Gilberto Nascimento, o Giba Giba (1936-2014)

O músico Gilberto Nascimento faleceu dia 03.02.2014, aos 77 anos, de complicações após uma cirurgia para retirada de um tumor.:

Para muitos, o nome Giba Giba era sinônimo de tambor sopapo, típico instrumento afro-gaúcho, inventado pelos escravos que viviam na região de Pelotas no século 19.

E foi nessa cidade que Gilberto Amaro do Nascimento descobriu seu dom para a música, influenciado pelos blocos que tomavam as ruas durante o Carnaval e pelos instrumentistas que frequentavam a casa de seus pais.

Quando tinha 12 anos, ouviu de um babalorixá que se tornaria um grande tocador de sopapo -e assim foi.

Tinha diferentes técnicas para tirar sons do instrumento. Estava sempre cantarolando e compondo músicas, gravadas por cantores como Kleiton e Kledir e Vitor Ramil.

Introduziu o sopapo na bateria da Praiana, primeira escola de samba de Porto Alegre e que ele ajudou a fundar, conferindo uma sonoridade diferente da do samba carioca.

Ativista da cultura negra, criou festivais e projetos culturais, compôs trilhas de filmes e atuou como conselheiro de cultura do Estado. Seu trabalho foi reconhecido com diversos prêmios e honrarias.

Preparava-se para uma turnê em comemoração dos seus 50 anos de carreira, que também contaria com o lançamento de um CD de sambas.

Neste semestre, a TV Brasil deve exibir um documentário sobre Giba Giba, que integra uma série sobre as raízes da música brasileira.

Adorava contar histórias da infância e ficar com os filhos, seu passatempo preferido.

Morreu no dia 3, aos 77, de complicações após uma cirurgia para retirada de um tumor. Deixa cinco filhos -dois deles são músicos-, três netos e a menos 30 letras inéditas.

A nota foi encontrada aqui.

giba giba