Eunice Veiga: Falecimento

Eunice Veiga

A cantora gospel Eunice Veiga, de 59 anos, foi enterrada na tarde de 13.12.2020. após cerimônia às 17h no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco. De acordo com o UOL, ela morreu ao ser atingida por uma bala perdida no pescoço quando estava na cozinha de casa em 12.12.2020 no bairro Amendoeira, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio:

De acordo com relato dos parentes, os moradores conviviam com tiroteios, que se intensificaram nas últimas três semanas devido a uma disputa pelo controle do tráfico de drogas entre facções rivais. O caso ocorreu nove dias após a morte das primas Emily Victória e Rebecca Beatriz, de 4 e 7 anos, baleadas quando brincavam em frente ao portão de casa em uma comunidade de Duque de Caxias (RJ). Em vídeo feito a pedido do UOL, a família das meninas mostrou o local de onde partiram os tiros e acusou a PM, que nega ter atirado.

Leia mais clicando aqui.

No site Fato a Fato:

Eunice frequentava a Igreja Batista da Lagoinha, em Niterói. A família diz que ela se doava muito para ajudar outras pessoas e que ontem chegou a cantar no enterro de um tio dela.

“Ela era daquelas pessoas que ajudava todo mundo, como se fosse uma assistente social. Era muito carinhosa e ajudava muita gente da igreja, com roupa”, conta, bastante emocionada, a autônoma Priscila Veiga, 39, uma das filhas.

Leia mais clicando aqui.

Charley Pride (1934-2020)

Charley Pride

De acordo com o Globo Online, o cantor country americano Charley Pride morreu em 12.12.2020, aos 86 anos, vítima de complicações causadas pelo covid-19, de acordo com o site oficial do artista:

Seus sucessos incluem músicas como “All I Have to Offer You (Is Me)” e “Kiss an Angel Good Mornin”.

(…) Pride nasceu em Sledge, Mississippi, em 18 de março de 1934, filho de um meeiro. Ele colheu algodão, serviu no Exército dos EUA e jogou beisebol na Liga dos jogadores negros antes de se mudar para Nashville, onde se tornou a primeira estrela negra do country. Ele ingressou no Country Music Hall of Fame em 2000.

Leia mais clicando aqui.

Charley Pride