site A Gazeta, o compositor Raul Sampaio morreu, aos 93 anos, na noite de 26.01.2022:

A causa da morte não foi divulgada. Raul é autor da música “Meu Pequeno Cachoeiro”, eternizada na voz de Roberto Carlos e que fala sobre a cidade natal de ambos, Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo.

Raul Sampaio

Além de “Meu Pequeno Cacheiro”, o compositor escreveu mais de 200 músicas, gravadas por vários artistas. “A Carta” foi sucesso na voz de Erasmo Carlos. Nos últimos anos, Raul vivia em Marataízes, também no Sul do Estado.

Leia mais clicando aqui.

Raul Sampaio

No portal G1, por Mauro Ferreira:

(…) Meu pequeno Cachoeiro extrapolou as fronteiras da interiorana cidade capixaba e virou sucesso nacional.

Contudo, Raul Sampaio – artista morto em hospital de Cachoeiro de Itapemirim na noite de ontem, 26 de janeiro, aos 93 anos, em decorrência de pneumonia e falência múltipla dos órgãos – deixou outros sucessos além da canção em tributo à cidade natal, música tornada hino de Cachoeiro em 1966.

A história do cantor Cauby Peixoto (1931 – 2016), por exemplo, fica incompleta sem menção ao samba-canção Nono mandamento, música composta por Raul Sampaio em parceria com René Bittencourt (1907 – 1979) que se tornou sucesso nacional desde que foi gravada em 1958 por Cauby.

Integrante do Trio de Ouro de 1952 a 1957, ao lado de Herivelto Martins (1912 – 1992) e Lourdinha Bittencourt (1928 – 1979), Raul Sampaio também foi parceiro do compositor Benil Santos (1931 – 2012) em músicas gravadas por Erasmo Carlos (A carta, em 1966) e Luiz Gonzaga (1912 – 1989) (Amor de minha vida, em 1960) e Miltinho (1928 – 2014), intérprete original de Lembranças, música que também ganharia as vozes de Angela Maria (1929 – 2018), Maria Bethânia, Nelson Gonçalves (1919 – 1998) e Gilliard, entre outros cantores.

Leia mais clicando aqui.

Gilson Conceição Junior (Bakaninha): Falecimento

De acordo com o Globo Online, morreu na manhã de 28.01.2022, o intérprete da Beija-Flor Gilson Conceição Junior, conhecido como Bakaninha, de 31 anos:

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o quartel de Nova Iguaçu foi acionado às 6h59 para atendimento de um acidente de colisão de um carro com um muro, na Estrada Dr. Rufino Gonçalves Ferreira, em Nilópolis. O sambista morreu no local.

Bakaninha

Em nota de pesar divulgada nesta manhã, a agremiação destacou o talento de Bakaninha, cotado para ser a voz que substituiria Neguinho da Beija-Flor no microfone oficial. O sambista esteve na noite de ontem (27), na quadra da escola, onde foi realizado um ensaio.

Bakaninha integrava o time de cantores de apoio desde 2009 na Sapucaí. No posto de segundo cantor, por vezes conduziu ensaios da escola na ausência de Neguinho, que há pelo menos cinco anos o observava como potencial “herdeiro” ao posto de titular do microfone.

Leia mais clicando aqui.