Nonato Buzar (1932-2014)

Nonato Buzar

Nonato Buzar

De acordo com o Globo Online, o compositor maranhense Nonato Buzar morreu na manhã de 02.02.2014, aos 81 anos, no Rio de Janeiro, de falência múltipla dos órgãos:

O músico havia sido internado há 15 dias com pneumonia. Ainda não há detalhes sobre velório e sepultamento.

Buzar deixa um livro de crônicas, “Planeta Neus”, ainda a ser publicado, dois filhos (Maria Morena e Francisco Eduardo) e um neto, Arthur, de quatro meses.

A nota foi encontrada aqui.

No site do Estadão:

Maranhense de Itapecuru Mirim radicado no Rio, Buzar começou sua carreira musical em 1953. Fez, com Paulinho Tapajós, a trilha da novela Irmãos Coragem, e com Tapajós e Roberto Menescal a trilha de Assim na Terra Como no Céu.

Além de compositor, foi produtor musical nas gravadoras PolyGram e RCA Victor.

Leia mais clicando aqui.

Uma reportagem sobre Nonato e Irmãos Coragem:

http://www.jornallotusbemestar.com.br/menu/cultural/musica-brasileira/irmaos-coragem

Nonato foi autor, com o saudoso Chico Anísio, de um dos maiores sucesssos da carreira de Alcione:

Rio Antigo (Como Nos Velhos Tempos)
(Chico Anysio e Nonato Buzar)

Quero um bate-papo na esquina
Eu quero o Rio antigo com crianças na calçada
Brincando sem perigo, sem metrô e sem frescão o ontem no amanhã
Eu que pego o bonde 12 de Ipanema
Prá ver o Oscarito e o Grande Otelo no cinema
Domingo no Rian
Me deixa eu querer mais, mais paz
Quero um pregão de garrafeiro
Zizinho no gramado, eu quero um samba sincopado
Taioba, bagageiro
E o Desafinado que o Jobim sacou
Quero um programa de calouros com Ari Barroso
O Lamartine me ensinado um la-la-lá gostoso
Quero o Café Nice de onde o samba vem
Quero a Cinelândia estreando “E o Vento Levou”
Um velho samba do Ataulfo que ninguém jamais gravou
PRK-30 que valia 100… como nos velhos tempos!
Quero o carnaval com serpentina
Eu quero a Copa Roca entre Brasil e Argentina
Os Anjos do Inferno, Quatro Ases e um Coringa
Eu quero porque é bom!
Eu que pego no meu rádio uma novela
Depois eu vou à Lapa e faço um lanche no Capela
Mais tarde eu e ela pros lados do Hotel Leblon…
Quero um som de fossa da Dolores,
uma valsa do Orestes, zum-zum-zum dos Cafajestes,
um bife lá no Lamas
cidade sem aterro como Deus criou
Quero o chá-dançante lá no clube com Valdir Calmon
Trio de Ouro com a Dalva, estrela dalva do Brasil
Quero o Sérgio Porto e o seu bom humor
Quero ver um show do Walter Pinto com mulheres mil
O Rio aceso em lampiões e violões que quem não viu
Não pode entender o que é paz e amor!

Ficha do compositor no Dicionário Cravo Albin:
http://www.dicionariompb.com.br/nonato-buzar